Roteiro de 2 dias em Bogotá

Roteiro de 2 dias em Bogotá

O que fazer, onde comer e ficar em 2 dias de roteiro em Bogotá, na capital da Colômbia, país aberto aos turistas, inclusive os brasileiros.

Sou Juliana Molinari, criadora do @quevoceviaje, e neste post vou compartilhar com vocês dicas para conhecer essa cidade quando o tempo está curto!

Aproveite e acesse o mapa da minha viagem para saber por todos os lugares que passei:

COLÔMBIA

A Colômbia é um país caribenho, mas não se resume a calor e belas praias. O país conta com cidades ricas em história, cultura, compras, gastronomia e Bogotá é uma delas.

Conheci a cidade fazendo um stopover no retorno de uma viagem a Cartagena, que merece um post só pra ela, mas não consigo deixar de compartilhar uma imagem desse paraíso.

Cartagena-Colômbia

Mas, o que é stopover?

É a possibilidade de aproveitar uma conexão no seu voo de ida ou volta ao destino final, fazendo uma parada no local dessa conexão para conhecê-lo sem que isso signifique, obrigatoriamente, custos adicionais no preço da passagem. Não é uma boa? Normalmente, é possível fazer o stopover na cidade base das operações da companhia aérea responsável pelo voo.

Como minha parada em Bogotá foi de 2 dias, tive que priorizar o que ver, otimizar a localização do meu hotel e não perder a chance de conhecer a gastronomia local. Bora descobrir como consegui cumprir esse plano de ação, Viajantes?

Onde ficar

A melhor região é a chamada Zona T/Rosa. Eu fiquei no NH Collection Royal Andino, a poucos metros dos shopping centers Andino e El Retiro, de diversos restaurantes e supermercado (eu adoro fazer umas comprinhas em algum supermercado nos destinos que visito!). O hotel oferece acomodações confortáveis e um delicioso café da manhã (outra coisa que amooo em minhas viagens!).

Quando ir

As melhores épocas para ir para Bogotá são entre os meses de dezembro e março e de julho a agosto, períodos de seca.

Visto e vacina

Não é exigido visto e nem passaporte para os brasileiros entrarem no país (é possível a entrada com RG emitido há menos de 10 anos). No entanto, é preciso tomar a vacina contra a febre amarela com antecedência de, no mínimo, 10 dias da viagem e obter o respectivo certificado de vacinação internacional.

O Estevito já este lá e registrou pra gente como esse destino é turowwwww de bom!

O que fazer:

Primeiro Dia

Explorar o centro da cidade

A opção mais prática é ir de táxi (e o preço é bom, em especial se você estiver viajando com outras pessoas, como era o meu caso). Dentre os locais a serem visitados, está o Museo del Oro, com o seu rico acervo sobre a história desse precioso mineral.

Como estava com meus filhos preferi visitar outro museu (2 museus no mesmo dia seria muito para eles), o Museo Botero, coladinho ao Museo del Oro. O Museo Botero está localizado num antigo casarão reformado e sua arquitetura é recheada de elementos históricos que foram compartilhados pela guia responsável pelo tour no espaço.

Bogotá-Colômbia
Museo Botero



O lugar é lindo, mas o que encanta mesmo são as obras de Botero e a possibilidade de conhecer melhor a sua história. Passeio imperdível!
Bogotá-Colômbia Bogotá-Colômbia
Perto dali está a Plaza Bolivar, onde fica a Catedral Primada, construída em 1539 – parada obrigatória no tour pelo centro da cidade.

A fome apertou? Não deixe de provar o Patacone, prato típico colombiano formado por uma base crocante de banana da terra que pode ser acompanhado de diversos ingredientes como guacamole, vinagrete, sour cream, chili com carne, dentre outros. Viajantes, é fenomenal!!!!

Subir no topo do Cerro Monserrate

Bogotá-Colômbia

Chegando o final do dia, que tal admirar o pôr do sol a 3.152 metros de altura? De novo o táxi é a melhor opção de transporte para chegar no Cerro Monserrate. Esse mirante natural, acessado por teleférico, propicia uma vista única da cidade de Bogotá.

Lá no topo, você vai encontrar a Basílica Santuário do Senhor Caído e locais para se alimentar. Escolhemos o Café Santa Clara para comer algo e aproveitar para experimentar um chá de coca, apropriado para a altitude do lugar, pois reduz os efeitos da redução de oxigênio em lugares muito altos e, não, não altera o nosso comportamento ou percepção da realidade.

Segundo dia

Catedral de Sal

Catedral de Sal-Bogotá
Andrés Carne de Res

Esse passeio não é exatamente em Bogotá, mas em Zipaquirá, a 45 km da capital. Contratamos no hotel (e pechinchamos) uma van para nos levar e nos trazer de volta a Bogotá. Como estávamos em 7 pessoas, esse esquema saiu mais barato do que irmos de taxi.

A Catedral foi a cereja do bolo da nossa passagem por Bogotá. Ela fica dentro de minas de sal e suas dimensões, esculturas (em sal), a representação da Via Crucis de Jesus Cristo e todo o seu interior são estonteantes, Viajantes! O passeio é guiado, o que torna a experiência extremamente enriquecedora.
Lá você encontra algumas lojinhas de souvenirs, em especial de produtos relacionados ao sal. Mas, minhas grandes recordações são esses registros aí embaixo:
Catedral de Sal-Bogotá 

Fomos bem cedinho a Catedral de Sal e no retorno a Bogotá combinamos previamente com o nosso motorista de pararmos para almoçar no famoso restaurante Andrés Carne de Res, na cidade de Chia. Há também uma filial na Zona T/Rosa, pertinho do hotel em que ficamos hospedados, mas optamos pela matriz que deu origem a tudo.

O restaurante é uma verdadeira atração turística (por isso, faça sua reserva antes!) não só pela gastronomia, mas também pela sua inusitada decoração, que reúne os mais diferentes objetos. É uma experiência sensorial completa!

O carro chefe é a carne, mas há outras opções, todas servidas de um jeito criativo e por uma equipe extremamente gentil e animada.

Viajantes, 2 dias são poucos para explorar Bogotá, mas acredito que esses passeios e experiências são os essenciais para que vocês se apaixonem pela cidade e fiquem com aquela vontade de voltar e conhecer melhor esse pedacinho da Colômbia, assim como eu fiquei!

Gostaram das dicas? Ficaram com alguma dúvida? Contem pra gente na caixinha de comentários logo abaixo desse post. E, não deixem de dar uma olhada no @quevoceviaje e, se curtir, é só seguir e acompanhar os meus posts feitos para que vocês viajem!

Um beijo e até o próximo post!

Escrito por Lucas Estevam

Deixe um comentário