VOLTA AO MUNDO EM CLASSE EXECUTIVA A PARTIR DE R$5.429,00 + TAXAS

Neste post iremos agora abordar a matemática para te ajudar a emitir uma passagem VOLTA AO MUNDO EM CLASSE EXECUTIVA, a partir de a R$5.429,00 + taxas.

Vamos dar sequência aos posts anterior, onde te ensinamos a emitir uma passagem em classe executiva, ida e volta, para a América do Norte (incluindo o Havaí), a partir de R$1.544,00 + taxas, bem como ao post onde abordamos como emitir ida e volta pra a Ásia ou Oceania em classe executiva com a Emirates, a partir de R$4.029 + taxas.

Tal qual nos demais post: papel e caneta na mão, ok? Vamos seguir fazendo contas. Entretanto, fique tranquilo. Igualmente, a matemática, como você já pôde observar é bastante simples.

E, aí? Simbora literalmente dar uma volta ao mundo?

Portas em automático!

Volta ao mundo

TAP MILES&GO

volta ao mundo

Desde o dia 01/09, vocês podem acompanhar aqui no blog a promoção com até 125% de bônus entre a Livelo e o TAP Miles &GO. Pois bem, confiram abaixo a bonificação:

BONIFICAÇÃO

Note que para bonificação de 125% o cliente precisa ser assinante de ambos os clubes.

TAP MILES&GO E A VOLTA AO MUNDO

Sigamos: o Miles&GO permite que você emita um bilhete Round the world ou Volta ao Mundo utilizando as milhas do programa e voando junto as empresas aéreas parceiras.

Vale lembrar que neste caso, não vale as empresas parceiras de fora Star Alliance, como a Emirates, por exemplo.

Os valores são os seguintes:

Volta ao mundo

Neste post vamos levar em conta a emissão em CLASSE EXECUTIVA. Aliás, pra dar – literalmente – uma volta ao mundo, tem de ser em grande estilo. Não concordam?

STAR ALLIANCE

Há algum tempo, postamos aqui no site o que são alianças aéreas e quais as três principais delas.

A TAP integra a Star Alliance, junto com demais outras 26 companhias parceiras. 

As alianças geram a possibilidade de troca de pontos por bilhetes premium do seu programa de fidelidade em qualquer uma das companhias aéreas integrantes da mesma aliança. Vamos deixar mais claro: com milhas da TAP, por exemplo, posso resgatar bilhetes premium em qualquer companhia integrante da Star Alliance. No caso do Miles&GO, como você acabou de ver logo acima, ele te dá a possibilidade de emitir um bilhete volta ao mundo por 350.000 milhas do programa. 

E é justamente isto que vamos abordar agora!

USANDO O TAP MILES&GO PARA EMITIR UMA VOLTA AO MUNDO EM CLASSE EXECUTIVA
volta ao mundo
Londres, capital do Reino Unido

Pois bem, a quantidade milhas necessárias para isto você viu logo acima. Para a emissão volta ao mundo em classe executiva são necessários 350.000 milhas TAP Miles&GO.

Lembre-se deste número: 350.000 milhas.

Andiamo. Desde o dia 01/09 vocês podem acompanhar aqui no blog a promoção com até 125% de bônus entre a Livelo e TAP Miles &GO.

E assim sendo, podemos imaginar inúmeros cenários de emissão. Vamos aqui fazer algumas simulações.

MUITO IMPORTANTE: ASSINANTES CLUBE LIVELO PODEM COMPRAR PONTOS COM 40% DE DESCONTO. SE FOREM MEMBROS DO CLUBE HÁ MAIS DE UM ANO O DESCONTO É DE 50%. 

Não vamos perder tempo e vamos direto à matemática da coisa! Afinal, não é todo dia que temos como emitir uma volta ao mundo de forma tão barata assim. Correto?

