Tudo sobre Belém do Pará

Tudo sobre Belém do Pará

Fala, viajante! Tudo bem com vocês? Continuando nossa viagem por todas as regiões do país, o Brasil 60 continua no Norte, agora em Belém, capital do Pará e a primeira capital da Amazônia. Quanto custa, quando ir, os rolês que tem pra fazer e muito mais eu te conto agora neste post.

Lembrando que o Brasil 60 é o meu novo projeto, onde eu vou visitar 60 destinos brasileiros e registrar tudo em vídeo e em posts aqui no blog para vocês acompanharem tudinho. A New Trip está comigo nesta aventura, claro!!

Aliás, aproveita e já dá uma olhada no meu vídeo:

O estado do Pará tem 8 milhões de habitantes e Belém, conhecida como a capital criativa da gastronomia e do tecnobrega, tem 1,5 milhão. O apogeu da borracha por aqui durou até 1920, e graças a ele, Belém tinha tecnologia e arquitetura maravilhosas que outros grandes centros urbanos não tinham na época.

Além de ser o segundo maior estado do país e ter 144 municípios, o Pará tem a maior feira a céu aberto da América Latina que foi eleita uma das 7 Maravilhas do Brasil, o Ver-o-Peso. Você sabia que o cinema mais antigo do país em funcionamento até hoje fica aqui? É o Cinema Olympia.  

Entre os famosos paraenses temos a Joelma, Dira Paes, Gaby Amarantos e Beto Barbosa.

O que fazer

Belém do Pará

Forte do Presépio
Belém começou no Forte do Presépio, aonde os portugueses chegaram na cidade no comecinho do século 17. E o nome Belém é porque esses portugueses saíram de São Luís, no Maranhão, num anoite de Natal e, por isso, a cidade ganhou este nome.           

Nesta época a cidade tinha uma diversidade de povos, holandeses, franceses, ingleses, todos querendo esse pedacinho de terra. Foi por isso que os fortes da região foram construídos, para defesa da cidade.
Mas, nessa época também viviam muitos indígenas nessa região. E para contar um pouco do embate que aconteceu entre indígenas e invasores, no Forte há um museu que conta toda essa história.

Mercado Ver-o-Peso

Belém do Pará



Inaugurado em 1625, este era o local onde todas as mercadorias que saíam e chegavam no porto de Belém eram pesadas para que pagassem impostos. Hoje, o mercado é bem movimentado e tem de tudo um pouco. É considerado o maior mercado a céu aberto da América Latina. Dá pra tirar um dia inteiro para passear pelo Ver-o-Peso. Sério! Vem com tempo porque é muito legal.

Praça do Relógio

Belém do Pará



Pertinho do mercado fica a Praça Siqueira Campos, mais conhecida como Praça do Relógio, inaugurada em 1931 em homenagem a um dos dezoitos revolucionários paraenses heróis do Forte de Copacabana.

Praça da República

Este local já foi um terreno descampado sem nada usado para muitas coisas, inclusive como cemitério de escravos e armazém de pólvora, mas hoje se tornou um grande centro cultural, aonde as pessoas vão para curtir teatro e uma feirinha bem bacana aos domingos, por exemplo.

O Theatro da Paz fica neste endereço e é considero uma das principais obras de arte da capital paraense. Ele foi construído em 1878 e inspirado no Teatro Scalla de Milão (Itália), mas no momento está fechado, passando por uma reforma.

Catedral Metropolitana e Basílica de Nossa Senhora de Nazaré

É daqui deste ponto que sai a procissão do Círio de Nazaré, uma das maiores festas de rua do mundo. Nesta praça ainda tem a Igreja de Santo Alexandre, que dentro abriga um museu de arte sacra. Outro lugar que não podia ter deixado de visitar foi a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, que começou a ser erguida em 1909, quando encontraram a imagem que é carregada no Círio de Nazaré.

Mercado de Ferro

Belém do Pará



Este antigo mercado municipal é pra mim um dos lugares mais bonitos de Belém e um símbolo da cidade. Toda estrutura metálica do mercado foi construída pelo engenheiro Francisco Bolonha, que, depois de ter visitado a exposição de 1900 em Paris e se encantado com as obras de Eiffel, decidiu fazer o mercado com peças em ferro pré-fabricadas, no estilo art nouveau.

Estação das Docas

Belém do Pará



É um excelente lugar para passar umas horinhas com os amigos, comer e beber. Além de passear pelo calçadão e pegar um barco para ver o pôr do sol da Baía do Guajará, com a @valeverdeturismo. Este complexo turístico da cidade oferece gastronomia e cultura para moradores e turistas da cidade. Por aqui há muitos shows e até um teatro. Fora que o lugar é lindo e histórico, já que antigamente este lugar eram os armazéns do porto da capital.

Parque Mangal das Garças

Parada obrigatória neste parque que foi revitalizado em 2005 e que fica às margens do Rio Guamá. Tem várias atrações no local e é ideal para passar um dia com a família. Tem uma torre enorme, chamada Farol de Belém, que dá pra subir e curtir o visual lá de cima. A entrada do parque é gratuita, mas para subir a torre paga uma taxa.

Ilha do Combu

Para esse passeio maravilhoso é preciso pegar um barquinho que sai do Terminal Hidroviário Ruy Barata e demora uns 10 ou 15 minutos para travessia. No local há vários bares e restaurante e é muito comum as pessoas virem para passar um dia no final de semana. O mais legal é o intenso contato com a natureza, é como estar no meio da floresta, mas sem sair da cidade.
 

Mais fotos de Belém 

Onde comer

  • Casa do Saulo das Onze Janelas – pratos muito bem servidos e deliciosos e os acompanhamentos são à vontade. Ganha um doce quem descobrir por que tem esse nome!!!
  • Cairu – sorveteria na Estação das Docas que serve sabores diferentões.
  • Cabôca – cervejaria que serve comidas boas e cerveja também.
  • Restaurante Point do Açaí – tão famoso que até Joelma recomenda. Peixe frito com açaí e farinha de mandioca é o carro chefe.
  • Paraensíssimo – lugar ideal para provar os sabores do Pará, começou no quintal da dona Joana, tem preços justos e é uma delícia.
  • Sushi Ruy Barbosa – dica de seguidores do canal! O lugar serve comida japonesa misturado com sabores paraenses como queijo do Marajó, jambu e castanha do Pará.
     

Galeria de fotos deliciosas de comidas paraenses

É isso, viajante! Eu amei Belém e os paraenses e tenho que dizer que comi muito bem, meu deus. Agora em embarco para o Macapá. Fica ligado aqui no blog que eu breve vou postar sobre minha passagem pelo Macapá. Segue lá o meu canal do YouTube e fique por dentro do Projeto Brasil 60
 
Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularaluga um carro, garante os tickets para passeios ou compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!
Aproveita e se inscreve no  canal do Youtube e no Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas!

Escrito por Lucas Estevam

Deixe um comentário