CLASSE EXECUTIVA LUFTHANSA – SÃO PAULO PARA FRANKFURT

Os meus voos da ida para o Egito foram operados pela Lufthansa, em classe executiva. A primeira perna do trecho foi de São Paulo – Guarulhos até Frankfurt. É o review deste voo que vou abordar neste post. 
Lufthansa

EMISSÃO

Este bilhete da Lufthansa foi emitido com pontos do programa Miles&GO da TAP. Para este regaste em classe executiva são necessários 130.000 pontos. A tabela é fixa e este o valor cobrado por um bilhete one-way entre América do Sul e Oriente Médio, em classe executiva
Vale lembrar que, embora o Egito fique no Norte da África, o programa Miles&GO considera o país como Oriente Médio. 


Estes pontos foram gerados em uma promoção antiga da Livelo com o TAP Miles&GO, onde recebi um bônus de 120%.
Logo, o valor real deste bilhete foi de 60.000 pontos Livelo. A matemática: 60.000 X 120% = 132.000 pontos. 
Sou assinante Clube Livelo há muito tempo e caso não tivesse milha alguma por lá poderia monetizar este bilhete através da compra de pontos com 50% de desconto (benefício para assinantes do clube há mais de um ano). Assim, o valor monetizado deste bilhete seria 60.000 x 0.035 = R$2.100. Em outras palavras, o milheiro, me sairia a R$35 x 60 = R$2.100. Transferiria estes 60.000 pontos com 120% e acumularia 132.000 no Miles&GO para esta emissão. 
Promoção aproveitada, milhas na conta e a emissão foi super tranquila. Diretamente pelo próprio site do Miles&GO. As taxas de embarque para estes voos ficaram em torno de R$500,00. Não lembro o valor ao certo. 
Vale lembrar que o valor deste mesmo trecho pagante… bem, confira você mesmo:

CHECK-IN 

Cheguei ao check-in da Lufthansa, em Guarulhos, aproximadamente 4 horas antes do voo. A fila da cabine executiva estava bem vazia. Apenas um passageiro na minha frente. Para esta fila eram elegíveis passageiros voando em classe executiva Lufthansa ou Swiss e membros com status Gold nas empresas, bem como demais passageiros portadores de status Gold na Star Alliance. 

Por conta da pandemia da Covid-19, o processo de check-in demorou um pouco. Fizeram-me mil perguntas do que eu estava indo fazer no Egito, bem como checaram a elegibilidade da minha viagem. Igualmente, conferiram e tiraram cópia do meu exame RT-PCR para Coronavírus. Mesmo apenas transitando na Alemanha, precisei preencher um formulário dando fé que apenas estaria naquele país em trânsito para um terceiro país fora do espaço Scheghen. 
Passada toda esta burocracia e bagagem despachada, estava com o cartão de embarque em mãos.

SALA VIP (GRU LOUNGE – HOJE ESPAÇO BANCO SAFRA) 

A Lufthansa estava utilizando o GRU Lounge.
Nesta visita, o Lounge ainda se chamava GRU Lounge. Isto foi poucos dias antes dele virar Espaço Banco Safra. O espaço, na verdade, chamou-se apenas GRU Lounge durante o mês de abril. Até 31 de março funcionava ali o então Lounge da Star Alliance. 


Já conheço essa sala há muitos anos e por ali já passei várias vezes. Via de regra, não mudou muito quando da mudança de Star Alliance para GRU Lounge
A Sala VIP fica localizada na área segura do T3 do Aeroporto de Guarulhos. Após o controle de passaportes, vire a esquerda sentido portões. Em determinado momento verá a sinalização para os lounges, que ficam no mezanino. Suba as escadas rolantes e dobre a direita. Este Lounge é o último do mezanino. 

