Dicas para viajar para a Itália pela primeira vez

Dicas para viajar para a Itália pela primeira vez

Que tal se encantar pela história e pelas belezas que a Itália reserva? Muita gente sonha em conhecer este país fantástico e, com as fronteiras recentemente flexibilizadas, essa viagem voltou ao nosso alcance! Por isso, separamos para você algumas dicas para viajar para a Itália pela primeira vez

De norte a sul, em todas as estações do ano, este país tem atrativos maravilhosos que vão lotar a sua programação! Para te ajudar em todas as etapas, vamos mostrar o que você precisa providenciar antes de viajar, quais destinos visitar, quando conhecer cada um e uma média sobre alguns valores

Preparado para começar a tirar a viagem para a Itália do papel? 

Documentação necessária para viajar à Itália

Atualmente, não é difícil entrar na Itália como turista. Os brasileiros podem ingressar no país tranquilamente e passar até 90 dias sem a necessidade de solicitarem visto. Isso é permitido em todos os países que fazem parte do Espaço Schengen (saiba mais aqui). 

E, claro, é preciso estar com um passaporte válido como documento de identificação. 

Na imigração, pode ser solicitada a comprovação de recursos para se manter na Itália durante a viagem e haver questionamentos sobre passagens de saída do país e onde você ficará hospedado. 

Regras vigentes para viajar para a Itália

Destaque - COVID

Desde primeiro de março, turistas vacinados podem entrar na Itália sem quarentena. No entanto, é preciso apresentar o comprovante de vacinação contra o coronavírus e preencher o Formulário de Localização de Passageiros.

Acesse o Formulário de Localização de Passageiros aqui

Há duas formas de apresentar o comprovante de imunização para desembarcar no país. O primeiro é, sendo um cidadão da União Europeia, através do Certificado COVID-19 Digital da UE. A segunda opção, para estrangeiros de países fora do bloco, é através de documento que comprove o recebimento das vacinas emitido pelas autoridades de saúde do seu país com imunizantes reconhecidos pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA).

Confira detalhes sobre marcas e doses de reforço aceitas aqui!

O certificado de vacinação tem validade de nove meses a partir da data da última dose administrada (seja ela do esquema completo ou da dose de reforço).  

Para quem não possui o esquema completo de vacinação contra o coronavírus, o governo italiano pede que a mesma autoridade de saúde do país emita um certificado de recuperação total da covid-19 (válido por seis meses desde o primeiro teste positivo), ou de um teste molecular (RT-PCR) negativo feito 72 horas antes do embarque ou ainda de um teste de antígeno negativo feito 48 horas prévios à viagem.

Caso um passageiro não apresente um destes documentos, ainda poderá ingressar em território italiano. No entanto, será necessário ficar cinco dias em isolamento e realizar um teste de contaminação antes de poder circular no país. 

Você pode conferir os detalhes sobre as regras de entrada na Itália aqui 

Melhor época para viajar

A melhor época de viajar para a Itália vai depender do seu objetivo e interesses dentro do país. Como parte dos territórios europeus, este lugar possui um pouco de tudo ao longo do ano: de neve e lugares famosos para esquiar até muito calor e praias belíssimas! 

Se você quer conhecer as cidades italianas com mais tranquilidade, caminhar por elas e explorar os vinhedos de determinadas regiões, opte por viajar na primavera (de março a maio) ou no outono (de setembro ao início de novembro). 

Para curtir as praias do sul da Itália ou visitar as grandes cidades em seu fervor de movimento em dias quentes e sem nuvens, opte pelo verão (de junho a agosto). 

Mas, se você quer esquiar e curtir destinos de muito frio e muita neve, viaje no inverno (fim de novembro a início de fevereiro) para o extremo norte do país. 

Principais cidades italianas e seus atrativos

Se fôssemos listar os destinos mais incríveis desse país, não iria caber em um post só! Por isso, pegamos as principais e mais visitadas cidades da Itália para te indicar. Nelas estão os pontos turísticos mais famosos, excelentes experiências gastronômicas e muita história preservada!

Roma

Roma - viajar para a Itália

A capital do país é a cidade mais buscada pelos turistas que vão à Itália. Afinal, quem não quer visitar uma cidade com mais de 2.700 anos e ver as esplendorosas construções antigas com os próprios olhos?   

E, se você gosta de explorar os destinos a pé, vai adorar conhecer alguns dos pontos turísticos mais famosos do mundo caminhando pelo centro de Roma

Para aproveitar um pouquinho de tudo, reserve, no mínimo, quatro dias inteiros para a cidade. Afinal, você precisará de tempo para fazer um desejo na Fontana di Trevi, visitar o Coliseu, o Foro Romano, passar pelo Pantheon, pela Piazza Navona e ainda aproveitar para conhecer mais um país do mundo indo à Cidade do Vaticano. 

Confira dicas e detalhes do que fazer em Roma!

Veneza

Veneza - viajar para a Itália

Um destino buscado, principalmente, pelos casais que viajam à Itália. Veneza é considerada uma das cidades mais românticas do mundo. Apesar de pequena, ela possui tantas belezas e características únicas que o tamanho não diminui seu encanto. 

Conhecida por ser praticamente inundada pela Lagoa de Veneza, ela possui 118 ilhas, cerca de 150 canais e mais de 400 pontes para interligar suas ruas.  

Para quem visita a cidade, é imprescindível ir à Piazza San Marco, Basílica de Santa Maria della Salute, ir às ilhas Murano e Burano, conhecer a Ponte Rialto e, claro, fazer parte do tour com os clássicos passeios de gôndola. Para aproveitar Veneza com calma, reserve uns três dias. 

