É seguro viajar para a Europa com a guerra na Ucrânia?

É seguro viajar para a Europa com a guerra na Ucrânia?

Mal saímos de uma pandemia e surge uma guerra em plena Europa, o que nos gera muita tristeza e preocupação, inclusive com relação à realização de viagens para o continente europeu. Será que é seguro viajar para a Europa em tempos de guerra na Ucrânia?

Uma montanhar-russa de emoções

Após dois anos de pandemia, caminhamos para o que parece ser o seu término e o setor de turismo começa a sinalizar uma recuperação, com os países europeus flexibilizando as restrições de viagem e muita gente voltando a viajar ou planejar novas viagens

aeroportos

Contudo, somos surpreendidos em pleno século 21 com uma guerra na Europa. É inegável que o maior lamento dessa história é pelas mortes de inocentes, mas não podemos desconsiderar, também, os impactos negativos no então convalescido setor do turismo, em especial, no continente onde a guerra se instalou.

A segurança das viagens

De acordo com os especialistas em migração da SchengenVisaInfo.com., nesse momento, não há motivos para cancelar ou adiar os planos de viagem na União Europeia, tendo em vista que os próprios países da UE não emitiram qualquer orientação contra viagens não essenciais, exceto para Ucrânia, Rússia e Bielorrússia, sendo que nenhum dos três é membro da UE.

Contudo, parece que os países vizinhos da Ucrânia serão afetados pela guerra no que diz respeito ao turismo. De acordo com a ForwardKeys, durante a primeira semana da invasão houve queda nas reservas de voos na Bulgária, Geórgia, Hungria e Polônia, entre 30 a 50%.

Além disso, 62% dos americanos enxergam a guerra na Ucrânia se expandindo para países vizinhos como uma preocupação para viajar para a UE, conforme pesquisa da MMGY Travel Intelligence.

A Ucrânia e a Rússia atualmente têm avisos de nível 4 “Não viaje” do Departamento de Estado dos EUA, mas o departamento não emitiu avisos semelhantes para os países europeus afetados pela crise.

A Polônia, que está recebendo a maioria dos refugiados ucranianos que fogem da guerra, está listada em um alerta de nível 4, mas por preocupações com o Covid-19, não pelo conflito atual.

O vice-presidente sênior de inteligência global para resposta a crises e empresa de gerenciamento de riscos Crisis24, Mike Susong, disse que não há motivos para se preocupar com a segurança de viagens na UE devido à distância entre a zona de guerra e os países da UE mais visitados, ressaltando que “Bruxelas, na Bélgica, fica a 1.300 quilômetros [800 milhas] de Lviv, na Ucrânia”.

Lembrando que a distância entre a Ucrânia e alguns outros famosos destinos europeus, como Espanha, Portugal e Itália, é muito maior.

Para os países mais próximos da Ucrânia, a situação se torna um pouco mais nebulosa. As chances de que as autoridades russas avancem para atacar outro país da União Europeia não são altas porque esse ataque significaria ter que lidar com toda a União Europeia e seus exércitos, além da Organização do Tratado do Atlântico Norte, já que um grande número de países da UE também faz parte da OTAN.

Dicas para aproveitar uma viagem sozinho de forma especialDicas para aproveitar uma viagem sozinho de forma especial

Contudo, é preciso ter cautela pois, a guerra é imprevisível. Os especialistas aconselham os viajantes a tomarem medidas de cuidado quando viajarem na Europa.

“Se você seguir em frente com seus planos de viagem, aconselho a fazê-lo com muita cautela. Certifique-se de manter-se atualizado com quaisquer mudanças na dinâmica de ameaças que possam afetar a segurança pessoal e a capacidade de se movimentar livremente”, diz Greg Pearson, executivo-chefe da empresa de gerenciamento de riscos FocusPoint International, para o Washington Post.

Definir previamente para onde você irá numa situação de emergência, como o agravamento da guerra, também é essencial.

“Se a guerra se espalhar pela Europa Oriental ou em uma polegada do solo da OTAN, você deve ter um plano para evacuar ou se mudar para uma área mais segura”, diz Tim Hentschel, cofundador e CEO da HotelPlanner, um provedor de serviços para vendas de hotéis. A dica dele é:  “Sempre tenha um plano de emergência sempre que viajar para uma cidade que é estrangeira para você.”

Também é aconselhável que os viajantes compartilhem uma cópia de seu itinerário, informações de hotel e voo com amigos ou familiares. 

Viajantes que se dirigem a países com um grande fluxo de refugiados também devem estar cientes das restrições na infraestrutura de transporte e na disponibilidade de quartos de hotel.

Além disso, os protestos e manifestações seguem acontecendo em destinos europeus populares e, embora a maioria seja pacífica, os viajantes devem estar sempre atentos.

Por fim, outra maneira de buscar uma viagem segura é viajar com um seguro viagem, em especial, com um que cubra o cancelamento da viagem, de preferência, sem restrição quanto a motivos.

A relevância do turismo

“Mais de dois milhões de pessoas da Ucrância chegaram aos países da UE apenas nas primeiras duas semanas da invasão. Embora a ONU espere que o número cresça para quatro milhões até junho, acreditamos que isso acontecerá muito mais cedo”, ponderam os especialistas em migração da SchengenVisaInfo.com.

Esses especialistas afirmam que a União Europeia precisa estar economicamente forte para poder apoiar os refugiados já recebidos e os que ainda virão.

“Devido à pandemia, muitos trabalhadores do setor foram demetidos. Uma vez que o setor de turismo se recupere totalmente, não apenas esses trabalhadores voltarão ao trabalho, mas também haverá novos locais de trabalho para os refugiados, para que possam trabalhar enquanto esperam o fim da guerra. Olhe para a Grécia, o país já anunciou que há 50.000 empregos disponíveis para os ucranianos que chegam ao país”, ainda afirmam.

Fontes: CNN Travel e SchengenVisaInfo

Você planeja viajar para a Europa em breve? Se sente seguro de visitar nesse momento o Velho Continente? Conta pra gente aqui sua dúvida ou opinião na caixinha de comentários! Fique ligado aqui no Blog EPM e não perca outras notícias como essa e aproveite para seguir o meu perfil no Instagram @quevoceviaje, onde compartilho experiências, roteiros e dicas para que você viaje!

Até o próximo post!

Juliana Molinari (@quevoceviaje)

Quer mais dicas de viagem? É só clicar AQUI!

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularaluga um carro, garante os tickets para passeios ou compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveita e se inscreve no canal do Youtube e no Instagram do Estevam para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas!

Escrito por Juliana Molinari

Deixe um comentário