Berlim: a cidade preferida dos brasileiros na Alemanha

A Alemanha é um dos países preferidos dos brasileiros na Europa. Em 2019, o país registrou mais de 800 mil pernoites de turistas brasileiros – crescimento de 8,1% em relação ao ano de 2018. A capital Berlim foi o destino alemão mais visitado, seguido por Munique e Frankfurt.

A Alemanha também é um dos meus países europeus preferidos. Suas paisagens são belíssimas, seus atrativos são diversos e sua história e cultura são impressionantes. Ah, a culinária e as cervejas também são excelentes. E a cidade que eu mais gosto é, sem dúvida, a capital Berlim. Neste post vamos falar um pouco da capital e dar um giro nos principais atrativos para os brasileiros.

Berlim

Berlim é a capital da Alemanha e é a minha cidade alemã preferida. Isso porque, em uma mesma cidade encontramos de tudo e mais um pouco. Além disso, por ser uma metrópole cosmopolita, encontramos ainda muitos outros países e culturas tudo junto e misturado. São moradores e turistas de todas as partes do mundo. Cenário ideal para conhecer a cultura alemã e das pessoas que nela vivem ou visitam.

Berlim é também a capital artística da Alemanha. A vida cultural e o agito noturno são destacados. E por mais que os brasileiros achem que os alemães não são simpáticos, estão muito enganados. Eles são sim muito amigáveis.

Além disso, a cidade abriga muitos lugares relacionados à Segunda Guerra Mundial, uma verdadeira aula de história a céu aberto por todas as partes. Em uma curta caminhada podemos ver monumentos, edifícios e construções que contam um pouco desta história terrível. Ao mesmo tempo, os alemães fazem questão de deixar esta história viva na memória de seus moradores e visitantes para que ela nunca mais volte a acontecer.

Lugares para visitar em Berlim:

Muro de Berlim

Você sabia que após o término da Segunda Guerra Mundial, Berlim foi dividida em duas por um muro? Apesar de já fazer mais de 30 anos da sua queda, ainda podemos ver resquícios deste muro na cidade. Berliner Mauer é o nome do local, um museu a céu aberto onde há uma série de pinturas feitas por artistas de todo o mundo.

Além disso, partes deste mesmo muro estão espalhadas por toda a cidade. Ao longo de toda capital podemos ver uma faixa no chão com a inscrição “Berliner Mauer – 1961 -1989″, sinalizando que ali passava o muro. Aliás, quem quiser saber mais sobre o muro, basta ir ao Museu do Muro (“MauerMuseum”), que fica bem ao lado de outro famoso ponto turístico da cidade: o Checkpoint Charlie.

CheckPoint Charlie

O Checkpoint Charlie é um símbolo da Guerra Fria, que representa a separação da Alemanha em leste e oeste. O local era usado como uma espécie de alfandega de pedestres, que permitia (ou não) a passagem de um lado para o outro do país. O Checkpoint Charlie foi o ponto de verificação mais famoso da época, mas era apenas um desses portões de passagem de fronteira que ficavam ao longo do Muro de Berlim.

O posto de verificação original, a cabine do guarda, caiu junto com o muro em 1990, mas no ano 2000 instalaram uma replica no mesmo local e que pode ser vista até hoje. Este é um importante ponto turístico da cidade.

Memorial dos Judeus

Conhecido também como Memorial do Holocausto, o local de 19 mil metros quadrados abriga 2.711 blocos de concreto com alturas variadas, que representam os judeus mortos durante a guerra. O local é impressionante pelo tamanho e, ao mesmo tempo, causa um tremendo desconforto pela frieza de suas pedras de cor escura. O memorial é como um labirinto, por onde é possível andar entre esses blocos de concreto. Daí vem o desconforto. No anexo subterrâneo estão guardados os nomes de todas as vítimas judias conhecidas do Holocausto.

Portão de Brandemburgo

Este portão era um dos acessos para a cidade há muitos séculos, quando a cidade era ainda pequena e circundada por um muro, que servia de proteção para os moradores. Sua construção é de 1788 e foi inspirada em Acrópolis (Atenas, na Grécia). No alto do portão vemos uma carruagem puxada por quatro cavalos e durante a ocupação dos franceses, Napoleão levou esta figura para Paris. Ela foi devolvida mais tarde para os alemães após a derrota do “baixinho” e hoje o Portão de Brandemburgo é o cartão-postal mais famoso de Berlim. Ele fica bem no centro da cidade na Pariser Platz. A construção é linda e imponente e na praça onde fica, ocorrem eventos dos mais variados. É um importante local de encontro dos berlinenses.

Reichstag

Pertinho do Portão de Brandemburgo fica outra atração de Berlim, o Reichstag – parlamento alemão. O prédio é lindo, uma verdadeira obra arquitetônica. No topo deste prédio há uma cúpula com terraço que fica aberta ao público. Mas para conseguir este privilégio, é preciso se inscrever com antecedência de forma online. Quem não quiser, pode ficar só no belo e enorme jardim em frente ao local. É uma excelente oportunidade para sentar no gramado e descansar depois de andar pela cidade.

Potsdamer Platz

Esta é uma área mais moderna da cidade, com prédios e construções novas, que foram construídas depois da queda do muro de Berlim. Por lá encontramos restaurantes, bares, cinemas, cafés e muitas lojas. O local é um centro de lazer bastante movimentado e fica a poucos quarteirões do Memorial do Holocausto.

Ilha dos Museus

Se tem uma coisa que tem de monte em Berlim são museus. Tem até uma ilha dedica à eles. Mas esta Ilha dos Museus existe de verdade. Ao longo da Avenida Unter den Linden há diversos atrativos e entre eles estão nada menos que cinco museus, um do ladinho do outro. São eles: o Museu Antigo – que exibe parte da coleção de antiguidades clássicas, o Museu Novo – que abriga o busto da rainha egípcia Nefertiti, o Museu Pergamon – que exibe peças monumentais, a Galeria Nacional Antiga – com pinturas de todos os gêneros, e o Museu Bode – que exibe uma coleção de esculturas e moedas.

Alexanderplatz

É uma das praças mais movimentadas de Berlim, onde fica uma importante estação de metrô e muitas opções de compras. Na praça fica ainda a famosa Torre de TV, uma das construções mais altas da Europa e que proporciona uma vista impressionante da cidade. Além disso, no alto da torre fica um restaurante chique, onde enquanto você degusta as delícias da culinária alemã você vê a vista girando 360º.

Kurfürstendamm

Esta avenida é outro local bem famoso na cidade para compras, em especial de luxo. Ela também é conhecida também como simplesmente Kudamm, bem mais fácil porque ninguém consegue falar seu nome corretamente. Ao longo dela estão atrações imperdíveis como a Kadewe, famosa loja de departamento a lá Harrold’s em Londres. E a Igreja da Memória, construída em 1891. Seu nome verdadeiro é impronunciável Gedächtniskirche e significa igreja quebrada, porque ela foi quase totalmente destruída durante os bombardeios da Segunda Guerra Mundial. Ela foi mantida desse jeito de propósito depois da destruição e dentro há uma exposição de peças que contam a sua história.

 

Veja outras matérias e dicas sobre a Alemanha AQUI no EPM.

 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularalugar um carro, garante os tickets para passeios e compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo  gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveite e se inscreva em nosso canal do Youtube e no Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas.

Posts Relacionados