Fronteiras abertas! Confira regras de entrada na Itália

Fronteiras abertas! Confira regras de entrada na Itália

A Itália voltou a receber turistas após quase dois anos com fronteiras fechadas! Desde 1 de março, visitantes estão autorizados a desembarcar no país contanto que sigam as medidas adotadas pelo governo. Atualmente, as regras de entrada na Itália permitem que viajantes ingressem no território sob algumas condições.

Apesar de ter levado algum tempo para flexibilizar as fronteiras, diferentemente de outros países da Europa, a Itália não adotou medidas rígidas para receber visitantes. Para desembarcar no país é necessário apenas um documento relacionado a contenção de disseminação no coronavírus.

Anteriormente, já havíamos noticiado aqui no site que o país iria liberar a entrada de brasileiros sem a necessidade de realizar quarentena. No entanto, os detalhes sobre as regras de entrada na Itália só foram confirmadas pelas autoridades esta semana.  

Confira regras de entrada na Itália a partir de março de 2022

Para qualquer nacionalidade, as medidas vigentes para viajar à Itália são as mesmas, contanto que o esquema de vacinação do indivíduo contra covid-19 esteja completo. Esses são os documentos exigidos pelas autoridades para entrada no país:

  • Uma certificação verde para covid-19 (certificado de vacinação, certificado de recuperação ou teste molecular ou antigênico negativo) ou outra certificação de vacinação reconhecida como equivalente. Observação: para o país, uma certificação verde é referente a um documento oficial italiano, da União Europeia ou documentos oficiais que contenham as mesmas informações sobre o passageiro e as autoridades de saúde. 
  • Preenchimento do Formulário Digital de Localização de Passageiros (PLF) e apresentação em formato digital ou físico.

Para viajantes que não tenham sido vacinados na Itália ou na União Europeia, é preciso estar atento às vacinas que são consideradas oficialmente pelo país como imunizantes. O país reconhece as duas doses ou dose única das marcas Pfizer, AstraZeneca e Janssen ou ainda

  • Pessoas que receberam imunização completa uma das vacinas reconhecidas pela Agência Europeia de Medicamentos;
  • Vacinados com Covishield (Serum Institute of India), produzido sob licença pela AstraZeneca;
  • R-CoVI (R-Pharm), fabricado sob licença da AstraZeneca;
  • Covid-19 vacina-recombinante (Fiocruz), produzido sob licença pela AstraZeneca.

Brasileiros vacinados com Coronavac que tenham a dose de reforço com a Pfizer, AstraZeneca ou Janssen também podem embarcar para a Itália. 

Turistas não vacinados podem entrar na Itália?

Mesmo as pessoas que não estão vacinadas podem entrar na Itália a partir desta flexibilização. No entanto, as regras para elas são um pouco mais rígidas. Sem o comprovante de vacina, o isolamento na chegada e a testagem de contaminação precisarão ser realizados.

“Somente no caso de não apresentação de uma das certificações acima será aplicada a medida de quarentena por um período de 5 dias com a obrigação de se submeter a testes moleculares ou antigênicos no final do período”, destacam as autoridades em comunicado oficial.

Você pode conferir os detalhes sobre as regras de reabertura no site do Ministério das Relações Exteriores da Itália

Para mais notícias e novidades sobre entrada em países e flexibilização de fronteiras, não deixe de acompanhar os posts aqui no site! 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celular, aluga um carro, garante os tickets para passeios ou compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveita e se inscreve no canal do Youtube e no Instagram do Estevam para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas!

Escrito por Milena Lopes

Deixe um comentário