SOU ASSINANTE CLUBE LIVELO HÁ MAIS DE UM ANO E TAMBÉM ASSINAREI O CLUB TAP (O MAIS BÁSICO)
  • Assino o mais básico dos Club TAP. Pago R$39,00 reais e adquiro na hora 4.000 milhas (2.000 do clube e mais 2.000 da promoção de adesão;
  • Compro 154.000 milhas Livelo com o desconto de 50%. Pagarei R$70,00 (o milheiro) x 154 – 50% de desconto. Logo pagarei por estas 114.000 milhas o valor de R$5.390,00;
  • Em seguida, transfiro para o Miles&GO estas 154.000 milhas com 125% de bônus. Gerarei assim, 346.500 milhas no programa;
  • Lembre-se que já tenho lá 4.000 milhas (do primeiro ponto desta conta);
  • No final, terei 350.500 milhas Miles&GO;
  • O custo total desta operação será de R$39,00 + R$ = R$5.429,00 (R$39,00 da assinatura do Club TAP + R$5.390,00 da compra das milhas Livelo com 50% de desconto);
  • Portanto, com toda esta logística, emito meu bilhete volta ao mundo, em classe executiva, a um custo de R$5.429,00 + taxas.
SOU ASSINANTE CLUBE LIVELO HÁ MENOS DE UM ANO E TAMBÉM ASSINAREI O CLUB TAP (O MAIS BÁSICO)
  • Assino o mais básico dos Club TAP. Pago R$39,00 reais e adquiro na hora 4.000 milhas (2.000 do clube e mais 2.000 da promoção de adesão;
  • Compro 154.000 milhas Livelo com o desconto de 40%. Pagarei R$70,00 (o milheiro) x 154 – 40% de desconto. Logo pagarei por estas 154.000 milhas o valor de R$6.468,00;
  • Em seguida, transfiro para o Miles&GO estas 154.000 milhas com 125% de bônus. Gerarei assim, 346.500 milhas no programa;
  • Lembre-se que já tenho lá 4.000 milhas (do primeiro ponto desta conta);
  • No final, terei 350.500 milhas Miles&GO;
  • O custo total desta operação será de R$39,00 + R$6.468,00 = R$6.507,00 (R$39,00 da assinatura do Club TAP + R$6.468,,00 da compra das milhas Livelo com 40% de desconto);
  • Portanto, com toda esta logística, emito meu bilhete volta ao mundo, em classe executiva, a um custo de R$6.507,00 + taxas.

SOU ASSINANTE CLUBE LIVELO HÁ MAIS DE UM ANO E NÃO QUERO ASSINAR O CLUB TAP
  • Compro 175.000 milhas Livelo com o desconto de 50%. Pagarei R$70 (o milheiro) x 175 – 50% de desconto. Logo pagarei por estas 175.00 milhas o valor de R$6.125,00;
  • Em seguida, transfiro para o Miles&GO estas 175.000 milhas com 100% de bônus. Gerarei assim, 350.000 milhas no programa;
  • O custo total desta operação será de R$6.125,00 (R$6.125,00 da compra das milhas Livelo com 50% de desconto);
  • Portanto, com toda esta logística, emito meu bilhete volta ao mundo, em classe executiva, a um custo de R$6.125,00 + taxas.
SOU ASSINANTE CLUBE LIVELO HÁ MENOS DE UM ANO (OU VOU ASSINÁ-LO AGORA) E NÃO QUERO ASSINAR O CLUB TAP
  • Compro 175.000 milhas Livelo com o desconto de 40%. Pagarei R$70 (o milheiro) x 175 – 40% de desconto. Logo pagarei por estas 130.000 milhas o valor de R$7.350;
  • Em seguida, transfiro para o Miles&GO estas 175.000 milhas com 100% de bônus. Gerarei assim, 350.000 milhas no programa;
  • O custo total desta operação será de R$7.350,00 (R$7.350,00 da compra das milhas Livelo com 40% de desconto);
  • Portanto, com toda esta logística, emito meu bilhete volta ao mundo, em classe executiva, a um custo de R$7.350,00 + taxas.
CONCLUSÃO DE TODOS ESTES CÁLCULOS

Para que a promoção valha a pena, como você bem pôde observar, é necessário que você seja assinante de alguns dos clubes. Seja somente do Clube Livelo ou de ambos: Clube Livelo e Club TAP. Na primeira opção, a bonificação é de 100%. Já assinando ambos os clubes, a bonificação é de 125%. Não ser assinante de nenhum é um péssimo negócio. Lembre-se: se você não é assinante do Clube Livelo não tem direito ao desconto de 40% ou 50% na compra de milhas. 

