Como conhecer Praia do Forte (BA) gastando R$ 400

Praia do Portinho no centro de Praia do Forte

Para quem quer visitar um lugar tranquilo no litoral baiano, Praia do Forte é uma ótima escolha! E o melhor é que essa vila, próxima a Salvador, tem preços bem baratos para um lugar turístico, se você souber se planejar. Dessa forma, esse texto vai mostrar como é possível visitá-la em um fim de semana com apenas R$ 400,00!

Com esse valor, dá para custear o transporte de ida e volta, saindo da capital baiana, reservar uma hospedagem confortável e, ainda fazer as principais refeições bem no centro da vila. Para isso, basta seguir algumas dicas bem simples!

Como chegar em Praia do Forte

A forma mais econômica de ir para Praia do Forte, saindo de Salvador, é de ônibus. A distância até a vila, que pertence ao município de Mata de São João, e 70 km e dura cerca de 1h30 de viagem.

Os ônibus saem da rodoviária de Salvador e do Aeroporto Luís Eduardo Magalhães, e a passagem custa cerca de R$ 12,00 com linha de ônibus intermunicipal. Os horários podem ser consultados no site da própria rodoviária e da empresa responsável pela frota, ou ligando para uma delas.

Outras formas de chegar até a vila são de van, táxi ou carros de aplicativo, que geralmente são vantajosos quando possuem algum tipo de parceria com as pousadas e hotéis. Entretanto, por conta própria, essas formas tendem a custar uma média de R$ 150,00.

Depois de chegar a vila, é bem simples conhecê-la. E o principal marco é a Igreja de São Francisco de Assis

Hospedagem 

 Apesar de pequena, Praia do Forte oferece hospedagens para todos os gostos. Dos hostels mais simples, aos resorts 5 estrelas. Mas, com o objetivo de pagar barato, ainda dá para ter conforto numa boa acomodação, bem localizada e bem avaliada.

É possível ficar hospedado bem no centro da vila pagando a partir de R$ 180 reais por noite, com direito a café da manhã. É provável que essas oportunidades geralmente sejam mais fáceis para hospedagens em pousadas e para quartos de casal.

Para quem visita Praia do Forte em pouco tempo, como durante um fim se semana, é interessante explorar as praias e atrações locais. Por essa razão, para ficar apenas dois ou três dias, não é necessária uma hospedagem com muitos serviços.

No centro de Praia do Forte dá para encontrar de tudo

Onde comer 

Assim como as hospedagens, lugares para comer também são diversos! No calçadão principal de Praia do Forte há restaurantes que oferecem desde o café da manhã até o jantar com todas as faixas de preços, inclusive os bons e baratos. Por isso, o próprio centro é o melhor lugar para encontrar restaurantes, além de lanchonetes, sorveterias e uma diversidade de comércios.

Geralmente, optamos pela culinária local quando estamos viajando, afinal, faz parte da experiência. E, se tratando de visitar o litoral da Bahia, peixe, frutos do mar e comidas regadas em dendê sempre estão no cardápio.

O principal calçadão da vila tem todo tipo de restaurante

Os preços variam em cada estabelecimento, mas dá para comer bem, com a experiência dos pratos locais, pagando pouco. Em restaurantes no centro de Praia do Forte, por exemplo, é possível encontrar refeições que servem duas pessoas por cerca de R$ 60,00. Ou seja: você consegue pagar uma média de R$ 30,00 por um prato.

E agora, em resumo, você pode fazer as contas: dois dias em Praia do Forte, contando com ônibus, hospedagem, almoços e jantares custará uma média de R$ 400,00 por pessoa!

O que fazer em Praia do Forte

Pelo fato da viagem ser econômica, ainda dá para conhecer as atrações que a vila oferece, como passeios, instituições de preservação ambiental e monumentos históricos.

O Projeto Tamar, por exemplo, é um centro de recuperação e conservação das tartarugas marinhas e, visitar o espaço custa R$ 26,00. Ele oferece um passeio entre aquários e tanques com animais marinhos e, exposições educativas sobre as espécies e os cuidados do projeto.

Entrada do Projeto Tamar em Praia do Forte

Outra opção de visita é o Castelo Garcia D’Ávila, a primeira edificação portuguesa construída no Brasil. As ruínas históricas são abertas para visitação, assim como a Capela de Todos os Santos, e custa R$ 15,00 o passeio.

Além desses locais, ainda dá para visitar o Projeto Baleia Jubarte, fazer passeios em dunas e praias mais distantes. Para quem estiver com mais tempo, pode ir até outras vilas que ficam a poucos quilômetros e que também oferecem praias e rios incríveis de se visitar.

Em resumo, para quem está em Salvador ou quem busca um lugar tranquilo no litoral baiano para conhecer, Praia do Forte é um ótimo destino. E o melhor é que, ainda por cima, pode ser bem barato!

 

Por Milena Lopes

 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularaluga um carro, garante os tickets para passeios ou compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveita e se inscreve no meu canal do Youtube e no meu Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas!

Posts Relacionados