Cuiabá: a cidade no centro geodésico da América do Sul

Fala, viajante! Tudo bem com vocês? Seguindo minha viagem pelo Centro-Oeste brasileiro, a próxima parada é Cuiabá, capital do Mato Grosso. Neste post eu vou te contar tudo: aonde ir, comer, sair, dormir e muito mais.

Lembrando que o Brasil 60 é o meu novo projeto, onde eu vou visitar 60 destinos brasileiros e registrar tudo em vídeo e em posts aqui no blog para vocês acompanharem tudinho. A New Trip está comigo nesta aventura, claro!!

Aliás, aproveita e já dá uma olhada no meu vídeo em Cuiabá (MT):

História de Cuiabá

Você provavelmente já ouviu falar de Cuiabá, seja pelo seu calor intenso – há dias que os termômetros batem 35º, pela proximidade de lugares incríveis como a Chapada dos Guimarães, e por ser uma cidade bem arborizada.

Mas, você sabia que Cuiabá está situada na parte mais central da América do Sul, exatamente no seu centro geodésico? Sim, viajante. Mas, o que isso significa? Significa que a cidade está no coração da América do Sul.

A história de Cuiabá começou com dois bandeirantes de Sorocaba, interior de São Paulo, que vieram para esta região central do Brasil para capturar e escravizar os índios. Mas, os índios não se entregaram fácil e os bandeirantes acabaram vencidos. Na volta para casa, os derrotados descobriram ouro nos rios e resolveram ficar na região.

Isso acabou atraindo novos moradores e, em 1727, ganhou status de vila: Vila do Senhor Bom Jesus de Cuiabá. Só em 1818 virou cidade e, em 1835, se tornou capital do estado.

O que visitar em Cuiabá

Cuiabá
Vista aérea de Cuiabá
Praça Moreira Cabral
Cuiabá
Praça Moreira Cabral

É nela que fica o monumento que marca o ponto exato do centro geodésico da América do Sul. O marco original foi construído em 1909. Depois, o local recebeu um obelisco de quase 20 metros de altura todo revestido em mármore branco. O monumento é um patrimônio histórico e cultural desde 2009.

Na praça tem ainda a sede da Câmara Municipal de Cuiabá e no chão, estão marcadas as distâncias e a direção entre a cidade e outras capitais da América do Sul. Pertinho fica outra importante praça da cidade, a Praça da República.

Praça da República

Nesta praça há três construções belas e importantes para a cidade: Museu Histórico do Mato Grosso (1987), Palácio da Instrução que já foi escola e hoje é uma biblioteca, e a Catedral Metropolitana Basílica do Senhor Bom Jesus.

Na mesma praça, ao lado da catedral fica o Palácio Alencastro, sede da Prefeitura da cidade. E, em frente, fica uma sequência de bustos de pessoas importantes que marcaram a política tanto da cidade quando do estado de Mato Grosso.

Museu do Morro da Caixa D’Água Velha

Fica ao lado do centro geodésico e o museu tem entrada gratuita. O local serviu de reservatório durante mais de cem anos para a cidade, que armazenava mais de 1 milhão de litros de água. Sua construção está toda preservada. Em 2017 passou por uma revitalização e hoje abriga um museu.

SESC Arsenal

Em 1832 este local foi inaugurado para se um depósito de armas militar, mas, em 1989, o SESC fez uma permuta com o Exército Brasileiro e é por isso que até hoje ele é conhecido como SESC Arsenal, um importante centro gastronômico, cultural e artístico. É um espaço bem gostoso para se reunir com os amigos. Depois da pandemia, viajante!

Praça 8 de abril

O nome da praça é uma referência a data de fundação da vila que antecedeu a cidade de Cuiabá. A praça foi totalmente revitalizada há pouco tempo e a região é bem boêmia durante a noite.  