Vejo como bastante válido a assinatura de clubes dos programas de fidelidade, nem que seja o mais básico deles. Uma vez que para assinantes dos clubes, na vigência de promoções bonificadas, há sempre um bônus mais atrativo. Como nesta promoção mesmo, que você teve a oportunidade ver bem diante dos seus olhos.

CLUBE LIVELO

Na Livelo, o valor dos clubes variam de R$41,90/mês a R$799,90/mês e a pontuação a ser acumulada mensalmente varia de 1.000 a 20.000 pontos. Há, igualmente, por R$9,90/mês a opção para que todos os seus pontos Livelo não tenham data de expiração, o que eu, particularmente, acho bastante vantajoso.

Vale lembrar que assinantes Clube Livelo têm 40% de desconto na compra de pontos no programa.

Ah! E como você já viu lá em cima na matéria, para assinantes há mais de um ano o desconto é de 50%. 

Para assinar algum dos clubes Livelo, basta clicar aqui.

CLUBE TAP MILES & GO

tap
Valores dos clubes do programa Miles&GO
Recomendo assinar o clube que caiba no seu bolso. No caso do Miles&GO, eu, particularmente, optaria por um dos mais básicos, visto que promoções para o programa são recorrentes. As compras podem ser feitas em até doze prestações.

Lembrando que uma vez assinado o clube, não há possibilidade de cancelamento. PORTANTO FIQUE ATENTO.

Para assinar algum dos clubes confira a página do Club Miles & GO.

Para conferir todas as tabelas de resgate do programa clique aqui. Digite o continente de origem da viagem e a classe de serviço (econômica ou executiva). Em seguida, obtenha as tabelas.

EMISSÃO DOS BILHETES
Nova cabine “The Room”. Classe executiva da japonesa ANA (All Nippon Airways), empresa integrante da Star Alliance e parceira da TAP

Conforme vimos lá em cima, as alianças geram a possibilidade de trocar pontos por bilhetes premium do seu programa de fidelidade em qualquer uma das companhias aéreas integrantes da mesma aliança. Deixando claro: 

Muito Importante: com milhas da TAP posso resgatar meu bilhete volta ao mundo em voos de qualquer companhia integrante da Star Alliance, podendo misturar as empresas. Entretanto, voos de demais companhias parceiras de fora da aliança não podem fazer parte do bilhete volta ao mundo.  

COMO FAZER A EMISSÃO

Sigamos. Para a emissão de bilhetes volta ao mundo é necessário ligar para o call center. Ponto. Não se faz online.

Agora, vamos a algumas notícias. Infelizmente, nem sempre o sistema é fiel à disponibilidade. Assim, muitas vezes há vagas nos voos, mas o atendendo da TAP não as acha. Já tive, particularmente, sorte e azar. Entretanto, na maioria das vezes que tive de recorrer ao call-center do Miles&GO, não tive do que me queixar. Os atendentes, em todas as minhas experiências, foram super prestativos. Já ouvi relatos de pessoas que não tiveram boas experiências. Nunca foi o meu caso. Ao contrário.

Entretanto, há uma dica de ouro: seja educado! Deseje bom dia, boa tarde ou boa noite. Pergunte como está e etc. E sempre com uma voz simpática. #FicaAdica

Para entrar em contato com o call-center é muito simples. Confira abaixo o telefone:

Call Center Miles&GO: 0800 – 888 2066

O atendimento é 24 horas.

