Como será andar de avião a partir de agora?

Viajante, eu quero te contar como serão as viagens a partir de agora! Estamos vivendo um momento HISTÓRICO com muitas mudanças no mundo da aviação e afinal, que não é de hoje.

É muito doido pensar que antigamente não havia nem detectores de metais nos aeroportos. Além disso, era permitido fumar no avião, usar facas afiadas para cortar alimentos e até levar gasolina a bordo era permitido! Loucura, não e mesmo?

A aviação está sempre avançando conforme o mundo muda, e, infelizmente, desta vez, os avanços não tão bacanas chegaram pra ficar, pelo menos por um bom período de tempo pós-pandemia.

Conforme a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), o “novo normal” só deve se estabelecer mesmo em 2023, quando devemos ver um número próximo de voos e turistas como antes da pandemia.

Aliás, lembra quando o 11/9 mudou o mundo? Líquidos restritos, surgimento do Transportation Security Administration – TSA nos EUA, bem como várias outras coisas? Certamente, com o coronavírus (covid-19) não será muito diferente.

Mas calma que nem tudo são más notícias! Vamos lá!

1 – Fim da primeira classe?

Calma que não é bem assim. Hoje, muitos aviões maiores não estão voando por causa da pandemia que impediu os voos de longa distância com o fechamento de fronteiras pelo mundo todo. Alguns serviços como o Spa da Emirates com chuveiro para a First Class, ou mesmo aquele bar que tanto eles, como a Qatar e outras aéreas tem, estão temporariamente fechados.

A tendência é o uso de aviões menores, como 777, 350 ou 787 pois a demanda está muito baixa pro tanto de oferta no mercado. Os A380 não estão voando no momento. São aquele avião de 2 andares com as melhores primeiras classes. Só a Emirates tem mais de 100 deles! O 747 também está sendo aposentado por muitas companhias, como a Qantas que fez seu último voo com ele este ano.

No entanto, a Etihad já disse que em 2020 não haverá mais First Class. Triste, porque eu até hoje não voei nela!!!

2 – “Faça Você Mesmo”

Tá aí algo que era apenas questão de tempo pra acontecer: check-in online, ou até mesmo pelo WhatsApp como a Gol está fazendo. Você despachando sua própria mala sem que etiquetem ela pra você e zero contato com pessoas. Já existem totens que você pode usar sem tocar, que são sensitivos com o movimento dos dedos ou cabeça.

3 – Divisória no check-in

Tenho visto isto em diversos balcões de check-in de companhias aéreas e acho super interessante. Nada de ficar entregando o passaporte de mão em mão.

4 – Medidores de temperatura

Esses aparelhos estão se espalhando pelos aeroportos, bem como testes de Covid-19 pra entrar e sair.

5 – Mais tempo de espera

Mais fila, mais tempo de espera e talvez eu não possa mais chegar esbaforido! Isso vai acontecer também ao desembarcar. Mas lembre-se que tudo depende do aeroporto e da companhia com a qual você voou. Como não há um padrão internacional para isso – ainda – cada uma tem adotado suas mediadas.

6 – Mais conexões

Hoje temos bem menos da metade dos aviões comerciais nos céus. Muitas companhias cancelaram rotas sem previsão de retomada. Várias pessoas terão que tomar mais que um voo para chegar a um destino, que antes oferecia voos direto.

MAS recebi uma notícia boa de que em agosto várias companhias aéreas vão aumentar seus voos. A azul, por exemplo, deve operar mais de 300 voos diários em agosto, o que seria quase 300% a mais do que estava operando em abril.

7 – Adeus refeições exaltadas

Será o fim das comidas quentes? Digo isso porque ao servir as refeições, há mais contato e risco de contaminação. Por isso, a tendência é que tudo seja pré-pronto, sem muitas opções, mesmo para as cabines Premium.

8 – Maior uso de descartáveis

Esta é uma notícia péssima para o meio ambiente, mas diminui os riscos de contaminação. Cardápios descartáveis, bandejas servidas de uma vez, kits envoltos em plástico etc.

9 – Fim do Duty Free

Sim, os catálogos de Free Shop acabaram e o próprio Free Shop dos aeroportos vão mudar. É o possível fim daquele perfume que eu SEI que você já passou antes do embarque! Sim! Nada de testar produtos ou amostrinhas/degustação. Isso é coisa do passado.

10 – Certificado de infecção

Segundo o WALL STREET JOURNAL, máscaras serão obrigatórias em todo o mundo. Em países como a Índia, por exemplo, você já tem que apresentar seu status de covid por um APP pra entrar no terminal. Ah! E ainda na Índia eles tem um túnel de sanitização UV pra todas as malas em viagens internacionais. Veja este vídeo: LINK.

O triste é que voar será cada vez mais “uma necessidade” e lanchinho felizes, ou refeições elaboradas, pelo menos em um futuro próximo, não serão mais realidade. Nada de taças de champanhe ou aquelas toalhas quentinhas pra limpar as mãos. Mesmo na Execuryca.

