Diferenças culturais mundo afora

Quando viajamos, é comum nos depararmos com culturas e costumes bem diferentes dos nossos, não é mesmo viajante? São as famosas diferenças culturais. Mesmo aqui no Brasil, se viajarmos para outras regiões já sentimos uma enorme diferença. Seja no jeito de falar e se vestir, na comida, na religião ou mesmo na forma de se relacionar. A verdade é que o mundo é um enorme caldeirão e o resultado é essa diversidade toda.

Viajar é ter a oportunidade de estar próximo dessas diferenças e conhecer um pouco mais sobre as histórias, hábitos e a cultura de cada país que visitamos. Neste post vamos falar um pouco dessas diferenças culturais, que muitas vezes causam até estranhamento nos brasileiros mundo afora.

Japão

As ruas no Japão são tão lindas e limpas

O Japão é um país extraordinário e muito moderno, porém, vem de uma cultura de tradições milenares. O que mais chama a atenção é o cuidado e o respeito ao próximo. Nós brasileiros pudemos ver isso bem de perto, na Copa do Mundo em 2014. Durante os jogos nos estádios, os japoneses sempre limpavam o local após as partidas de futebol. O costume brasileiro é, no máximo, levar nosso próprio lixo. Já os japoneses, nos mostraram um senso de organização e limpeza muito fora do comum por aqui.

No Japão, as ruas são extremamente limpas e por mais que seja um país com uma população enorme, essa limpeza é mantida. Os japoneses aprendem desde cedo a dar importância para a limpeza, tanto que são os próprios alunos quem limpam as escolas como forma de estimular o respeito pelos ambientes em que vivem.

Respeito

E quanto ao respeito que citei, ele se estende além do lixo. Nos transportes públicos, por exemplo, as pessoas ficam em silêncio, não conversam nem falam ao telefone, além disso, não comem nas ruas e nem mesmo fumam em espaços públicos. Eles também não costumam atravessar as ruas fora da faixa de pedestre e muito menos nos faróis fechados. Tudo isso contribui para um ambiente muito mais agradável para todos.

Outro costume japonês e que recentemente tivemos que adotar, na marra, foi o uso das máscaras. Mesmo antes da pandemia de covid-19, os japoneses utilizavam as máscaras quando doentes para evitar o contágio. Isso porque com as máscaras eles protegem as outras pessoas de se infectarem com gripes e resfriados. É ou não é um país que se preocupa com o próximo?

Eu poderia ficar só falando do Japão neste post. Afinal, são tantas diferenças e curiosidades sobre esse povo de cultura milenar, que daria para escrever um livro.

O Estevam já foi para o Japão e contou um pouco da sua viagem AQUI e AQUI.

Países árabes

Já visitei alguns países árabes e nesta foto estou em Doha, no Catar

Os países árabes estão espalhados pelos territórios do Oriente Médio, África Setentrional e Ásia Ocidental. Só por isso já podemos imaginar que, até entre os árabes, há uma diferença cultural enorme. Se formos falar só de religião, o povo árabe se divide entre muçulmanos, judeus, cristãos e pagãos. Em comum, essas diferentes culturas possuem valores como honra, lealdade e conservadorismo.

Para nós brasileiros é bastante comum o estranhamento com esta cultura tão diferente. Devido a religião o povo árabe costuma usar vestimentas que cobrem bastante o corpo. As mulheres, em especial, costumam se vestir de forma a cobrir até os cabelos com acessórios como o hijab (tecido que cobre a cabeça sem esconder o rosto) ou o niqab (tecido que cobre a parte inferior do rosto). Em alguns países, as mulheres usam burcas, onde somente os olhos ficam um pouco expostos atrás de uma rede. Isso para nós brasileiros é bem diferente.

Além da religião

Mas não é só na religião e nas vestimentas que os árabes nos surpreendem. Em países com influências árabes, como o Irã e a Turquia, diferente mesmo é o banheiro, que nada mais é do que uma latrina no chão. Mas fiquem tranquilos, viajantes. Muitos hotéis possuem banheiros lindos e equipados como no Ocidente.

Uma outra característica dos árabes é o tino para os negócios. Eles adoram uma negociação e uma pechincha. Isso não chega a ser algo estranho para o brasileiro, já que é comum nós pechincharmos os preços por aí. O diferencial dos árabes do Marrocos e Egito, por exemplo, é que eles não querem só lucrar, eles gostam mesmo dessa “briga” de preços e podem até ficar ofendidos se o turista pagar o preço pedido sem nem ao menos tenta negociar.

China

Aqui eu estava em Hong Kong

A civilização chinesa é uma das mais antigas e ricas do mundo em termos culturais. A segunda maior economia do mundo é ainda um mistério para os ocidentais, isso porque, mesmo com sua recente abertura comercial, pouco se conhece a respeito do país. A começar pelo idioma, que apesar de ser o segundo mais falado do mundo (atrás só do inglês), só os chineses conhecem.

Mas uma coisa que conhecer e que chama bastante atenção neste país é a sua gastronomia exótica. Exótica para dar uma palavra bonita, porque na verdade é bem estranha e eu confesso, não comeria. Os chineses tem o costume de comer carne de cachorro, cobra, escorpião, besouro, gafanhoto e de cavalo-marinho. Comida chinesa para mim é frango xadrez e rolinho primavera com molho agridoce.

Outra tradição estranha quando falamos em gastronomia chinesa é a forma como eles se comportam à mesa. As refeições no país costumam ser extremamente barulhentas, eles arrotam à mesa. E isso não significa falta de educação para eles, pelo contrário, é uma forma de demonstrar que a comida estava boa.

Que horas são?

Outra característica bastante diferente para nós brasileiros que visitamos a China é o fuso horário. Mesmo sendo um país de extensão territorial gigante, a China possui somente um fuso horário. Isto significa que, enquanto amanhece em Xangai às 5h da manhã, no Tibete, o dia só amanhece às 7h. Já o anoitecer na cidade tibetana é em torno das 21h, duas horas depois que a noite caiu em Xangai.

Neste LINK você pode ver como foi a viagem do Estevam por Hong Kong.

 

Acredito que para nós brasileiros, estes sejam alguns dos principais países e regiões com maior diferença cultural em todos os sentidos. Mas há muito mais diferenças espalhadas pelo mundo. Como eu disse, inclusive no Brasil. Por ser um país continental, apresenta diferenças de região para região. A cultura e a culinária do Nordeste são muito distantes da cultura e da culinária do Sul do país, por exemplo. Cada região teve sua parcela de influência de diversas partes do mundo. E é isso que faz do Brasil um país rico e lindo.

O importante mesmo é respeitar as diferenças, não importa quais sejam elas! Aproveite as viagens para conhecer mais, abrir a mente e elevar a alma.

 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularalugar um carro, garante os tickets para passeios e compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo  gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveite e se inscreva em nosso canal do Youtube e no Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas.

Posts Relacionados