DICAS

Primeira dica, faça manualmente a busca dos seus voos e verifique você mesmo a disponibilidade. Ao telefonar para o call center, tenha em mãos os voos desejados. Explique que está buscando por um bilhete volta ao mundo. Em se tratando de classe executiva, mencione que você pretende emitir em Tarifa ÍNDIA – (I – ÍNDIA do alfabeto fonético aeronáutico). Este é o código tarifário para bilhetes emitidos com pontos em classe executiva nos voos da Star Alliance .

Explique ao assistente que você já tem os voos em mãos. Em bilhetes volta ao mundo a busca tem de ser realizada de maneira manual: voo a voo. Com gentileza eles o farão. Não tenha pressa. É uma emissão lenta e demorada já que, conforme conversamos, é feita manualmente voo por voo.

Caso a disponibilidade exista, você tenha certeza disto e, sabe-se lá porque, o atendente não está localizando os seus voos, agradeça gentilmente e ligue novamente. Até conseguir. Mas não se assuste, geralmente de primeira eles encontram. Por se tratar de vários trechos pode ser que isto aconteça mais de uma vez. Fique calmo e volte ao passo anterior: ligue novamente.

REGRAS DO BILHETE VOLTA AO MUNDO

Não estamos tratando de qualquer bilhete. É um ticket digamos… passível de várias regrinhas.

De acordo com o programa Miles&GO, os termos e condições para este bilhete são os seguintes:

DIREÇÃO DA VIAGEM

A viagem deve ter uma direção contínua para Leste ou Oeste. Não pode ter backtracking, que é quando você volta para trás no sentido da sua viagem. Por exemplo, você não pode fazer São Paulo/Nova York/Los Angeles/Frankfurt. Assim, você quebra a direção continua do sentido.

ORIGEM E DESTINO

Seu roteiro deve começar e terminar no mesmo país. Pode haver mudança de aeroporto de chegada e saída, por exemplo: iniciar no Rio de Janeiro e terminar em São Paulo.

Ah! Dentro deste contexto há outra regra no bilhete volta ao mundo. Por se tratar, justamente, de uma volta ao mundo, seu bilhete deve incluir uma travessia pelo Atlântico e, outra pelo Pacífico.

VALIDADE

A validade do bilhete volta ao mundo é de 12 meses, a partir da data de emissão. O último voo deve ter início até o último dia de validade do bilhete.

DURAÇÃO DE USO DO BILHETE

Seu itinerário de viagem tem de ter no mínimo 10 e no máximo 365 dias.

REGRINHAS MAIS ESPECÍFICAS

Você pode percorrer até 10 segmentos (dez voos), com 6 escalas intermediárias (stopover) em qualquer cidade.

Open Jaws são permitidos. Ou seja, você pode chegar por um aeroporto em determinado país e sair por outro. Por exemplo, chegar por Houston e sair por Nova York

Além disso, você pode dentro do seu bilhete, passar pela mesma cidade, desde que a saída seja por um aeroporto e a chegada por outra. Ou vice-versa. Igualmente, não é permitida mais do que uma única partida e chegada internacional no país de origem.

Uma rápida dica: você pode driblar esta regra do número dos stopovers. Entretanto, a forma não é das mais convenientes. A partir da sétima parada, o tempo máximo de permanência na sua digamos… parada NÃO PODE ULTRAPASSAR 24 HORAS. Assim, permanecendo até 23 horas e 59 minutos em determinado local, o programa conta apenas como uma mera conexão.

Por outro lado, se isto lhe parece uma ótima estratégia, lembre-se que você tem de estar disposto a conhecer determinada cidade em um período menor a 24 horas. Convenhamos, isso não é lá um modo muito interessante de se conhecer um destino. Mas não deixa de ser uma dica. E se você não se importar, não hesite em tomar proveito desta brecha. 

ALTERAÇÕES E CANCELAMENTOS

O bilhete não pode ser cancelado após o início da viagem. Antes da viagem o cancelamento tem uma taxa de 120 euros.

