Conheça o Palácio de Monserrate em Sintra, Portugal

Um Palácio rico em beleza arquitetônica e cercado por um grandioso bosque. Parece fazer parte de alguma obra cinematográfica, mas na verdade ele é real e está a poucos quilômetros da cidade de Lisboa, Portugal. Sou Juliana Molinari, criadora do @quevoceviaje, e vou compartilhar com vocês a experiência de conhecer o encantador Palácio de Monserrate, em Sintra.
MONSERRATE

COMO IR?

O Palácio faz parte dos Parques de Sintra, cidade que, de carro, está cerca de 30 minutos de Lisboa! Mas, também há a possibilidade de usar o transporte público, sendo o trem a opção mais rápida.
 
Dica de transporte, estando em Sintra: Como o Palácio está localizado a 4 km do Centro Histórico de Sintra, ir a pé pode ser um pouco puxado (não podemos esquecer da volta!). Ir de carro é uma boa porque o local conta com estacionamento gratuito do outro lado da rua. Mas, para quem estiver sem carro, o ônibus circular 435 deixa os passageiros na entrada do Palácio.
 

INGRESSOS

Dica para compra dos ingressos: Havia pesquisado os preços dos ingressos dos lugares pertencentes aos Parques de Sintra que queria visitar e se haveria algum desconto para a compra pela internet. E, descobri que sim, há. Atualmente, o desconto é de 5% para as compras no site parquesdesintra.pt.
Mas, descobri uma condição melhor de compra na própria bilheteria! Ao comprar mais de um ingresso na bilheteria você vai tendo descontos gradativos, de 5% a 10%, além de poder comprar em dinheiro, o que significa evitar o IOF do cartão de crédito (6,38%)!
Então, quando estiver planejando sua viagem para Sintra, confirme a validade dessa condição e, em caso positivo, sugiro que você compre todos os ingressos dos espaços pertencentes ao Parques de Sintra que deseja conhecer no primeiro espaço que visitar e assim economize alguns bons euros…
 

O PALÁCIO

Pense num lugar que não só agrada aos olhos mas, também acalma o coração.
 
Assim é o Parque e Palácio de Monserrate. Um clássico exemplo do estilo romântico português que reúne arquitetura, história e natureza.
 
O Palácio foi construído em 1856 para residência de verão da família de Sir Francis Cook e teve como base as ruínas de uma mansão neogótica de 1790.
 
Já o Parque conta com 33 hectares repletos de espécies de todo o mundo, caminhos sinuosos, ruínas, lagos, cascatas e um gramado estrategicamente localizado em frente ao Palácio, que nos leva a desacelerar, sentar e admirar esse sublime cenário.
 
Vou apresentar os principais espaços:
 

  • Frente do Palácio – Fonte do Tritão com exemplar de azulejo hispano-árabe na floreira à direita da foto.

monserrate

  • Cúpula do átrio principal – Feita em madeira e decorada com argamassa de pó de mármore (estuque)

monserrate

  • Corredor de ligação das três torres do Palácio – Onde se encontram sucessivos painéis indianos em mármore que reforçam o efeito de profundidade

monserrate

  • Sala de Música – Perfeita acústica, cúpula em estuque com motivos florais dourados

monserrate

  • Vista do Palácio

monserrate

  • Vista do Parque – Com a maior árvore do local à esquerda da imagem, uma araucária com mais de cinquenta metros de altura, proveniente da ilha de Nortfolk (Pacífico)

monserrate

  • Arco Indiano – Adquirido por Sir Francis Cook após a Revolta dos Marajás, protesto contra a ocidentalização pela Cia Britânica das Índias Orientais. Em resposta à rebelião, o Exército Britânico destruiu e saqueou os palácios indianos, origem desse arco e dos painéis no interior do Palácio

monserrate

  • Caminho até o Palácio

monserrate

  • Lago Hipocrene

monserrate

  • Caminho Perfumado – Próximo da entrada do Palácio, cercado de pérgolas ornamentadas por glicínias (essas flores da foto em formato de cacho de uvas) e jasmim. Um doce e suave perfume que acaba por tornar essa visita ainda mais marcante na memória.

monserrate

BÔNUS – UM FINAL DE TARDE NO BAR DO FUNDO

 
Saindo do Palácio de Monserrate, que tal uma Comida deliciosa + uma vista paradisíaca + de brinde, o barulho do mar como som ambiente? Essa combinação perfeita você encontra no Bar do Fundo, também em Sintra.
 
Como já dizia a minha avó, nos frascos pequenos é que estão os grandes perfumes e o Bar do Fundo é a prova disso. Esse discreto bar-restaurante, localizado ao final da Praia Grande (razão de seu nome), surpreende na excelência de seus pratos e conta com uma localização de tirar o folego, especialmente, ao pôr do sol.
Bar do Fundo
A comida é incrivelmente deliciosa e, para os amantes de polvo, digo que ali comi o melhor polvo à lagareiro da minha vida: suculento, saboroso e muito bem servido (a depender da fome, serve duas pessoas) pela bagatela de 17 euros!
Bar do Fundo
Dica: não abra mão do couvert e não deixe de pedir a entrada de burrata.
 
Para finalizar, o garçom me convenceu a experimentar um sorvete de torta de amêndoas e que bom que dei ouvidos a ele porque fiquei apaixonada pela cremosidade e sabor do sorvete. Espero que você também me dê ouvidos e não resista a essa sobremesa!
 
E, o que falar do cenário dessa experiência gastronômica? Sem palavras para descrever a beleza do céu em cores degradê com o mar aos seus pés. Procure ir ao final do dia (em alta temporada, aconselho reservar) e se prepare para um suspiro a cada garfada.
Bar do Fundo
Quer ter acesso a mais posts sobre Portugal? É só clicar AQUI.
Conseguiu sentir o quanto essas experiências em Sintra são especiais? Ficou com alguma dúvida? Conta pra gente aqui na caixinha de comentários! Fique ligado aqui no Blog EPM e não perca outras dicas de viagem como essa e aproveite para seguir o meu perfil no Instagram @quevoceviaje, onde compartilho experiências, roteiros e dicas para que você viaje!
Até o próximo post!
JULIANA MOLINARI
Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularaluga um carro, garante os tickets para passeios ou compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!
Aproveita e se inscreve no canal do Youtube e no Instagram do Estevam para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas!
 

Escrito por Juliana Molinari

Deixe um comentário