EMBARQUE

Aconteceu um pouco atrasado. A checagem de documentos estava muito estrita. Alguns minutos após o previsto deu-se início ao processo, que ocorreu de forma tranquila e organizada. O voo estava vazio e em pouco tempo estavam todos a bordo.
Iniciou-se o processo de embarque com as prioridades por lei, seguidos de passageiros de classe executiva e membros HON Circle, junto aos passageiros com status gold na Lufthansa e na Star Alliance, seguidos, finalmente, pelos passageiros da classe econômica separados por grupos. 
Haviam três filas de embarque. A das prioridades por lei, a dos passageiros da cabine executiva e demais passageiros com status e a destinada aos passageiros da classe econômica. 

DADOS DO VOO

Lufthansa 507
São Paulo Guarulhos (GRU) – Frankfurt (FRA)
Data: 07/04/2021
Horário de Partida: 18h30
Horário de Chegada: 11h05 +1 
Duração: 11h25 (de portão a portão)
Aeronave: Airbus A350-900
Assento: 7G (classe executiva) 

CABINE 

A classe executiva da Lufthansa, nas suas aeronaves Airbus, é composta por 48 assentos, divididos em duas sessões, com uma galley ao meio. A primeira sessão é maior, das fileiras 1 a 6, enquanto a segunda sessão tem apenas as fileiras 7 e 8. Confira abaixo a configuração: 
Lufthansa
 
A disposição das poltronas é no formato 2-2-2 e em diagonal. Assim, passageiros sentados na janela não têm acesso ao corredor. Ponto negativo. 
Ainda assim, como optei por me sentar na segunda sessão e havia apenas outros dois passageiros, gerou-me uma sensação de amplitude. 
Tão logo pisei na aeronave já me foi oferecido toalhas humedecidas lacradas. 
Confira algumas fotos da cabine (da sessão da onde voei): 
Lufthansa
Lufthansa

BOAS VINDAS

Tão logo tomei meu assento me ofereceram o menu do voo. O comissário que me atendeu naquela noite foi bastante profissional, embora bastante frio. Perguntou-me o que gostaria de drink de boas-vindas. Optei por champagne e água sem gás, trazidos em menos de dois ou três minutos junto com nuts. 

O ASSENTO 

O assento em posição cama é fully-flat. Embora um pouco estreito na hora de dormir. Em posição lounge é bastante confortável. 
Confira algumas fotos: 

Assentos em posição para pouso/taxi/decolagem

Lufthansa
Assento em posição lounge

O encosto para os braços tem uma alavanca na ponta. Repare. Ao apertar ali podemos subir ou baixar o armrest. Ideal na hora de dormir. 
Confira abaixo algumas fotos do assento em posição cama:
Lufthansa
Lufthansa
Note que, por conta do casulo, a poltrona se torna um pouco estreita na parte dos ombros. Mesmo com o descanso de braços abaixado. 
Igualmente, junto ao travesseiro e a manta, assim que cheguei estava o duvet para cobrir o assento e dá mais uniformidade a poltrona em posição cama, além de proporcionar maior conforto. Veio dentro de um saco de pano. Veja: 
Lufthansa
Explorando um pouco mais o assento pude constatar que o tamanho da tela é bastante satisfatório. Confira abaixo:
Lufthansa
Os controles da poltrona ficam no console. Através dele o passageiro movimenta todo a poltrona. Veja:
Lufthansa
Ao assunto digamos… polêmico agora: o descanso de pés. Nas poltronas de trás ele afunila bastante. Em compensação nos assentos bulkheads, aqueles na parede o espaço é maior e permite melhor conforto ao passageiro. Confira: 
Lufthansa
Não há afunilamento

Veja agora o comparativo com os assentos que ficam atrás: 
Lufthansa
Pois bem, continuando a explorar o assento, junto ao descanso de pés há um compartimento ideal para guardar sapatos. Veja: 
Logo acima fica o espaço do folheto de segurança e das revistas (suspensas como medida preventiva contra o novo Coronavírus)