No que tange as alterações, os passageiros de um bilhete volta ao mundo somente podem alterar as datas do voo. Não podem alterar a rota, a classe ou a companhia aérea que opera o voo.

MISTURA DE CABINES

É permitida a mistura de cabines. Por exemplo, se você não encontrar disponibilidade em cabine executiva, em determinada rota e, houver disponibilidade em classe econômica, o bilhete pode ser emitido. Vale ressaltar que o valor cobrado é sempre da cabine mais cara. Mesmo na situação hipotética de um bilhete volta ao mundo venha a ser emitido em classe econômica e, dos dez segmentos, um deles seja em executiva, o bilhete será cobrado todo como classe executiva.

TAXAS DE COMBUSTÍVEL

Aqui, estamos falando de um assunto MUITO DELICADO. O programa Miles&GO cobra taxa de combustível em emissões com pontos em algumas de suas parceiras da Star Alliance. As famigeradas taxas (siglas YQ ou YR) nada tem a ver com combustível… Mas isto é assunto para outros posts.

O fato é que essa taxa não tem valor fixo. Algumas companhias, a maioria, cobram valores bem baratinhos, praticamente insignificantes, enquanto que outras empresas compram taxas abusivas, o que encarece e muitas vezes chega a até inviabilizar financeiramente o bilhete. Logo abaixo vou mostrar a você a lista de companhias que o Miles&GO cobra a bendita taxa. Igualmente, lembre-se: algumas, acho que inclusive a maioria delas, são muito baixas.

Ao desenhar seu roteiro tenha sempre um plano B ou C, em caso você venha a esbarrar em uma taxa muita alta e precise alterar sua rota.

Confira abaixo a lista das empresas que cobram ou não as famigeradas taxas. Esta lista que tenho está um pouco antiga. É de 2018 ou 2019, se não me engano. Portanto, algumas alterações (para melhor ou para pior) podem ter sido feitas de lá pra cá. Lembre-se de conferir com o atendente do call center o valor das taxas YQ/YR para cada voo.

A LISTA DAS EMPRESAS AÉREAS DA STAR ALLIANCE QUE COBRAM TAXA DE COMBUSTÍVEL

Dividi a lista em três partes. A primeira mostra as empresas que cobram taxa de combustível. A segunda parte contempla as empresas que cobram taxa de combustível, porém, não de voos que partem do Brasil. E por fim, a terceira lista mostra as empresas que não cobram a taxa. Confiram:

Cobra taxa de combustível:

  • Adria;
  • Aegean;
  • Air India;
  • Air New Zealand;
  • All Nippon Airlines (ANA);
  • Asiana Airlines;
  • Austrian Airlines;
  • Brussels Airlines;
  • Croatia Airlines;
  • Egyptair;
  • Eva Air;
  • LOT;
  • SAS;
  • Shenzhen Airlines;
  • South African Airways;
  • THAI;
  • Turkish Airlines.

Cobra taxa de combustível, embora não de voos que partem do Brasil:

  • Air Canada;
  • Air China;
  • Ethiopian;
  • Lufthansa;
  • SWISS;
  • TAP Air Portugal.

Não cobram taxa de combustível:

  • Avianca Internacional;
  • Copa Airlines;
  • Singapore Airlines;
  • United.

Observação: as simulações de cobrança das taxas YQ/YR foram feitas tomando como base voos diretos, saindo dos hubs de cada empresa.

EXEMPLOS DE BILHETE VOLTA AO MUNDO

Bem, agora que você já conhece as regras do bilhete volta ao mundo quando emitido pelo Miles&GO. Suas peculiaridades, seu valor e o quão barato estamos te mostrando você pode conseguir emiti-lo. Vamos, então, fazer algumas simulações de bilhetes volta ao mundo!

