França exige apenas certificado de vacina para brasileiros

França exige apenas certificado de vacina para brasileiros

O Brasil entrou na “lista verde” do Ministério do Interior da França e, com isso, as regras de entrada no território foram flexibilizadas. A partir de agora, brasileiros com certificado de vacina completo podem embarcar para o país sem necessidade de outros documentos relacionados a contenção da covid-19.

Saindo da zona laranja e integrando a nova lista, a exigência da apresentação do documento de Compromisso com a honra para viajar à França deixa de ser exigido para brasileiros.

Entrar na considerada “zona verde” significa que os números de contágios e mortes pelo coronavírus dentro de um território estão controlados (levando em consideração o tamanho da população).

A atualização foi feita pelo governo francês no último domingo (13) e já está em vigor, incluindo o Brasil na zona verde nas publicações no site oficial que orienta sobre viagens internacionais.

Junto com a nova lista de países seguros para receber turistas, as autoridades também anunciaram que o passaporte de vacinação (TousAntiCovid), para acesso a locais públicos, também deixou de ser obrigatório a partir desta segunda-feira (14).

Regras vigentes para entrar na França

O principal requisito de entrada na França para os visitantes provenientes de países da lista verde é apresentar o certificado de imunização contra a covid-19 com todas as doses obrigatórias recebidas antes da viagem.

Na França, um esquema de vacinação completo é reconhecido caso o viajante tenha recebido a dose única da Janssen até 28 dias antes da viagem ou tenha recebido a segunda dose de um dos outros imunizantes reconhecidas pela Agência Europeia de Medicamentos (Pfizer/Comirnaty, Moderna, AstraZeneca/Vaxzevria/Covishield) até sete dias antes do embarque.

Para viajantes vacinados com outros imunizantes reconhecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), é necessário ter uma dose complementar de uma das vacinas de RNA mensageiro que façam parte da lista acima.

O governo francês ainda reforça que a imunização completa é válida por nove meses desde a administração da última dose recebida.

Entrada na França para não vacinados

Para brasileiros que não possuem o certificado de vacina completo, as regras de entrada também foram facilitadas. Agora, não é mais necessário apresentar um documento que comprove a viagem à Franca como essencial.

No entanto, ainda seguem os requisitos de comprovação de não contaminação antes do embarque e na fronteira do país. Viajantes não vacinados precisam de um teste negativo RT-PCR realizado 72 horas antes do voo ou um teste de antígeno feito 48 horas antes da partida.

Um certificado de recuperação para doença de no máximo seis meses ou um teste positivo realizado há mais de onze dias e menos de seis meses também contam como documentos essenciais para quem não está vacinado.

Considerações

Gostou da novidade para viajar à França? Se você tiver planos de visitar este país, não deixe de conseguir as melhores ofertas em passagens internacionais comprando elas com milhas aéreas!

Conte com a ajuda da equipe da EPMilhas para pesquisar e adquirir seus bilhetes. O time encontrará as melhores taxas para você viajar e economizar ainda mais!

Para solicitar um orçamento, preencha este formulário ou entre em contato com a EPMilhas pelo WhatsApp aqui

E, para conferir mais atualizações sobre regras de entrada nos países e flexibilizações de fronteiras, não deixe de acompanhar nossos posts!

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularaluga um carro, garante os tickets para passeios ou compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveita e se inscreve no canal do Youtube e no Instagram do Estevam para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas!

Escrito por Milena Lopes

Deixe um comentário