Confira a minha aventura pela Selva Amazônica

Confira a minha aventura pela Selva Amazônica

Fala, viajante! Tudo bem com vocês? Eu vim parar no meio da selva amazônica!!! E que lugar cheio de paz e tranquilidade é esse!!! Além de lindo, claro. Vou te contar tudo o que tem pra ver e fazer por aqui.

Lembrando que o Brasil 60 é o meu novo projeto, onde eu vou visitar 60 destinos brasileiros e registrar tudo em vídeo e em posts aqui no blog para vocês acompanharem tudinho. A New Trip está comigo nesta aventura, claro!!

Aliás, aproveita e já dá uma olhada no meu vídeo:

Vale ressaltar que o clima da floresta é úmido e quente. Muito úmido e muito quente é o mais certo. A chuva é constante ao longo dos dias, chove e para o tempo todo. O que é propício para a região ter a maior biodiversidade do planeta.

A Amazônia é o maior bloco de florestas tropicais contínuo do planeta e tem o maior depósito de água doce superficial da Terra.

Vocês sabem que eu não sou nada ecoturista, mas eu adorei tudo. A vibe do lugar é muito boa e o principal, não senti mosquitos. Algo muito comum no meio da selva. Por isso, leve repelente!

Como chegar à Selva Amazônica?

Eu contei o apoio da @iguanatour, que foi me buscar no meu hotel em Manaus e me levou até o Ceasa e, de lá, pegamos um barquinho até Vila de Gutierrez. A partir dali, embarcamos numa kombi e depois mais um barquinho para chegar no meio da Selva Amazônica.

O que fazer

Passeio de canoa

Estevam na Selava Amazônia
Estevam na Selava Amazônia
Estevam na Selava Amazônia





Este foi minha primeira atividade na selva, fazer um passei de canoa para contemplar toda a beleza desse lugar. No percurso, pudemos ver muito da fauna e da flora da região.

Essa dica é boa: vale levar um amigo que saiba remar bem, porque no caminho passamos por correntezas e obstáculos, e um remador competente ao lado é uma ótima ajuda. Além, claro, do guia, que nos acompanha o tempo todo no passeio.

Confesso que eu sou mais do tipo remador de apoio, que fica lá só dando apoio moral mesmo.

Jantar no meio da mata

Estevam na Selava Amazônia
Estevam na Selava Amazônia




Depois do passeio e de um belo banho, pegamos novamente um barquinho para ir até outro ponto da selva, numa espécie de clareira, onde jantamos sob a luz das estrelas. É uma pequena clareira com uma estrutura de palha, montada para abrigar as pessoas.

Para jantar, que foi tipo um churrasco, nosso guia cortou a lenha para a fogueira e fez uma toalha de mesa, trançando folhas encontradas no local. Eu fiquei passado! É muita habilidade, viajante. E o jantar estava uma delícia!

Além do jantar, quem gosta de experiências mais rústicas, pode até dormir no local. Eles montam redes com mosquiteiros na estrutura de palha para os turistas passarem a noite. Eu até queria ficar, mas não deu dessa vez, né gente… quem sabe na próxima.

Safari noturno

Depois do jantar rústico no meio da selva, na volta para nosso hotel, fizemos avistamento noturno de animais sob o céu mais estrelado que eu já em toda minha vida. Nosso guia corajoso pegou um jacaré para nos mostrar, mas logo soltou ele na natureza.

Ver o nascer do sol

Logo cedinho pela manhã, pegamos novamente nosso barquinho para ver o sol nascer no meio do rio. Além de um nascer do sol maravilhoso, pudemos avistar alguns animais, em especial, revoadas de pássaros. E na volta, tomamos um delicioso café da manhã à beira do rio, com um cenário maravilhoso em volta.

Fazer trilha

Mais uma vez, a bordo no nosso barquinho e com nosso guia corajoso, embarcamos em uma nova aventura. Dessa vez, vamos fazer uma trilha no meio da selva. Para isso, lembre-se de estar bem-vestido, ou seja, com calças compridas, tênis confortável, muito repelente e água.

Neste passeio, pudemos aprender mais um pouco sobre a borracha e ver como é extraído o látex da seringueira. Eu aprendi muito nesse passeio. Aliás, é em situações desse tipo, fora do comum, que costumamos aprender e a levar conhecimento para o resto de nossas vidas. Foi uma experiência incrível!

Onde ficar

Juma Lake Inn – são seis cabanas rústicas com muito aconchego em meio à natureza. todas são estão equipadas com mosquiteiros, janelas com telas de proteção e tem até ar-condicionado!!

Juma Lake Inn - Estevam na Selava Amazônia



 
Viajante, toda essa aventura foi possível com o apoio do pessoas da @iguanatour. Eu escolhi o pacote deles com dois dias e uma noite no local, mas há outras opções com mais tempo na selva. Embora eu tenha ficado apenas uma noite, eu recomendo ficar pelo menos duas noites. Já me arrependi e quero muito voltar.
 
É isso, viajante! Eu adorei minha aventura na Selva Amazônica e aprendi muito. A verdadeira riqueza está na natureza e eu vive momento únicos em meio a tudo isso. Vou sentir saudades! Fique ligado aqui no blog que eu breve vou postar sobre as cachoeiras de presidente Figueiredo. Segue lá o meu canal do YouTube e fique por dentro do Projeto Brasil 60
 
Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularaluga um carro, garante os tickets para passeios ou compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!
Aproveita e se inscreve no  canal do Youtube e no Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas!

Escrito por Lucas Estevam

Deixe um comentário