Eslovênia é o destino para conhecer em 2021

Todos os anos, a revista americana de viagens Condé Nast Traveller faz uma lista com os destinos mais cobiçados do mundo. Aqueles destinos que estarão no topo da lista de desejos dos viajantes. Como em 2020 ninguém está viajando por conta da pandemia. O ano de 2021 deve ser mais agitado para os viajantes. E o destino desejo do ano será: Eslovênia.

A Eslovênia é um pequeno país na Europa Central, bem ao lado da Itália, Croácia e Áustria. Pequeno mesmo já que possui apenas 20 mil quilômetros quadrados. Isso é menos que o menor estado brasileiro, Sergipe. Este é mais um país da região criado a poucos anos com a dissolução da antiga Iugoslávia. A Eslovênia foi fundada somente em 1991 e tem pouco mais de 2 milhões de habitantes.

Apesar de estar ao lado de três famosos destinos turísticos, poucos turistas conhecem a Eslovênia. O destino é famoso por suas montanhas e estações de esqui. Além do famoso lago Bled, um lago glacial com fontes termais.

Efeito Melania Trump

Aliás, você sabia que a primeira dama dos Estados Unidos, Melania Trump é eslovena? Pois é, foi graças a ela o país teve um incremento de 15% no seu turismo em 2017. Neste ano, a Eslovênia recebeu 1,93 milhões de turistas. Quase o mesmo número de sua população.

Depois que o Donald Trump foi eleito presidente, as agências de viagens da Eslovênia começaram a oferecer tour pelos locais onde Melania Trump viveu. Este povo sabe mesmo como tirar proveito de tudo, não é mesmo? Você faria este tour?

Liubliana, a capital

Sua capital é a Liubliana, mas em esloveno se diz Ljubljana. Fácil, não é mesmo? A capital é incrivelmente linda e segura. O lugar ideal para relaxar. A cidade tem uma arquitetura barroca muito bonita e cheia de ornamentos. E muito desta beleza barroca é por conta do arquiteto esloveno Jože Plecnik. Seu trabalho em Liubliana pode ser comparado ao que Antoni Gaudí representa para Barcelona. Percebeu sua importância?

Suas obras pela cidade começaram após a queda do império austro-húngaro, que coincide com o final da Primeira Guerra Mundial. Ele construiu pontes, igrejas, a biblioteca universitária e um cemitério. Todas as suas construções são em estilo distinto e original, neoclássico e Art Déco. Vale ressaltar que entre as pontes que construiu está a Tromostovje, ou Ponte Tripla, que se tornou um símbolo da cidade.

Esta ponte está sobre o rio Liublianica, que separa a cidade medieval da parte mais contemporânea. Da orla deste rio posemos observar diversos bares e restaurantes. Locais perfeitos para tomar um delicioso chope Union, o mais conhecido da cidade. E, quem sabe, se aventurar por um passeio de barco pelo rio.

O que visitar em Liubliana

Igreja de São Francisco da Anunciação

A Igreja de São Francisco da Anunciação começou a ser construída em 1646 e é um dos monumentos deste pequeno país. Localizada na Praça Preseren, sua fachada de cor salmão se destaca entre as construções locais.

Castelo Grad

O Castelo Grad é a principal atração histórica da cidade. Por ficar no alto de um morro, é possível vê-lo de qualquer ponto de Liubliana. Para chegar ao topo deste morro é preciso pegar um funicular. Só este passeio já vale a pena. O castelo em si não tem nenhum luxo, é apenas uma fortificação de pedra. Mas é a paisagem lá de cima que se destaca.

Mercado Central

Este é outro edifício construído por Jože Plecnik. O Mercado Central é uma experiência em meio às frutas e vegetais locais, e também importadas da Espanha e da Holanda. Mas oque vale ver mesmo é a sua arquitetura com colunas ao longo do espaço. Aos domingos, acontece um mercado de pulgas bem eclético no mercado.

Centro Merkur

A Centromerkur é a loja de departamentos mais antiga da capital. A loja ocupa um magnífico edifício de 1903, na praça central da cidade. esta é uma experiência de compra que você não pode perder. Destaque para a área de alimentação, onde você encontrará uma variedade de delícias eslovenas.

Narodna Galerija

Esta galeria nacional de arte é um complexo formado por dois museus do século 19 conectados por um novo e elegante prédio de vidro. Um deles abriga uma coleção de pinturas eslovenas. Já no outro prédio fica a coleção europeia de pinturas. Um bom passeio para um dia chuvoso, por exemplo.

Ao redor de Liubliana

Lembra que eu falei que a Eslovênia era famosa por suas montanhas e pelo esqui? Então, a cidade de Bled, no interior do país, é o destino ideal para as férias de inverno. Quem visita se espanta com tamanha beleza. E fica apenas 1,5 quilômetros da capital, ou duas estações de trem.

Bled também é o nome do lago glacial que toma conta de todo o centro da cidade. E bem no meio tem uma ilhota onde fica uma igreja e sua torre de 52 metros de altura. O local é muito disputado para casamentos e, é certamente, o cartão postal mais fotografado da cidade.

Ao redor do lago Bled ficam as montanhas e seus alpes nevados. No topo de uma dessas montanhas fica um castelo medieval a cerca de 150 metros de altura do lago gelado. A subida pode ser feita de trilha ou de carro. E assim que você chega ao topo, a vista panorâmica é espetacular.

Gastronomia

Uma das atrações da Eslovênia é o seu cenário gastronômico. Em 2018, a chef Ana Roš foi considerada uma das melhores do mundo e isso chamou a atenção para a gastronomia do destino. Seu restaurante, Hiša Franko, tornou-se um ponto de encontro reconhecido mundialmente. O local atraiu visitantes de todos os lugares para a charmosa cidade de Kobarid.

Contudo, não é só ela não. A Eslovênia tem outros chefs famosos e reconhecidos. Além disso, o país tem 24 regiões gastronômicas distintas. E os sabores variam de acordo com a região.

Na capital Liubliana há uma série de lugares para degustar a culinária eslovena. Carnes de caça e bolinhos continuam a ser básicos, mas as variações são muitas. Tem ainda sopas rústicas e guisadas com pão e batatas, bem como a torta de alho-poró com molho de capim-limão, e muito mais. No verão as comidas de rua e as feiras de comida tomam da cidade, espalhando cheiro de comida boa por toda a capital.

Como chegar

Partindo do Brasil não há voos diretos para Eslovênia. Por isso, a melhor forma de chegar ao destino é via Paris (França) ou Frankfurt (Alemanha). Aliás, os voos desses países levam menos de 1h30 para a capital Liubliana.

 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularalugar um carro, garante os tickets para passeios e compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo  gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveite e se inscreva em nosso canal do Youtube e no Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas.