Macapá: a única cidade localizada entre dois hemisférios

Macapá: a única cidade localizada entre dois hemisférios

Fala, viajante! Tudo bem com vocês? Continuando nossa viagem por todas as regiões do país, o Brasil 60 agora está em Macapá, capital do Amapá. O estado é cheio de atrações, comida boa e gente legal. Vem comigo que eu te conto tudo!
Lembrando que o Brasil 60 é o meu novo projeto, onde eu vou visitar 60 destinos brasileiros e registrar tudo em vídeo e em posts aqui no blog para vocês acompanharem tudinho. A New Trip está comigo nesta aventura, claro!!

Aliás, aproveita e já dá uma olhada no meu vídeo:

São pouco mais de 800 mil habitantes e a capital Macapá tem mais de meio milhão desse total. Até 1943, o Amapá nem existia! Ele era parte do estado do Pará. E só em 1988 virou um estado independente Macapá é a única capital cortada pela Linha do Equador e tem até um monumento pra ela. É a única capital do mundo presente nos dois hemisférios Norte e Sul.

Curiosidades do Amapá e Macapá

  • Amapá significa lugar de chuva;
  • O Amapá não tem nenhuma ponte;
  • A geografia do Amapá tem três características bem diferentes: amazônica, guianense e oceânica;
  • O Amapá tem 7 tribos indígenas, sendo a Waiãpi a maior delas;
  • Macapá vem do nome de uma árvore chamada Macapaba;
  • Única capital brasileira que não possui conexão por rodovia com outro estado brasileiro;
  • Macapá é conhecida como a capital do centro do mundo;
  • Oiapoque é a cidade mais ao Norte do país e fica aqui no estado do Amapá;
  • Macapá também comemora a festa do Círio de Nazaré, com mais de 300 mil pessoas.

O que fazer

Estevam em Macapá

Igreja de São José de Macapá

Foi bem aqui que tudo começou, bem, onde Macapá começou como um assentamento militar e depois como vila. A cidade cresceu em torno desta igreja. Durante muito anos foi a matriz da cidade. Em frente, fica a Praça de Cabralzinho, que possui uma estátua em homenagem ao herói histórico local Francisco Xavier da Veiga Cabral, que impediu a invasão francesa na cidade.

Fortaleza de São José de Macapá

É a maior fortaleza da América Latina e a maior construção portuguesa fora de Portugal. Construída em 1782, às margens do Rio Amazonas, para proteger a cidade dos franceses. Demorou 18 anos para ser construída e ainda há partes inacabadas.
Além de seu um dos pontos turísticos mais famosos da cidade é também um espaço de lazer e cultura. É uma das 7 Maravilhas do Brasil. E o lugar é lindo mesmo, viajante!

Mercado Central

Inaugurado recentemente, é ideal para conhecer mais da cultura e da gastronomia da cidade e do estado. São mais de 60 estabelecimentos que vendem de tudo um pouco por aqui. Vocês sabem que eu amo, né!!!

Aliás, além de almoçar no mercado eu ainda pude conferir uma apresentação demarabaixo, uma expressão cultural bem típica das comunidades negras de Macapá.

Museu Sacaca

O museu foi criado com o objetivo de divulgar as riquezas das comunidades e da região do Amapá, sua fauna e flora, além de promover estudos sobre plantas medicinais, incluindo a árvore da sacaca, que possui muitas aplicações medicinais e dá nome a este museu. Além disso, há ainda uma exposição a céu aberto com a representação dos primeiros ribeirinhos que se instalaram na região, às margens do Rio Amazonas, durante o ciclo da borracha.

Bioparque da Amazônia

Muito legal para passar o dia. São 107 hectares cheio de atrações, como paredão de escalada, arvorismo, tirolesa, trilhas, animais e muitas outras atividades para a família toda.
 

Mais fotos de Macapá 

Onde comer

  • Restaurante Amazonas Peixaria – serve uma variedade de pratos típicos e é o melhor lugar para ter uma experiência amapaense.
  • Restaurante Amazon Beach – 16km da capital é um beach club perfeito para almoçar e passar uma tarde a bordo de um catamarã bebendo uns bons drinks e curtindo a bela paisagem.          
  • Santa Clara Sorvetes Artesanais – sorveteria queridinha da cidade e tem um sorvete de cupuaçu com castanha do Pará que é delicioso, chama marabaixo.
  • Oásis Restaurante – à beira do Rio Amazonas, ideal para curtir o visual enquanto almoça as delícias da região.
  • Bar do Vila – ideal para tomar uns drinks diferentes antes do jantar, como a cachaça de jambu com tucupi.
  • 313 Restaurante – pegada local com um toque de contemporaneidade e chiquezinho. Pedi um menu degustação e foi uma delícia. Mas já aviso que o preço é salgado.
  • Casa Lisboa – restaurante português de comida muito boa. Tem também menu degustação a preços bem mais acessíveis.
  • Norte das Águas – à beira do Rio Amazonas com média de preço excelente e tudo muito gostoso.

Galeria de comidas 

Onde ficar

Hotel do Forte – pesquisei bastante para escolher um hotel com boa localização e infraestrutura bacana e gostei de tudo, além do ótimo atendimento.
 
É isso, viajante! Primeiro quero agradecer muito o pessoal da @cunaniturismo que me acompanhou nesta viagem. Eu adorei visitar as atrações incríveis desse destino e provas as delícias de comida do Macapá. O amapaense é muito receptivo e tenho certeza de que fiz amigos para o resto da vida. Agora sigo para Roraima. Fica ligado aqui no blog que eu breve vou postar sobre minha passagem pela capital Boa Vista. Segue lá o meu canal do YouTube e fique por dentro do Projeto Brasil 60
 
Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularaluga um carro, garante os tickets para passeios ou compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!
Aproveita e se inscreve no  canal do Youtube e no Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas!

Escrito por Lucas Estevam

Deixe um comentário