Milão

Milão - viajar para a Itália

Uma das capitais mundiais da moda, Milão é também um dos destinos mais sofisticados da Itália

Grande parte dos seus pontos turísticos ficam concentrados no centro da cidade, nos arredores da Duomo di Milano, a construção mais famosa do destino. Por isso, essa região é perfeita para conhecer a pé. 

Durante sua visita a Milão, não deixe de conhecer o Palazzo Reale, o Teatro alla Scala, a Galeria Vittorio Emanuele II,  a igreja de Santa Maria delle Grazie e passear pelo Bairro de Navigli. Para curtir os principais pontos da cidade, reserve, no mínimo, três dias. 

Florença

Florença - viajar para a Itália

Uma das cidades mais importantes para a história da arte na Itália e que preserva e homenageia muito do trabalho de grandes nomes como Michelangelo, Leonardo da Vinci, Botticelli, Dante Alighieri e tantos outros.

A capital da região da Toscana tem uma riqueza imensa para quem gosta de cultura e história. E, além disso, é um destino ótimo para aproveitar a gastronomia e os vinhos. 

Numa visita à Florença, a Cattedrale di Santa Maria del Fiore, a Piazzale Michelangelo, o Palácio Pitti, a Basílica de Santa Cruz, a Basílica di Santa Maria Novella, o Campanile di Giotto e a Galleria degli Uffizi são lugares obrigatórios. Para aproveitar tudo que Florença oferece, não fique menos de quatro dias. 

Veja dicas de Florença aqui!

Bolonha

Bolonha - viajar para a Itália

Para fechar a lista de destinos mais procurados pelos turistas que viajam à Itália, está a cidade de Bolonha. Ela possui um dos centros históricos urbanos mais bem preservados do país e possui um charme único pela coloração de prédios e telhados, que a tornaram conhecida pelo apelido de cidade vermelha.  

Com muitas características medievais, muita comida e agitação noturna (por ser uma cidade que abriga muitos universitários), Bolonha acaba fazendo seus visitantes se encantarem. 

Quem visita este destino não tem como não visitar a Piazza Maggiore, Le due Torri, o Palazzo dell’ Accursio, a Basílica de São Petrônio, a Fontana del Nettuno e os antigos muros e portões que limitavam a antiga cidade. 

Confira dicas do que fazer em Bolonha aqui!

Média de gastos na Itália

Os preços são muito variáveis entre as cidades italianas, principalmente se tratando dos gastos cotidianos, como comida e hospedagem. Cada região tende a ser mais cara ou mais barata para a média do país. 

Então, se organize, estude quais as cidades que mais te interessam e programe o melhor custo-benefício para sua viagem. 

Hospedagem

Apesar de ser o destino mais procurado, Roma não é a cidade mais cara. Até pelo seu tamanho e diversidade de opções para se acomodar, todo tipo de preço pode ser encontrado na hora de se hospedar. 

Já em cidades menores pode não haver tantas opções e o turismo, como motor principal da economia de muitos destinos, faz com que os hotéis custem um pouco mais.

Mas, é importante lembrar também que, muitas vezes, quando você divide a diária de um quarto, as reservas podem sair mais em conta em lugares muito bem avalizados e localizados.

Confira a média de preços dos hotéis nas cidades que citamos anteriormente!  

Roma: hotéis três estrelas a partir de €120 para um casal por dia; hotéis quatro e cinco estrelas a partir de €300 a diária para duas pessoas. 

Veneza: hotéis três estrelas a partir de €160 para um casal por dia; hotéis quatro e cinco estrelas a partir de €340 a diária para duas pessoas. 

Milão: hotéis três estrelas a partir de €100 para um casal por dia; hotéis quatro e cinco estrelas a partir de €240 a diária para duas pessoas. 

Florença: hotéis três estrelas a partir de €130 para um casal por dia; hotéis quatro e cinco estrelas a partir de €270 a diária para duas pessoas. 

Bolonha: hotéis três e quatro estrelas a partir de €150 para um casal por dia; hotéis cinco estrelas a partir de €250 a diária para duas pessoas. 

Alimentação

Assim como acontece com as acomodações, as cidades maiores terão mais opções de lugares onde comer e, assim, os valores são mais variáveis. Enquanto nas cidades menores e voltadas para o recebimento de visitantes, os preços podem ser mais altos e sem muita diferenciação. 

Em média, um prato em um restaurante mais simples, custa cerca de €15 por pessoa. Já em estabelecimentos mais refinados, a refeição custa, em média, €45 por prato. 

Passagem 

Se você quer pagar barato para viajar para a Itália, a melhor forma de fazer isso é comprando passagens com milhas! E se você não tem pontos suficientes para isso ou quer ter certeza de que fará um bom negócio, a equipe EPMilhas pode te ajudar.

O time vai buscar e te orientar sobre as melhores tarifas para que você economize ao comprar seus bilhetes de viagens internacionais!

Para solicitar um orçamento com a EPMilhas, preencha este formulário ou entre em contato com a equipe pelo WhatsApp aqui

Considerações

E então, preparado para aproveitar as fronteiras flexibilizadas e viajar para a Itália?

Escolhe bem quando você quer ir e o que quer visitar, pois temos certeza de que será apenas a primeira viagem para desfrutar esse país riquíssimo! 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celular, aluga um carro, garante os tickets para passeios ou compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveita e se inscreve no canal do Youtube e no Instagram do Estevam para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas!

Escrito por Milena Lopes

Uma resposta para “Dicas para viajar para a Itália pela primeira vez”

Deixe um comentário