DE OESTE PARA LESTE

Vamos, primeiramente, fazer uma simulação de oeste para leste. A essa altura, tenho certeza, você já está familiarizado com os termos Stopover e Open Jaw. Tracei a seguinte rota:

São Paulo/Frankfurt/Istanbul (stopover 1)/Mumbai (stopover 2)/Cingapura (stopover 3)/Tóquio (chegando pelo aeroporto de Haneda e saindo pelo aeroporto de Narita (stopover 4)/Sidney (stopover 5)/Los Angeles/Chicago (stopover 6)/São Paulo.

Temos acima 6 stopovers e 9 segmentos. Preenchemos os requisitos de rota, cruzamos o Atlântico uma vez, assim como fizemos também uma travessia no Pacífico.

Não obstante, note que em Tóquio chega-se por um aeroporto, no caso Haneda, e saímos por Narita, o outro aeroporto da cidade.

Confiram nossa rota de oeste para leste no mapa abaixo:

volta ao mundo
Volta ao mundo sentido oeste para leste

Confira agora as distâncias voadas de cada voo, bem como toda a soma da distância voada voo a voo. Vejam:

Volta ao mundo
35.248 milhas de voo nesta volta ao mundo
DE LESTE PARA OESTE

Agora vamos fazer uma segunda simulação. Desta vez  de leste para oeste. A essa altura, tenho certeza, conforme comentei acima, você já deve estar familiarizado com os termos Stopover e Open Jaw. Tracei a seguinte rota:

São Paulo/Nova York – chegando pelo aeroporto Kennedy e saindo pelo aeroporto Newark – (stopover 1)/Toronto/Vancouver (stopover 2)/Seoul/Beijing (stopover 3)/Shanghai (stopover 4 e open jaw)/Bangcoc (stopover 5)/Zurich (stopover 6)/Frankfurt/Rio de Janeiro.

Temos acima 6 stopovers e 10 segmentos. Preenchemos os requisitos de rota, cruzamos o Pacífico uma vez, assim como fizemos também uma travessia no Atlântico.

Não obstante, note que em Nova York chega-se por um aeroporto, no caso Kennedy, e saímos por Newark, um dos aeroportos da cidade.

Note também que começamos e terminamos em destinos diferentes, porém, no mesmo país. No caso, começamos em São Paulo e terminamos no Rio de Janeiro.

Confira nossa rota de leste para oeste no mapa abaixo:

Volta ao mundo
Volta ao mundo sentido leste para oeste

Confira agora as distâncias voadas de cada voo, bem como toda a soma da distância voada voo a voo. Vejam:

26.407 milhas de voo nesta volta ao mundo

Note que neste cenário tivemos um open jaw na China. Chega-se por Beijing e sai-se por Shangai. Neste caso, o(s) trecho(s) interno(s) entre uma cidade e outra devem ser adquiridos a parte.

REFLEXÕES

Está é pra mim uma das melhores promoções do mercado. Igualmente, esta é uma excelente oportunidade para transferência de pontos se pretende emitir este tipo de bilhete. Trata-se, igualmente, de uma promoção agressiva e para um excelente programa.

Não obstante, além ser uma das melhores promoções do mercado é dentro desta promoção que considero um dos resgates mais valiosos de bilhetes de todos os programas de fidelidade. Não obstante, leve em conta o nosso sagrado mantra: seu objetivo é mesmo fazer uma volta ao mundo? Antes de responder a esta pergunta não tome ação nenhuma. Primeiro, amigo viajante e milheiro, reflita: você tem algum resgate em mente? Igualmente, já parou para pensar quais os até lugares você pretende parar para visitar?

Se sim, já pesquisou a disponibilidade do que pretende resgatar?

Igualmente, lembre-se que por se tratar de um bilhete premium, ou seja, emitido com pontos, é necessário fazer algumas… concessões, digamos. Sobretudo, em um bilhete como este, de volta ao mundo. Seja paciente, busque ter um pouco de flexibilidade nas suas datas. Disposição para pesquisa e emissão serão fatores chaves e, essenciais se você for em frente, hein?!

