Destinos internacionais para viajar no inverno

Destinos internacionais para viajar no inverno

Gosta de frio, quer visitar neve e explorar um destino fora do Brasil? Este post vai te indicar países para você viajar no inverno e curtir os atrativos nos meses de menor temperatura.

Apesar de morarmos em um país de temperaturas amenas em boa parte do ano, o Brasil possui alguns destinos de inverno. Mas, para quem gosta de atrativos bem típicos e característicos desta estação, viajar para fora trará mais oportunidades e curiosidades, como esportes na neve, culinária tradicional e paisagens únicas.

Confira abaixo destinos internacionais para viajar no inverno e curtir ao máximo!

Itália

Destinos para viajar no inverno

Para abrir a lista, um dos países em que é possível aproveitar bastante o inverno é a Itália, mas somente se você estiver disposto a se distanciar um pouco das cidades mais famosas.

O extremo norte do país possui diversas cordilheiras, como na comuna Cortina d’Ampezzo, e reúne estações de esqui, pequenas cidades em meio a rochedos enormes e paisagens de tirar o fôlego. As Dolomitas, por exemplo, são uma cadeia montanhosa de cair o queixo, consideradas Patrimônio Mundial da Unesco.

Para quem não quer deixar a capital italiana de fora do roteiro, mesmo no inverno, o Monte Livata é outro destino de inverno da Itália que pode entrar nos planos.

Apesar de não ser um destino com imensas quantidades de neve, o lugar está localizado perto de Roma e oferece uma boa diversidade de atrativos e pelas paisagens em meio às florestas para esquiar, fazer trilhas ou se divertir de trenó com as crianças.

França

viajar no inverno para França

Assim, como na Itália, para aproveitar os melhores destinos de inverno da França, é preciso deixar as principais cidades de lado. Ao sudeste do país, Chamonix, região onde está situado o Mont-Blanc, é um dos principais lugares para curtir neve e as belezas das altas montanhas.

Também é nos nos alpes franceses que está localizado Les 3 Vallées, a maior área esquiável interligada do mundo. São mais de 100 teleféricos, de 300 pistas (que somam 600km de extensão) além de sete resorts entre os vales nos arredores. O que não faltam são atrativos dentro do complexo, capaz de atender qualquer nível de experiência em esportes na neve.

Fazendo parte da região estão: Courchevel, Val Thorens, Orelle, Méribel, Saint-Martin de Belleville, La Tania, Menuires e Brides les Bains.

Áustria

viajar no inverno para Europa

A Áustria já é um país de cidades e paisagens charmosas por si só, mas a neve consegue tornar a experiência ainda mais especial.

Existem duas regiões que valem a pena serem visitadas se você tem interesse em viajar no inverno. A primeira delas, e mais popular, é a capital Viena e alguns vilarejos próximos, como Baden bei Wien – onde morou o compositor Beethoven e onde há o famoso SPA Hamam-Baden.

Já nos alpes do extremo oeste do país, a cidade Salzburgo é um município maior para quem prefere ficar nas cidades. Mas, também existem destinos menores e pequenas localidades que são populares durante os meses mais frios. Innsbruck é famosa por ser um destino de esportes na neve e Saalbach-Hinterglemm pelas montanhas fantásticas nos arredores da cidade.

Noruega

viajar no inverno para ver a aurora boreal

Para quem sonha com os rigorosos invernos europeus, a chance de ver a aurora boreal e curtir a neve tanto na capital do país quanto em cidades menores, a Noruega é um dos lugares onde é possível fazer tudo isso durante o inverno.

Em Oslo, você vai encontrar temperaturas baixíssimas, vai conhecer a cidade, seus atrativos e ainda pode curtir atividades e esportes na neve na própria cidade ou bem próximo dela. A estação de esqui Oslo VinterPark, por exemplo, fica apenas 20 minutos do centro da capital.

Mas, quem quer, de fato, enfrentar os termômetros e ter uma boa chance de ver as luzes no céu, deve ir para Tromso, capital da aurora boreal. A cidade fica dentro do Círculo Polar Ártico e, nos meses de frio, possui tempo favorável ao aparecimento do fenômeno.

Suíça

viajar no inverno para a Suíça

Os alpes suíços se destacam entre as cadeias de montanhas européias e uma vantagem de visitar o país no inverno é que, possivelmente, qualquer cidade será um lugar bem estruturado e encantador para aproveitar o inverno.

Para quem quer curtir arte, cultura e não abrir mão de esportes na neve (pelo menos sendo amador), pode colocar nos planos as cidades de Berna, Zurique, Genebra, St. Moritz e Lucerna.

Para quem priorizar aventuras, Interlaken é o destino ideal. Além de atividades no gelo, também é possível fazer trilhas, passear de caiaque no lago e explorar o destino com outros exercícios.

Davos também pode ser uma opção para quem quer focar na prática de esportes na neve, pois é uma das cidades de maior altitude no país e concentra diversas pistas e teleféricos para os visitantes.

Canadá

viajar no inverno para o Canadá

Assim como na Suíça, o Canadá é a oportunidade de poder conhecer cidades, seus atrativos locais e ainda curtir a neve e as atividades de inverno nos arredores.

Quebec, Ottawa e Montreal são cidades que você, definitivamente, vai curtir brincadeiras no gelo e ainda visitar os pontos turísticos e curtir a cultura local como turista.

Mas, para quem busca experiências específicas para este período do ano, pode ir a estação de Le Massif de Charlevoix (próxima a Quebec) ou se aventurar para o norte do país e ir a Yellowknife em busca da aurora boreal em meio às temperaturas negativas (média de -25°C no inverno).

Argentina

viajar no inverno para a Argentina

O país dos hermanos possui mais de um destino destino de inverno que pode entrar no seu roteiro de viagem internacional. O sul e sudoeste da Argentina reservam paisagens incríveis em meio a montanhas e neves.

Mais do que isso, por ser um país barato para os brasileiros, é um dos mais procurados para quem quer curtir o frio sem pagar muito.

Mendoza é cidade dos vinhedos, próxima de termais, da maior montanha do hemisfério sul do mundo e paisagens fantásticas do deserto em meio a Cordilheira dos Andes.

Bariloche é definitivamente o principal destino de inverno do país, com estação de esqui bem próxima da charmosa cidade.

Ushuaia é conhecida como “fim do mundo” por ser a cidade mais austral do planeta, se tornou um destino turístico da Patagônia.

Chile

Quanto custa viajar ao Valle Nevado, no Chile

Para fechar nossa lista, o Valle Nevado não poderia ficar fora. Um dos principais destinos para esquiar e curtir o inverno na América do Sul é bem prático de ser visitado, pela sua proximidade com Santiago.

A oportunidade de conhecer um pedacinho da Cordilheira dos Andes na perspectiva chilena, ficar hospedado em famosos resorts e ainda curtir um dos destinos mais populares de esportes de inverno do continente.

Para conferir todos os detalhes sobre este destino de inverno no Chile, clique aqui!

Considerações

Já escolheu o seu destino internacional para viajar no inverno? Então confira esse post quando for começar a organizar sua mala para não esquecer de colocar na mala nenhum item essencial para vivenciar as baixas temperaturas.

Se seu maior objetivo é ver neve e aproveitar esportes de inverno, confira aqui o período exato para o inverno rigoroso em alguns dos países que citamos neste post!

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularaluga um carro, garante os tickets para passeios ou compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveita e se inscreve no canal do Youtube e no Instagram do Estevam para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas!

Escrito por Milena Lopes

Deixe um comentário