Espírito Santo: veja o que fazer em Vitória, Vila Velha e arredores

Espírito Santo: veja o que fazer em Vitória, Vila Velha e arredores

Fala, viajante! Tudo bem com vocês? Agora, o Brasil 60 está no estado do Espírito Santo, na capital Vitória. Esta já é a segunda vez que visito o destino e vou te mostrar tudo o que tem para ver e fazer nesta cidade e nos arredores de Vitória e Vila Velha.

Lembrando que o Brasil 60 é o meu novo projeto, onde eu vou visitar 60 destinos brasileiros e registrar tudo em vídeo e em posts aqui no blog para vocês acompanharem tudinho. A New Trip está comigo nesta aventura, claro!!

Aliás, aproveita e já dá uma olhada no meu vídeo:

Curiosidades

  • Espírito Santo é o 4º menor estado do Brasil, mas é o 14º mais populoso com pouco mais de 4 milhões de habitantes.
  • Quem nasce no estado é capixaba, que significa roça.
  • Espírito Santo é um dos dois estados – junto com Santa Catarina – onde a maior cidade não é a capital.
  • Vitória é a 3ª capital mais antiga do país e uma das três únicas que estão localizadas em uma ilha.
  • Vitória é a 4ª maior cidade do estado.
  • 40% da cidade de Vitória é feita de morros, por isso, subir e descer escadas é normal para os vitorienses.
  • Vitória não foi a primeira capital do Espírito Santo, e sim Vila Velha.
  • É considerada a 7ª cidade mais cara do Brasil.
  • É a 3ª melhor capital para se viver e com o 5º maior IDH do Brasil.
  • Possui a 3ª maior festa religiosa do país, a Festa de Nossa Senhora da Penha.

O que fazer

Passeio de barco

Ideal para ver um pouco de tudo que tem na capital, inclusive, o Morro do Penedo uma das razões de Vitória ter se tornado capital do estado, por estar mais protegida que Vila Velha, antiga capital. Do outro lado do rio, foi construído um forte e entre o morro e o forte era esticada uma corrente que naufragava os navios que tentavam entrar na cidade.

No passeio, ainda podemos ver a Ilha da Pólvora, que já funcionou como um hospital para leprosos e como ilha de quarentena para os navios que chegavam na cidade; a Ilha da Trindade, que já foi uma prisão; e a antiga estação de trem para embarque para Minas Gerais, que era a única ligação possível entre os estados.

Além de ver a 5 Pontes, nome dado devido aos seus cinco arcos que formam a ponte; a Segunda Ponte; e a mais famosa, a Terceira Ponte, que liga Vitória a Vila Velha. E ainda passeamos pelo maior manguezal urbana da América Latina.

O passeio foi feito com o pessoal da @capitaogriloes.

Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Petros

Depois de subir uma escadaria de mais de 300 anos, você chega até esta igreja construída pelos escravizados e um cemitério para enterrá-los, já que na época havia uma segregação entre brancos e pretos. A igreja está linda toda reformada.

Teatro Carlos Gomes

É o principal espaço de artes da cidade e fica na Praça Costa Pereira, bem no centro da cidade. O teatro foi inaugurado em 1927 e a sua construção foi inspirada no Teatro Scala, de Milão. Foi tombado pelo Conselho Estadual de Cultura em 1983.

Catedral Metropolitana de Vitória

Antes de sua construção, no local havia uma pequena igreja barroca que era a matriz. Com o crescimento da cidade, um novo projeto para a catedral foi desenvolvido em estilo neogótico, que lembra muito a Catedral de Colônia, na Alemanha. Levou mais de 50 anos para ficar pronta, na década de 70.

Capela de Santa Luzia

Já a construção mais antiga da cidade é a capela de Santa Luzia, de 1537. Na verdade, foi a primeira construção da cidade. Há mais de cem anos já não funciona como uma igreja, e no local há um espaço cultural.

Em frente, fica a antiga ladeira do pelourinho, que já não tem mais esse nome. Hoje, é conhecida como escadaria Maria Ortiz, uma mulher que conseguiu impedir a invasão holandesa neste local jogando água fervente neles.

Palácio Anchieta

Sede do governo do estado, construído em 1551 pelos jesuítas. O prédio é lindo tanto dentro quanto fora e, antes de se tornar sede do governo em 1945, já foi uma igreja e um colégio. Apesar de ter enfrentado três grandes incêndios, o edifício está totalmente restaurado e é um importante parte da história da cidade, tanto que é tombado pelo Conselho Estadual de Cultura. E da varanda, podemos ver o porto de Vitória.

Praia de Camburi

Apesar de não ser uma praia muito frequentada para banho, é famosa na cidade porque muita gente vem para caminhar e praticar esportes e outras atividades, tanto na faixa de areia quanto no calçadão.

O que fazer ao redor de Vitória

Vila Velha

De carro, em 15 minutos você sai da capital Vitória e chega na antiga capital Vila Velha. Basta atravessar a Terceira Ponte. Por lá, fui visitar o famoso Convento da Penha. Para subir, você pode ir a pé 1500 metros morro acima, ou esperar pela van (R$5 ida e volta) que leva os turistas até o topo.

Outro caminho para se chegar ao topo é pela ladeira da penitência, são 500 metros acima por um caminho tortuoso e íngreme. Este foi o primeiro caminho para se chegar ao convento, construído muitos séculos atrás.

A construção do Convento da Penha aconteceu porque um frei, em 1558, encontrou um quadro de Nossa Senhora das Alegrias no topo deste morro. Entendendo isso como um sinal, ele decide construir uma capelinha em homenagem a São Francisco no topo do morro. E, a partir disso, o convento começou sua ampliação e hoje é um complexo bem grande. Os mirantes do local são lindos, aproveite para apreciar as vistas.