De todo modo, como não sei a sua realidade de pontos Livelo e milhas no Miles&GO, a matemática segue a mesma lógica. Portanto, lembre-se das regras básicas: assinantes Clube Livelo têm 40% de desconto na compra de pontos (saindo a R$42,00 o milheiro). Se for cliente Livelo há mais de um ano, o desconto é de 50% (custando, assim, o milheiro o valor de R$35,00) .

Se for assinante do Club TAP e do Clube Livelo, a bonificação é de 125% de bônus. Por outro lado, se for assinante somente do Clube Livelo, a bonificação é de 100%.

Classe executiva da alemã Lufthansa
CONSIDERAÇÕES

Bem, esta como você já está careca de saber é uma super promoção, conforme pontuei. Se é válida para você ou não, quem dirá será você próprio. Já sabe não, é? Sempre e sempre: reflita sobre seu objetivoVocê quer mesmo realizar uma volta ao mundo? Antes de responder a si mesmo não tome ação nenhuma. Igualmente pense: você tem uma rota já mais ou menos definida em mente? Igualmente, já parou para pensar quais os até lugares você pretende parar para visitar?

Bangcoc, capital da Tailândia
FINALIZANDO

E você? Vai seguir adiante? Se sim, conta pra gente qual será sua transferência e o planejamento da sua rota?

Se já transferiu pontos em promoções similares a esta, ou até mesmo nesta promoção, conta pra gente como foi sua experiência? Para isso, use a caixinha de comentários logo abaixo do post! Igualmente, se surgiu alguma dúvida, por mais básica que venha a ser, não se acanhe! Joga sua pergunta lá na caixinha de comentários que respondemos com o maior prazer e satisfação. Igualmente, seu feedback é muito importante para nós!

Nunca esqueça: milhas e pontos estão aí para facilitar a sua vida. Não para atrapalhar. Tá com dúvidas? Chama a gente que vamos te ajudar! Este post, embora simples, teve bastante conta. Possível que para iniciantes pode ter sido um pouco complicado. Entretanto, se gerou alguma dúvida chama a gente, ok? Tá precisando de um help para uma emissão específica, não hesite em nos contactar. Estamos aqui para lhe ajudar. Lembre-se disso. Sempre.

Ah! E agora, para não perder o hábito dos posts autorais, vamos deixar uma coisa bem clara: estas são opiniões estritamente minhas. Não reflete a opinião do Estevam, de nenhum outro colunista ou tampouco do Estevam Pelo Mundo como fonte de informação e pesquisa sobre viagens, companhias aéreas e demais assuntos da mesma natureza. Vamos deixar isso bem claro, hein!

UM TOQUE DE LEVEZA E REFLEXÃO PARA TERMINAMOS ESTE POST

Abaixo você terá o privilégio de ler uma das citações que mais representa a nós, viajantes. É do navegador, explorador e escritor brasileiro Amyr Klink. Particularmente, nunca canso de lê-la. Ao contrário. E sempre me faz cada vez mais sentido. Sente, relaxe e deixe-se levar pela sabedoria deste grande brasileiro que tanto nos orgulha e, tanto enche de honra e jus a nossa bandeira verde e amarela.

Segue:

 

Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver.

– Amyr Klink –

 

QUEM SOU EU?

Ah! Como vocês devem ter notado sou novo na área. Estou aqui precisamente desde meados de maio. Se quer me conhecer melhor, saber quem eu sou e saber como eu vim parar aqui basta dar uma sacada no meu primeiro post, quando fui oficialmente lançado aqui no Estevam Pelo Mundo. Para isso basta clicar aqui. Igualmente, se gostou de mim ou se já quer ir conferindo algumas das minhas fotos de viagem e de algumas exaltações proporcionadas por milhas e pontos basta dar um follow lá no Instagram. Meu nome na rede é @lucasmcv 😉

Por fim, um grande abraço e até o próximo post!

 

Lucas Cabral

 

 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularalugar um carro, garante os tickets para passeios e compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo  gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Posts Relacionados