11 – Higienização das aeronaves

Os aviões NUNCA estiveram tão limpos como agora. Até dei uma entrevista para o IG ESSA SEMANA (link na descrição) onde falei sobre isso (como as mesinhas eram sujas. Lugar mais sujo do avião). Veja esta notícia: LINK.

12 – Kits de boas-vindas com mais álcool que champanhe

Um possível pano desinfetante ou álcool em gel mesmo, nada de taças no momento. Turkish e Delta oferecem kits incríveis para todas as classes de passageiros pré-embarque (muitos kits tem mascaras, álcool em gel e outras amenidades focadas no combate ao coronavírus).

13 – Fim do embarque prioritário

Agora embarca do fundão para frente. Os últimos finalmente serão os primeiros!

14 – Serviço de bordo 

Incentivo para os passageiros trazerem sua própria comida. Várias companhias agora incentivam isso!

15 – Comissários equipados para proteção

EMIRATES tem um comissário extra por voo apenas para limpar com frequência as aeronaves (eles usam esta roupa especial, olha).

Já a ETIHAD tem o “Wellness Ambassador”, que antes e durante o voo incentivam o uso de álcool em gel e formas seguras de evitar a contaminação. Veja aqui neste LINK.

16 – Assentos bloqueados 

A Delta e a Southwest bloquearam assentos do meio até 30 de setembro. A Delta disse voar com até 60% de sua capacidade no máximo. Mas, há especialistas que dizem que bloquear o assento do meio não garante nada o que ajuda mesmo é a higienização das aeronaves bem feita.

O QUE VOCÊ ACHA? Comenta aqui pra eu saber QUAL medida você acha que realmente ajuda no combate ao vírus e deve ficar?

17 – Uso de filtros HEPA

A sigla HEPA (em inglês) significa High-Efficiency Particulate Air, ou Ar Particulado de Alta Eficiência, que trocam o ar da aeronave com o exterior a cada 2 a 5 min (dependendo do modelo da aeronave) e eliminam 99,95% das partículas (como vírus e bactérias).

18 – Nova Econômica

CALMA!! São apenas rumores! Circulou na internet a foto de um projeto de Econo da AVIO INTERIORS, onde as pessoas sentariam uma olhando para a outra, com barreiras de plástico e um layout super diferente. Mas já foi provado que para este design funcionar, muita coisa teria que acontecer (segurança).

9 – Salas VIP

Seria o fim da exaltação??? Esta semana tivemos a reabertura de algumas poucas salas VIPs no Brasil. Mas todas com medidas extras de segurança. Nada de buffet e até sentar perto não pode.

10 – Preço das passagens

DEVEM CAIR ATÉ 2021 e subir gradualmente até 2025, segundo pesquisas de especialistas da Bureau of Transportation Static. Fronteiras fechadas e poucas pessoas viajando farão com que a imensa oferta das companhias gere preços baixos para tentar fomentar o turismo.

O que dizem os especialistas sobre os preços:

Para você ter ideia, segundo a ABC NEWS, as três maiores companhias dos EUA tiveram um prejuízo de mais de 4 bilhões de dólares, apenas de janeiro a março.

Segundo a CNBC, a American Airlines prevê um faturamento 90% menor de abril a junho 2020 do que do mesmo período no ano passado.

Vale lembrar que mesmo o avião parado (no chão) tem que ter manutenção constante. Não dá para estacionar e deixar lá. Isso faz com que os custos sigam altos para as empresas aéreas. Muitas têm usado os aviões para transporte de carga no lugar de pessoas.

Segundo especialistas da ABC NEWS, Stephan Ganyard, USMC, as empresas precisam de pelo menos 80% dos assentos ocupados para ter lucro. Eu já tinha visto a IATA dizer que a média mínima de ocupação para lucratividade é de 77% de um voo.

Preços de itens extras como assento conforto, lanches e até mesmo mala devem subir pra compensar.

Tecnologia

A tecnologia está avançando MUITO devido ao Covid-19. Isto é algo positivo, pois conseguiremos evitar o toque e contato desnecessário, com tecnologias como reconhecimento facial em aeroportos, QR Codes para pagamentos, pedidos pelo celular e fim do dinheiro vivo. Marcações no chão, filas controladas e sinalização para ajudar a facilitar o espaçamento adequado. Mas vale lembrar que POR HORA tudo varia de aeroporto pra aeroporto e de cia para cia.

 

Eu estarei sempre aqui, trazendo pra vocês as últimas notícias, dicas e conteúdos para quem gosta de viagem. Comenta se gostou da matéria e o que você acha que vai mudar!

 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularalugar um carro, garante os tickets para passeios e compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo  gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveite e se inscreva em nosso canal do Youtube e no Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas.

Posts Relacionados