GUARULHOS: UTILIZANDO O SERVIÇO MÉDICO DO MAIOR AEROPORTO DO BRASIL

Fala viajantes! Hoje vamos tratar aqui sobre um serviço que torcemos para não utilizarmos nunca! Refiro-me ao serviço médico do Aeroporto Internacional de Guarulhos. Para quem não sabe, estamos falando do mais movimentado aeroporto do Brasil, que em 2019 registrou um tráfico aproximado de 44 milhões de passageiros. É também o segundo mais movimentado da América Latina. Atrás apenas do Aeroporto Internacional da Cidade do México.

Vou abordar neste post uma experiência particular minha. O fato ocorreu no final de janeiro deste ano, quando retornava de uma viagem de férias à República Dominicana.

O CASO…

Pois bem, uma breve síntese: ao desembarcar no terminal 2 do Aeroporto de Guarulhos sofri um pequeno incidente: levei um corte profundo no braço esquerdo. Até hoje tenho a cicatriz pra contar história. Como sempre digo: quando nos são dados limões devemos preparar limonada ou caipirinha. A trato como um souvenir de viagem…

Seguindo: por descuido meu, não tirei foto do local exato onde me machuquei. Assim, prefiro me resguardar e não citar em qual local exato do aeroporto aconteceu este, digamos… incidente. O que posso afirmar é que esbarrei em um ferro solto com duas pontas bem afiadas. Uma delas rasgou, digamos assim, uma pequena parte do meu braço.

Reitero: como o incidente e seu desdobramento seguinte foi um tanto quanto rápido, não me ocorreu de tirar foto do lugar específico onde aconteceu o fato. Peço desculpas, mas não me sinto confortável em apontar o dedo sem ter como provar o que estou afirmando. Como posso eu afirmar que em tal local específico do aeroporto (dentro de um serviço que não é de responsabilidade da concessionária, diga-se de passagem) havia o dito cujo ferro sem ter como provar? Peço que compreendam 😉

O SERVIÇO MÉDICO DO AEROPORTO DE GUARULHOS

Tão logo o sangue começou a jorrar, protegi a área com papel toalha e me dirigi ao serviço médico do aeroporto. O do Terminal 2 fica localizado no primeiro andar (piso do embarque). Precisamente Asa C, ao lado do McDonalds e da Kopenhagen.

Na entrada há uma recepção (infelizmente não tenho fotos – há época não sabia que esta história viria parar aqui). Tão logo expliquei o que houve, fui encaminhado para a sala médica.

Guarulhos - Aeroporto
Sala de atendimento médico do Aeroporto Internacional de Guarulhos

Chegando lá, a médica bastante prestativa disse que eu precisaria de uma sutura, uma vez que o corte era bastante profundo. Entretanto, por novas regras da Anvisa o posto médico do aeroporto não estava mais aptos a realizar tal procedimento.

Como meu voo para Maceió era somente dali a algumas horas, muito gentilmente a equipe higienizou a área do corte e fez um curativo grande. Embora por mera precaução. Em seguida, fui encaminhado para um hospital privado no centro de Guarulhos.

Guarulhos - Aeroporto
Sala de atendimento médico do T2 do Aeroporto de Guarulhos

Curativo feito, hora de seguir para o hospital para fazer a sutura propriamente dita!

Peguei minha mala de rodinhas, junto a minha mochila e as bebidas que havia comprado justamente no Duty Free, me enfiei num Uber e segui para o Hospital Carlos Chagas. Este, distante aproximadamente 15 minutos do Aeroporto de Guarulhos.

Em tempo:  vocês sabiam que o Duty Free é um serviço terceirizado, não administrado pela concessionária? E que para alegria dos viajantes compradores a alíquota agora de compras é de U$1.000?

DE VOLTA AO AEROPORTO DE GUARULHOS

Já devidamente com a sutura realizada (foram 3 pontos), voltei para o aeroporto e embarquei normalmente.

Por precaução, uma vez que teria um pouco menos de três horinhas de voo pela frente, o hospital decidiu manter um curativo grande para uma sutura pequena. Assim, pude voltar para casa seguro, com o procedimento feito, feliz da vida e…. com um souvenir um tanto quanto inusitado…

Dez dias após o episódio retirei os pontos.

Guarulhos - Aeroporto

CONSIDERAÇÕES

A qualidade técnica do atendimento médico me surpreendeu. Assim como a o tratamento bastante humano que recebi. Ponto positivo para a equipe e para a concessionária GRU Airport, responsável pela administração do Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Confesso não entender a razão pela qual um posto médico tão bem equipado, com médicos plantonistas e corpo de enfermagem 24 horas para qualquer tipo de emergência, não possa fazer uma simples sutura. Entretanto, são regras da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Logo, devem ser respeitadas uma vez que a agência deve ter suas razões técnicas e profissionais para tal.

Em tempo: se alguém souber me dar esta resposta, joga lá na caixinha de comentários!

Pois bem, embora curto, este relato eu já vinha pensando trazê-lo para vocês há um tempinho, uma vez que, infelizmente, imprevistos acontecem. E está aí a prova…

Igualmente, em situações mais graves, o serviço médico do aeroporto está equipado para em uma rápida fração de tempo proceder com emergenciais e encaminhar um paciente para o devido hospital ou serviço de saúde correspondente. 

FINALIZANDO

Pois bem, e você já precisou fazer uso do serviço médico do Aeroporto Internacional de Guarulhos ou de qualquer outro aeroporto mundo afora? Se sim, conta pra gente sua experiência na caixinha de comentários!

Igualmente, se ficou alguma dúvida, joga sua pergunta lá. Teremos o maior prazer em respondê-lo. E nada de acanhamento, hein? Lembrando que seu feedback é sempre muito importante pra nós!

Pois bem, e agora, para não perder o hábito dos posts que expresso minha opinião particular, vamos deixar uma coisa bem clara: estas são opiniões estritamente minhas. Não reflete a opinião do Estevam, de nenhum outro colunista do portal EPM ou tampouco do Estevam Pelo Mundo como fonte de informação e pesquisa sobre viagens, companhias aéreas, hotéis e demais assuntos da mesma natureza. Vamos deixar isso bem claro.

QUEM SOU EU?

Lucas Cabral, 31 anos, editor-chefe aqui do EPM para programas de fidelidade, cartões de crédito, pontos, milhas aéreas e afins. Estou aqui precisamente desde meados de maio. Se quer me conhecer melhor, saber quem eu sou e saber como eu vim parar aqui basta dar uma sacada no meu primeiro post, quando fui oficialmente lançado aqui no Estevam Pelo Mundo. Para isso basta clicar aqui. Igualmente, se gostou de mim ou quer ir conferindo algumas das minhas fotos de viagem e de algumas exaltações proporcionadas por milhas e pontos basta dar um follow lá no Instagram. Meu nome na rede é @lucasmcv 😉

Por fim, um grande abraço e até o próximo post!

Lucas Cabral

 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularalugar um carro, garante os tickets para passeios e compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo  gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Posts Relacionados