Cilada com taxista em Lisboa!

Olá, Viajantes! Hoje vou contar para vocês uma cilada com um taxista que eu passei em uma viagem que fiz para Lisboa.

Mas antes, deixa eu me apresentar, que sou nova por aqui no EPM. Eu sou Juliana Molinari, tenho 42 anos, sendo quase 20 dedicados ao Direito e ao Mercado Financeiro. Apaixonada por viajar, assim como vocês, agarrei a oportunidade de começar a estudar Gestão de Turismo no início desse ano (sou prova viva de que sempre é tempo!).

Depois eu criei o perfil no Instagram @quevoceviaje que, como o próprio nome diz, tem como objetivo compartilhar dicas e experiências para que você viaje! Inclusive, lá você pode encontrar um IGTV em que conto melhor quem sou eu e tento te inspirar a ressignificar as dificuldades que encontramos na vida, assim como busquei fazer nessa minha recente mudança de rota do Direito para o Turismo. Corre lá pra dar uma olhada!

EPM

Mas, você deve estar se perguntando: Como ela chegou aqui? Vou te contar. Não sei se você teve oportunidade de acompanhar a divulgação do Estevam, em seu Insta, da abertura de uma vaga de estágio para a redação do Blog. Pois bem, eu me candidatei a essa vaga, mesmo isso significando recomeçar do zero. Eu acredito de verdade que às vezes precisamos dar um passo para trás para pegarmos impulso e voarmos para frente.

Não fui selecionada para o estágio…maaaaas, fui convidada para ser colunista colaborativa aqui no Blog Estevam pelo Mundo! Que alegria é ter a oportunidade de poder compartilhar com vocês os meus conhecimentos sobre milhas, roteiros e experiências de viagens a fim de ajuda-los a sonhar, planejar e realizar viagens que lhe permitam conhecer esse mundão lindo que Deus criou!

Ah, quando eu falo em experiência com milhas é porque eu trabalhei por alguns anos no segmento de Cartões de um grande Banco, onde conquistei bons conhecimentos sobre o tema, os quais seguem em constante atualização, por meio de muita pesquisa. E que, posteriormente, vou compartilhar com vocês.

E, para inaugurar o placar dos meus posts, vamos falar de uma situação que é típica em muitos lugares: as malandragens de alguns taxistas com os turistas.

Nem a Terrinha, que eu tanto amo, e que já fui 5 vezes pra lá e, pretendo voltar muitas outras, fica ilesa dessa situação. Olhem só a cilada que aconteceu comigo na minha penúltima visita a Portugal.

Como eu amo essa Terrinha!! Apesar da cilada que eu passei!!

QUE CILADA! MEU PERRENGUE NA TERRINHA  

Nessa viagem, eu estava com meu marido e, ao chegarmos em Lisboa, decidimos pegar um taxi até o nosso hotel. Como a maioria dos aeroportos, no aeroporto de Lisboa há um espaço dedicado aos táxis e, para lá nos dirigimos.

Entramos num dos táxis que ali estava. O motorista ligou o taxímetro e iniciou uma amigável conversa conosco. Chegando próximo ao nosso hotel, o taxista nos perguntou se poderia nos deixar na entrada lateral e falamos que não haveria problema. Olhei o taxímetro e vi que a corrida havia totalizado algo em torno de 17 euros. Descemos, o taxista tirou as malas do carro e as colocou na rua, entreguei a ele uma nota de 50 euros e ele me deu o troco enquanto eu colocava uma das malas na calçada. Assim que terminei de colocá-la, comecei a contar o troco e percebi que o motorista já tinha entrado no carro e acelerado.

Ao checar troco, entro em choque ao ver que ele tinha me dado 17 euros em notas e várias moedas (para dar volume, além de levar mais tempo para serem contadas) que não totalizavam os 34 euros que ele me devia de troco.

Assim que percebi isso, comecei a chamá-lo, obviamente, em vão. Entramos no hotel pela sua porta principal, porque a lateral estava fechada e, logo contamos para o recepcionista o ocorrido. Envergonhado, ele confirmou que era um golpe, algo que alguns taxistas praticavam rotineiramente Ele nos esclareceu que o taxista havia nos deixado na entrada lateral de forma proposital, justamente para evitar o suporte do hotel em nosso favor.

Indignada, decidi voltar até o aeroporto para cobrar o nosso dinheiro do taxista malandrinho. Sim, você leu certo! Lembra que sou advogada? A sede por justiça é ardente!

A JUSTICEIRA

Então, eu e meu marido decidimos pegar o metrô de volta ao aeroporto para enquadrar aquele taxista desonesto. Aí que descobrimos que o sistema metroviário de Lisboa é muito bom e barato (1 euro e cinquenta centavos o trecho). Fica a dica!

Chegando lá, começamos nossa emboscada. Ficamos esperando a pilantrinha encostar seu carro para o abordarmos. Assim que ele encostou, nos aproximamos. Vocês tinham que ver a cara desse indivíduo!

Ele nunca cogitaria que alguém teria coragem e se daria ao trabalho de ir cobrá-lo! E, é justamente esse o maior motivo que temos para fazer valer os nossos direitos. Caso contrário, a certeza de que nada acontecerá permanece e incentiva pessoas, como esse taxista, a continuar fazendo o errado.

Pois bem, ao abordar o taxista, falei que “ele tinha se equivocado com o troco” e que estávamos ali para ter o valor que faltava. Inicialmente, ele relutou, mas, quando eu disse que chamaria a polícia e alertei o passageiro que aguardava para embarcar no carro dele sobre “possível troco errado”, ele mudou de ideia.

O taxista metido a espertinho acabou nos devolvendo o dinheiro que ele havia retido indevidamente, como também atendeu o meu pedido de pagamento dos custos que tivemos com o metro para voltar ao aeroporto. O mínimo, não acham, viajantes?

A RECOMPENSA

Ao chegarmos de volta ao hotel, contamos o nosso final feliz ao recepcionista que com toda a alegria e, aquele sotaque português adorável, me disse: “Parabéns, Senhora Cunha! Exxxxxpetacular!”

Mais do que recuperar o nosso dinheiro, essa cilada significou para mim uma oportunidade de tentar disciplinar aquele taxista desonesto. Espero que essa experiência tenha servido de lição para ele!

E, você, já passou por algum perrengue ou cilada parecida? Também teve um final feliz? Conta pra gente na caixinha de comentários logo abaixo desse post. Ah! E, não deixe de dar uma olhada no @quevoceviaje e, se curtir, é só seguir e acompanhar os meus posts feitos para que você viaje!

Por: Juliana Molinari

 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularalugar um carro, garante os tickets para passeios e compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo  gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveite e se inscreva em nosso canal do Youtube e no Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas.

Posts Relacionados