Casa da Memória de Vila Velha

Fica em frente a praça da Prainha e conta bastante da história da antiga capital e do estado. E bem ao lado, fica a Igreja Nossa Senhora do Rosário, a mais antiga em funcionamento do Brasil, desde 1535.

Guarapari

Cidade litorânea bem famosa no Espírito Santo e que recebe muitos turistas, em especial os mineiros pela proximidade. Entre as praias bacanas da região estão: Praia das Castanheiras, da Areia Preta, Peracanga, Bacutia, das Virtudes, do Morro, Meaípe, dos Namorados.

Domingos Martins

Domingos Martins fica a uns 45km de Vitória. Esse município do Espírito Santo tem uma forte influência alemã e pomerana. Alguns dos seus pouco mais de 32 mil habitantes ainda falam pomerano, que é uma língua ensinada nas escolas até hoje.

Tem a primeira igreja luterana do Brasil, a Casa da Cultura que conta um pouco da história da cidade e a rua do Lazer, com vários barzinhos e restaurantes para conhecer.

Um lugar que você não pode deixar de visitar é o Parque Estadual da Pedra Azul, este morro é um ícone do estado que muda de cor de acordo com o posicionamento do sol. No complexo, tem trilhas e escaladas além de mirantes e piscinas naturais.

Outra dica é passear no final do dia pelo Khas. O lugar tem uma enorme plantação de lavanda e bangalôs de onde você pode degustar um chá de lavanda vendo o belíssimo pôr do sol. O local é ideal para pequenas comemorações entre amigos.

Serra

É a maior cidade do estado e fica mais para a região norte do estado. Por lá, fui visitar a Igreja dos Reis Magos. Esta típica construção jesuíta esta localizada de forma estratégica no alto e ao lado do mar.

Aracruz

É uma cidade litorânea bem tranquila, também ao norte, e um local muito preservado. As praias da região são bem bonitas como a Praia dos Coqueiros e a Praia de Gramuté, famosa por suas águas quentes e seus ofurôs naturais que se formam na maré baixa.

Outro lugar bacana de conhecer é a Igreja Nossa Senhora da Penha, que tem uma história incrível. Quando Dom Pedro veio visitar a região, lá pelos anos de 1600, o pessoal quis impressionar o monarca e ao invés de construir uma igreja de verdade, só fizeram a fechada (que inclusive é tombada), mas no fundo era um barraco. A igreja mesmo só foi construída muitos anos depois.

A Casa de Cultura e Cadeia de Santa Cruz é outro ponto turístico interessante. O local já foi uma cadeia e hoje abriga uma exposição com objetos deixados da visita de Dom Pedro e outros artigos indígenas da região.

Além disso, você sabia que a Aracruz é povoada por algumas comunidades indígenas? Aliás, é o único município capixaba ainda habitado por indígenas. Inclusive, há um tour por uma aldeia cenográfica que me explica um pouco mais sobre o estilo de vida deles. Eu recomendo muito, mas tem que fazer agendamento: @aldeiatematicaturismo ou (27) 99606-2754.

Goiabeiras

A Espírito Santo tem um patrimônio imaterial incrível que se chama Panela de Barro e é nesse município em que as paneleiras, as mulheres que fazem as panelas de barros onde é servida a famosa moqueca capixaba, estão concentradas na Associação das Paneleiras de Goiabeiras. Elas mantêm essa tradição de fazer as panelas há mais de 400 anos e que foi herdada dos indígenas e hoje é passada de geração em geração entre os capixabas. Você pode vir conhecer este lugar e comprar uma panela feita por essas mulheres incríveis.

Onde comer

  • Beco do Siri – fica no bairro Ilha das Caieiras e serve a famosa moqueca capixaba e a torta capixaba, que estavam deliciosas.
  • A Oca Bistrô & Ateliê – um achado incrível e super diferente que tem de tudo um pouco. A experiência é incrível desde a chegada, tem ateliê de arte e você pode até comprar uma arte feita por lá.
  • Casa Qu4tro – lugar bem gostoso para almoçar e tomar uns drinks.
  • Restaurante Oriundi – serve culinária italiana, é tudo muito farto e bem gostoso.
  • Restaurante Alas – serve comida grega e a ambientação do local é bem típica que você até se sente na Grécia.
  • Cantinho do Curuca – restaurante em Guarapari de chão batido de areia, de frente para a praia e serve uma moqueca de camarão deliciosa e uma torta de coco que é famosa.
  • Fritz Frida Restaurante – fica em Domingos Martins e serve culinária típica alemã e a sua cerveja própria, produzia a partir de uvas da região.  
  • Tradicional Quindim Nova Almeida – fica em Serra e serve o que dizem ser o melhor quindim do mundo. É bom de verdade, mas o melhor do mundo – na minha opinião – fica em Aveiro, Portugal.

Onde sair à noite

  • Rua da Lama – muito famosa e tem vários barzinhos e mesas na rua, com uma pegada mais universitária.

Onde se hospedar

  • Golden Tulip Porto Vitória – é um dos melhores hotéis da cidade, se não o melhor. Tem uma excelente infraestrutura e está super bem localizado.

É isso, viajante! Espero que vocês tenham visto o quão incrível o Espírito Santo é. Apesar de ser um estado pequeno, é muito diverso e tem muita coisa legal para ver e fazer. Fica ligado aqui no blog para mais novidades porque minha próxima parada é Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. Segue lá o meu canal do YouTube para ficar por dentro de tudo que rola no Projeto Brasil 60

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularaluga um carro, garante os tickets para passeios ou compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveita e se inscreve no canal do Youtube e no Instagram do Estevam para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas!

Escrito por Lucas Estevam

Deixe um comentário