Centro histórico

Esta parte da cidade é muito bonita e conta com arquitetura colonial bem preservada e revitalizada. É bem gostoso caminhar por aqui, mas tome cuidado com o calor. Se hidrate e procure lugares arborizados para descansar. Aproveite e faça uma visita ao Museu da Imagem e do Som de Cuiabá (MISC). A praça ainda tem a Igreja Nosso Senhor dos Passos, que está fechada por tempo indeterminado.

Mas, essa igreja tem uma história bem interessante, sobre um homem que foi enterrado vivo. Na verdade, ele tinha catalepsia, uma doença rara em que os membros se tornam rígidos e parece mesmo que a pessoa morreu. Mas, ela está consciente o tempo todo e fez uma promessa ao Nosso Senhor dos Passos de construir uma igreja e sua homenagem caso ele sobrevivesse. Que história! Ah, ele sobreviveu ao enterro, senão não teríamos igreja!!!

Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito

Dizem que foi a primeira igreja construída ainda na época que Cuiabá era uma vila. Ela está à beira do córrego Prainha onde a vila começou. Na verdade, estava, porque hoje não há mais o córrego, que foi canalizado. É a única igreja em estilo Brasil colonial e tombada como Patrimônio Histórico do Brasil.

Santuário Nossa Senhora do Bom Despacho

No morro do seminário fica este santuário inspirado na Catedral de Notre Dame, em Paris. Esta igreja de estilo neogótico é tombada pelo Patrimônio Histórico Estadual desde 1977. E ao seu lado fica o Museu de Arte Sacra, que tem exposto uma veste do Papa João Paulo II de quando ele visitou a cidade.

Orla do Porto
Cuiabá
Orla do Porto

Apesar da cidade ficar longe da costa, há um famoso porto no Rio Cuiabá. Sua orla foi totalmente revitalizada. É um lugar bem bonito para ver o pôr do sol e curtir a noite. No local fica também o Mercado Central. Nele você encontra alimentos fresquinhos que chegam pelo perto para abastecer a cidade.  

Arena Pantanal

Uma das 12 arenas construídas para a Copa de 2014 e sediou 4 jogos do Brasil no período. Hoje é uma arena multiuso.

Cuiabá
Arena Pantanal
Parque Mãe Bonifácio

É o maior e principal parque da cidade. O nome do parque é em homenagem a uma escrava liberta que ajudou muitos outros escravos a se libertarem fugindo pelas matas onde hoje é o parque. O parque tem ainda 90% de mata nativa preservada. Não deixe de visitar ainda o Parque das Águas e o Parque Tia Nair.

Como chegar

 A melhor forma de chegar a Cuiabá é em um voo direto. Caso sua cidade não tenha voo direto, é provável que você faça uma conexão em Brasília, Goiânia, Rio de Janeiro ou São Paulo, por exemplo. Eu peguei um voo direto de São Paulo, de cerca de 2 horas, mas desembarquei em Várzea Grande – que é tipo Guarulhos para São Paulo. Neste trajeto do aeroporto para Cuiabá demorei cerca de 15 minutos de carro.

Onde comer

Choppão Restaurante – comida boa e com preço super justo, inclusive das bebidas alcoólicas.

Mahalo Cozinha Criativa – cozinha regional e contemporânea, com ambiente lindo e incrível.

Onde se hospedar

Hotel Deville Prime Cuiabá – eu já fiquei em uma unidade desta rede em Campo Grande (MS) e tinha certeza de que em Cuiabá seria tão bom quanto. E é mesmo! O café da manhã deles é um espetáculo! Eles seguem todas as medidas de segurança por conta da pandemia e estão super bem localizados!

 

É isso, viajante! Este foi o décimo destino do nosso Brasil 60 e eu adorei, curti muito de verdade. O estado do Mato Grosso é grande e tem milhares de atrações que eu adoraria conhecer. Agora eu sigo viagem meu próximo destino. Você sabe qual é? Vai lá no YouTube e segue meu canal para ficar por dentro do projeto Brasil 60!

 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularaluga um carro, garante os tickets para passeios ou compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveita e se inscreve no  canal do Youtube e no Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas!

Posts Relacionados