Junto ao assento, há uma tomada universal. 
Lufthansa

AMENITY KIT (NÉCESSAIRE)

Lembra do espaço para colocar sapatos? Estava lá a nécessaire junto com uma garrafinha de água.
Lufthansa
Embora em couro e em tom marrom escuro elegante, achei o ammenity kit bastante simplório. Confesso que decepcionou um pouco. Veja algumas fotos:
Lufthansa
Lufthansa
Lufthansa
Repare que vem pouco item. Um par de meias eu peguei emprestado de uma outra nécessaire, já que na minha veio faltando. Tirando este pequeno… imprevisto, o ammenity kit vem com tapa olhos, protetores de ouvido, kit dental, hidratante labial e para as mãos. Apenas o básico. 

PIJAMAS

Não é comum vermos pijamas em classes executivas. Entretanto, na Lufthansa são oferecidos somente a parte de cima. Os passageiros podem optar entre os tamanhos P/M e L/XL. Confira abaixo as fotos: 
Lufthansa
Lufthansa

CATERING

Por conta da pandemia, o catering está reduzido. Confesso que esperava mais. Em outubro passado, quando voei com a companhia-irmã Swiss, já em meio a pandemia, o serviço me pareceu bem mais completo. Não havia opção de queijo E doce. Era uma coisa OU outra. Igualmente, somente uma entrada foi franqueada por passageiro. Confira abaixo a foto do menu, bem como do jantar e do café da manhã. 

MENU E CARTA DE VINHOS

Veja abaixo as fotos do Menu (junto com a carta de vinhos)
Lufthansa
Lufthansa
Lufthansa
Lufthansa

JANTAR

Bem, optei pelo bacalhau desfiado de entrada, seguido do camarão asiático. O pão veio lacrado e não na cestinha habitual (consequência da pandemia). 

Continuei no champagne, acompanhado de água (desta vez com gás). 
Como sobremesa, fui de marquise de chocolate com molho de laranja. Veio acompanhada de uma barrinha de chocolate alemão. Sendo bem honesto, a marquise estava pra lá de amarga e a calda de laranja muito azeda. Infelizmente, apenas provei e passei…
Lufthansa
De fato, a minha sobremesa terminou por ser mesmo o chocolate, acompanhado de um Porto. Aliás, quem me conhece sabe que não dispenso um Porto ou um bom licor antes de terminar uma refeição 😉 
Lufthansa

CAFÉ DA MANHÃ

Acordei muito em cima da hora e mal deu tempo de tomar o café da manhã. Foi digamos… uma refeição expressa. Optei por fritada brasileira, acompanhada de croissant, frutas e suco de laranja. Estava apenas OK. 
Confira:
Lufthansa

ENTRETENIMENTO DE BORDO E INTERNET

Embora pouco tenha usado, aliás isto é um hábito meu, uma vez que não costumo assistir a filmes ou outros programas a bordo (a tela fica sempre no mapa e nas informações de voo), as opções eram das mais diversas: desde filmes de Hollywood até muitos clássicos europeus. Havia, igualmente, diversas opções de música. Os fones de ouvido eram noise cancelling e de qualidade boa. A tela tinha um tamanho bastante grande (conforme foto lá em cima), não lembro ao certo o número de polegadas, e embora touch screen, essa função perde o sentido já que a distância do assento para ela é bastante grande. Por outro lado, o IFE, abreviatura em inglês para In Flight Entertainment, que quer dizer entretenimento a bordo, responde aos comandos do controle bem rápido.
Gostaria de poder aprofundar-me mais no assunto, mas, infelizmente, praticamente não usei o sistema de entretenimento a bordo.
A internet estava inoperante durante todo o voo. 

