Como planejar uma viagem com antecedência?

Planejar Viagem com Antecedência - Estevam pelo Mundo
Planejar com antecedência é a melhor forma de garantir uma viagem tranquila

O brasileiro é daquele povo que deixa tudo pra último hora, certo? Eu sou assim em muitas coisas, confesso. E, para as viagens isso não seria diferente. O brasileiro sempre teve o costume de planejar a sua viagem meio de última hora. No entanto, depois da pandemia, parece que este velho hábito perdeu um pouco a força. Agora me responde: você acha que vale a pena comprar viagem com antecedência? Sim ou não?

Comprar com antecedência, sim ou não?

Eu acredito que ter um bom planejamento é essencial na hora de viajar. E, para ter um bom planejamento é preciso ter tempo. Logo, planejar com antecedência vale muito a pena. Ainda mais neste momento de pandemia. Quando precisamos tomar ainda mais cuidado ao escolher o destino, comprar as passagens e contratar os serviços.

Lembrando que os períodos de férias e feriados são os mais concorridos. Portanto, quanto mais antecedência nestes casos, melhor! Se antecipar ainda é uma excelente forma de economizar. Então, mais um bom motivo para planejar tudo antes do tempo.

Além disso, você tem mais chances de:

  • Encontrar passagens aéreas mais baratas
  • Encontrar hospedagem no melhor hotel
  • Ter mais tempo para providenciar os documentos (caso precise de visto)
  • Oportunidade de pesquisar sobre o destino
  • Se organizar financeiramente
  • Reduzir os riscos de imprevisto (ou pelo menos tentar reduzir, já que imprevistos são imprevistos, certo?).

Aqui no EPM temos várias dicas de como organizar uma viagem, seja ela com bastante antecedência ou não. Dá uma olhada na seleção de matérias que eu separei como tema:

Portanto, sim, vale a pena comprar seu pacote de viagens com certa antecedência.

Brasileiros estão planejando viagens com mais antecedência

Com os protocolos e medidas de segurança implementados pelas empresas, empreendimentos e profissionais do setor, a cada dia os turistas sentem-se mais seguros para viajar. Com a retomada do turismo, em especial pelo nacional, as praias do Nordeste do país são as preferidas na lista de desejos dos brasileiros.

Já fizemos uma listinha com algumas praias brasileiras para conhecer ainda neste ano: confere AQUI.

E não é que os viajantes também estão adquirindo novos hábitos, como planejar suas viagens com mais antecedência? De acordo com um estudo da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), 75% das operadoras associadas disseram ter comercializado viagens cujos embarques se concentram no primeiro semestre de 2021.

Ou seja, a maioria das vendas realizadas em setembro de 2020 são para viagens apenas para o 1º semestre do próximo ano, seguidas de roteiros que se realizarão em dezembro (60%). Vale lembrar que os associados da Braztoa são responsáveis por cerca de 90% das viagens de lazer comercializadas no Brasil.

 

Aproveita e veja este vídeo dos destinos brasileiros que o Estevam quer visitar depois da pandemia:

Turismo registra crescimento mês a mês

Uma boa notícia para o setor de turismo é que em setembro, 87% das operadoras realizaram vendas. Este indicativo tem crescido uma média de 10 pontos percentuais a cada mês. Segundo este mesmo estudo da Braztoa, 16% das operadoras apontaram um faturamento equivalente a 50 a 100% se comparado a setembro de 2019. E, 2% dessas operadoras já tiveram um faturamento maior que no mesmo período do ano anterior.

As viagens mais próximas seguiram percentuais próximos e ficaram em 43% para setembro, 49% para outubro e 45% para novembro. Destaque para os embarques para o segundo semestre de 2021, que fizeram parte das vendas de 47% das operadoras (em agosto, este indicativo estava em 38%).

Mesmo levando em conta a melhora das vendas de pacotes de turismo, para cerca de metade das operadoras, o faturamento da alta temporada (Natal, Réveillon, férias de janeiro) não atingirá 50% em comparação ao mesmo período de 2019.

Nordeste lidera desejo de viagem

Mais uma vez, a região Nordeste se destacou, fazendo parte das vendas da maior parte das operadoras. Seguida das regiões Sudeste e Sul, que ficaram no mesmo patamar. E as regiões Norte e Centro Oeste formam o terceiro bloco das preferências.

Entre os destinos nacionais mais comercializados em setembro, destacam-se Salvador, Porto de Galinhas, Fortaleza, São Paulo, Rio de Janeiro e Gramado.

No internacional, o destaque vai para Cancún, acompanhado de outras regiões do Caribe, seguido pelos Estados Unidos (Orlando) e Maldivas. Portugal, Itália e Argentina também aparecem com boa procura.

Perfil das vendas

Destinos de praia estão entre os preferidos entre os brasileiros. Em seguida aparecem destinos do interior (fazenda, campo e montanha), e logo atrás estão os locais de natureza e ecoturismo.

Em relação à duração, as viagens mais comercializadas tiveram um tempo médio de 5 a 9 dias, seguidas das de curta duração de até 4 dias. As escapadas de final de semana aparecem em terceiro lugar e, na sequência, estão as viagens de longa duração, com 10 dias ou mais.

As preferências dos turistas se dividiram entre viagens com aéreo de longa duração (voos de mais de 2 horas), seguidos de roteiros com voos de curta distância (menos de 2 horas de duração).

As hospedagens em locais de curta distância (até 400 quilômetros) aparecem em terceiro lugar no ranking, seguidos das hospedagens em longas distâncias ou outros estados.

Os resorts aparecem com maior destaque entre as opções para acomodação, bem próximos das hospedagens em hotéis de grandes redes.

Expectativas

Com a diminuição do contágio da Covid-19, a tendência é que turismo seja impulsionado. Em um primeiro momento, nas viagens domésticas. Em segundo, para destinos fora do brasil, mas próximos. E, em terceiro, viagens internacionais de longa distância.

Roberto Haro Nedelciu, presidente da Braztoa disse:

“As expectativas ainda são limitadas dadas as restrições da malha aérea, da oferta hoteleira e sobretudo do cerceamento das fronteiras”, disse. “Mas é importante destacar que, com a diminuição do contágio do Covid-19 no país e as ações de promoção do turismo no Brasil, planejadas pelo Governo, poderá haver um impulso das vendas das viagens domésticas. Todo o setor está preparado, adotando os protocolos de segurança sugeridos pelo Selo Turismo Responsável. No entanto, faço um apelo para que o viajante faça sua parte e adote boas práticas (acesse o Guia Viajante Responsável). Assim, o Brasil poderá ser o protagonista de uma história livre de retrocessos, com uma recuperação linear e sustentável. É isso que almeja o setor de forma geral.”

 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularaluga um carro, garante os tickets para passeios ou compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveita e se inscreve no meu canal do Youtube e no meu Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas!

Posts Relacionados