IOF será reduzido dos cartões de crédito a partir de 2023

IOF será reduzido dos cartões de crédito a partir de 2023

O Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) ficará cada vez menor para brasileiros que usam seus cartões em compras com câmbio. O governo federal publicou na última semana um decreto que reduzirá gradualmente o imposto e deve zerá-lo até 2028.

Já em 2023, a primeira diminuição na taxa de IOF acontecerá reduzindo em 1% o percentual sobre valores de operação. Esta quantia será a mesma média de redução dos próximos anos, até que o imposto deixe de ser cobrado para os cartões de crédito. Atualmente, é pago 6,38% de taxa sobre os pagamentos realizados em outras moedas.

Confira abaixo como será a redução gradual da alíquota do imposto para cartões:

  • 2023: 6,38% para 5,38%
  • 2024: 5,38% para 4,38%
  • 2025: 4,38% para 3,38%
  • 2026: 3,38% para 2,38%
  • 2027: 2,38% para 1,38%
  • 2028: 1,38% para zero

IOF na compra de moeda estrangeira em espécie

Para câmbios em espécie, o IOF só será extinto em 2028. Para quem realiza as transações de troca de reais por dinheiro de outros países, o imposto de 1,1% seguirá sendo cobrado nos próximos seis anos sem redução gradual.

IOF para empréstimos

A melhor de todas as reduções será para quem realiza empréstimos de curto prazo (acordos de menos de 180 dias) fora do Brasil. A taxa para essas transações, que custava 6%, será zerada ainda este ano.

Já para quem realiza os empréstimos e financiamentos no Brasil, a taxa ainda permanecerá nos próximos ano. Até 2029, último ano para que o governo federal realize as reduções, ainda será preciso pagar 0,38% sob as operações.

Próximos anos para o Ministério da Economia

A redução do IOF faz parte dos comprometimentos do governo brasileiro para conseguir ingressar na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Entre 2023 e 2019, deixarão de ser arrecadados R$ 19,1 bilhões com as reduções da tapa de operações cambiais.

Como as etapas até a isenção total do IOF passarão por outros mandatos de governo nos próximos anos, é possível que o Decreto 10.997 para reduzir a alíquota seja revista pela equipe econômica.

Considerações

Uma boa notícia para os viajantes! A cada ano, estaremos mais perto de pagar menos nos câmbios e, assim, poderemos economizar nos investimentos que fazemos em viagens internacionais. Pelo menos esperamos que, até 2028, não precisaremos mais arcar com este imposto.

Que conferir outras notícias e novidades sobre viagens? Clique aqui!

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularaluga um carro, garante os tickets para passeios ou compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveita e se inscreve no canal do Youtube e no Instagram do Estevam para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas!

Escrito por Milena Lopes

Deixe um comentário