CONSIDERAÇÕES DO VOO

Pois bem, esta foi a primeira vez voando em classe executiva com a Lufthansa. Todos os meus outros voos com a empresa foram em primeira classe. Há uma diferença um tanto quanto grande. De modo geral, o serviço foi bastante profissional, embora muito frio por parte do comissário que me atendeu. Os demais, todos sem exceção, eram bastante simpáticos e atenciosos. A chefe de equipe fez questão de despedir-se de todos os passageiros da classe executiva, um a um, pouco antes do pouso. 
Em termos de alimentação, fiquei um pouco decepcionado. Mesmo em tempos de pandemia esperava um pouco mais. 
No que tange conforto, acho que a empresa peca um pouco no assento. Em uma aeronave moderna como o A350-900, recém-integrados à frota, acredito que já poderiam ter solicitado assentos mais modernos, onde todos os passageiros tivessem acesso ao corredor. A configuração 2-2-2 está, ao meu ver, bastante defasada para um produto business. 
Outro detalhe: a cabine não tinha uma temperatura estável. Hora estava muito quente, hora muito fria. Isto atrapalhou bastante na hora de pegar e permanecer no sono. Ao tentar fazer alguns trabalhos pelo celular a internet estava inoperante…
Confesso que de um modo geral, esperava mais. De toda sorte, valeu a pena a experiência. 
Conforme pontuei acima, só havia voado com a empresa até o momento em primeira classe. E a minha primeira vez voando First, foi com a Lufthansa. Confira aqui o relato completo

AVALIAÇÃO

  • Check in: nota 8,0
  • Embarque: nota 9,0
  • Poltrona: nota 7,0
  • Catering: nota 7,0
  • Atendimento: nota 7,0
  • Amenity Kit: nota 6,0 
  • Pijamas: nota 6,0 (é oferecido apenas a parte de cima)
  • Entretenimento de bordo: nota 9,0
  • Internet: nota 0,0 (uma vez que não estava funcionando)
  • Limpeza: nota 10,0
  • Pontualidade: nota 9,5

FINALIZANDO

Espero que você tenha apreciado este review de voo da Lufthansa
Se ficou alguma dúvida joga sua pergunta lá. Teremos o maior prazer em respondê-lo. E nada de acanhamento, hein? Lembrando que seu feedback é sempre muito importante pra nós!
Pois bem, e agora, para não perder o hábito dos posts autorais, vamos deixar uma coisa bem clara: estas são opiniões estritamente minhas. Não reflete a opinião do Estevam, de nenhum outro colunista do portal EPM ou tampouco do Estevam Pelo Mundo como fonte de informação e pesquisa sobre viagens, companhias aéreas, hotéis e demais assuntos da mesma natureza. Vamos deixar isso bem claro.
Ademais, vamos deixar também uma outra coisa bem clara: todo e qualquer produto que além da notícia eu revise, seja ele um voo em cabine premium, um programa de fidelidade, um lounge ou um hotel, sigo minha própria independência, bem como as diretrizes de imparcialidade do Estevam Pelo Mundo. Em assim sendo, tenho total liberdade e obrigação para com nossos leitores para pontuar, sob a minha ótica, o que acho. Seja para possíveis pontos positivos ou negativos.

QUEM SOU EU?

Lucas Cabral, editor-chefe aqui do EPM, bem como chefe de edição para programas de fidelidade, cartões de crédito, pontos, milhas aéreas e afins. Se quer me conhecer melhor, saber quem eu sou e saber como eu vim parar aqui basta dar uma sacada no meu primeiro post, quando fui oficialmente lançado aqui no Estevam Pelo Mundo. Para isso basta clicar aqui. Igualmente, se gostou de mim ou quer ir conferindo algumas das minhas fotos de viagem e de algumas exaltações proporcionadas por milhas e pontos basta dar um follow lá no Instagram. Meu nome na rede é @lucasmcv 😉
Por fim, um grande abraço e até a volta!

LUCAS CABRAL

 
Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularaluga um carro, garante os tickets para passeios e compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo  gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto aos viajantes. 
 
 
 

Escrito por Lucas Cabral

Deixe um comentário