Como remarcar ou cancelar passagem em caso de covid-19

Como remarcar ou cancelar passagem em caso de covid-19

O aumento do número de contágios pelas variantes do coronavírus fez algumas companhias aéreas criarem novas regras de como remarcar ou cancelar passagem, pelo menos de forma temporária.

Para viajantes que estão com bilhetes comprados, mas testam positivo para o vírus pouco tempo antes do embarque, é possível adiar ou cancelar o bilhete sem multas. As regras exclusivas são para algumas das principais empresas que operam no Brasil.

Desde o início de janeiro, a medida provisória que permitia a alteração de passagens sem multas e o reembolso das empresas para os clientes em menos tempo deixou de valer. Agora, as regras para mudança de passagem sob condições de tarifa voltaram a valer como regulamentação geral. Veja aqui!

No entanto, com o aumento do número de casos de contaminação pela covid-19 e sua variante ômicron, que atingiu não só passageiros, mas também as próprias equipes das companhias aéreas, as empresas criaram algumas flexibilizações.

Depois de milhares de voos serem alterados, entre rotas nacionais e internacionais da Latam, GOL e Azul, algumas exceções foram abertas e regras temporárias para alteração de passagens foram estabelecidas individualmente por cada uma.

De forma generalizada, a condição de alteração está submetida a comprovação de contaminação pelo vírus. Com o passageiro em condição de isolamento no dia referente a viagem para se recuperar da doença, ele não pode embarcar. Por isso, as empresas aderiram a uma forma de não prejudicar seus clientes nesses casos.

Confira abaixo as regras vigentes para remarcações e cancelamentos de passagens para cada companhia aérea.

Como alterar passagem com a Latam

Para passageiros que adquiriram suas passagens com a Latam e foram diagnosticados com covid-19, a empresa está permitindo a alteração do voo sem pagamento de multa. O cliente pode alterar a passagem dentro do prazo de 14 dias após o diagnóstico.

No entanto, caso haja diferença no valor da tarifa entre a passagem original e a passagem alterada, o viajante precisa efetuar o pagamento.

Para conseguir modificação da data de viagem com a companhia aérea, é preciso apresentar um destes documentos: teste do tipo RT-PCR, teste de antígeno, declaração simples de contato próximo com algum contaminado ou documento da autoridade de saúde local.

A condição de autorização para embarque na data remarcada é apresentar um novo teste de covid com resultado negativo para o coronavírus – antígeno ou RT-PCR.

Para falar com a Latam e fazer a solicitação de mudança ou cancelamento de passagem por causa de diagnóstico positivo para covid-19, acesse aqui!

Confira os detalhes das condições especiais da Latam aqui.

Como cancelar passagem com a Azul

Assim como a Latam, a Azul também exige que o passageiro comprove por meio de atestado médico ou resultado de exame positivo (RT-PCR ou antígeno) a condição de contaminado e, só assim, terá direito a cancelar a viagem.

Com um destes documentos em mãos, é preciso preencher um formulário no site da Azul justificando o pedido de mudança de planos da viagem.

Após 72 horas de análise pela empresa (tempo solicitado pela Azul para avaliar o formulário), o cliente poderá cancelar a viagem sem pagamento de multa.

O saldo referente a tarifa cancelada ficará retido na companhia aérea. Posteriormente, o passageio poderá utilizar o valor como crédito para realizar outra compra pela empresa.

Através deste link você pode acessar o formulário para cancelamento de passagem da Azul, anexando o resultado positivo ou atestado de covid.

Confira aqui os detalhes para condições especiais da Azul.

Como remarcar passagem com a GOL

Já a GOL está ofertando aos passageiros sintomáticos ou com resultado positivo para o coronavírus duas possibilidades: a remarcação ou o cancelamento, ambos sem a cobrança de multa.

Assim como as outras companhias, a GOL exige a apresentação de um atestado médico ou exame que comprove contaminação para covid-19 para permitir a mudança das passagens sem cobranças.

Com um dos documentos, o passageiro pode modificar a data de viagem para outro voo. A validade é um período de dez dias após o diagnóstico positivo ou início dos sintomas para a doença.

Outra opção oferecida, é solicitar o cancelamento da passagem. Nesse caso, você pode manter o valor da tarifa em créditos com a GOL para realizar uma compra futura com a empresa.

A remarcação do voo para um prazo menor que dez dias desde a solicitação de mudança, está sujeita a comprovação de resultado negativo através de novo exame ou atestado que garanta o desaparecimento dos sintomas do passageiro.

A única modificação que está sujeita a pagamento de multa é para casos em que o cliente, além de não realizar a viagem, solicite o reembolso da tarifa. A devolução do valor está seguindo as regras gerais de passagens, independente do passageiro apresentar contaminação para o coronavírus como justificativa de desistência.

Para alterar passagem com a GOL, é preciso entrar em contato com a empresa por um dos canais de atendimento.

Confira aqui os detalhes de mudança, cancelamento ou reembolso com a GOL.

Considerações

É importante reforçar que estas regras são condições atuais e exclusivas de cada companhia aérea. As alterações e cancelamentos de passagem sem multa e sob comprovação de contaminação devem permanecer por tempo limitado em cada uma das empresas. Assim, é preciso estar atento e entrar em contato com as empresas para garantir o direito como passageiro durante o período válido destas medidas.

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularaluga um carro, garante os tickets para passeios ou compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveita e se inscreve no canal do Youtube e no Instagram do Estevam para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas!

Escrito por Milena Lopes

Deixe um comentário