COMO É VOAR DURANTE A PANDEMIA

Fala amigos viajantes, tudo em cima com vocês? Como vocês podem ver pelo título este post não falará sobre programas de fidelidade, milhas aéreas e etc. Hoje vamos abordar um tema que tem gerado bastante dúvidas em vários dos nossos leitores: como é voar durante a pandemia.

Isto mesmo: semana passada precisei dar um pulo rápido em São Paulo para um compromisso particular e que não poderia ser realizado de maneira virtual, de tal maneira que aproveitei a oportunidade para juntar bastante material e contar para vocês minuciosamente como está sendo voar durante a pandemia do novo coronavírus. Está curioso? Rola o post pra baixo e vem comigo!

Ah! Se vocês quiserem acompanhar os Stories eles estão salvos lá nos destaques do meu Instagram. O meu nome na rede é @lucasmcv.

Pátio do Aeroporto Internacional de Maceió
AEROPORTO E CHECK-IN

Cheguei ao aeroporto de Maceió (sim, para aqueles que não sabem sou alagoano da gema e com alma de cidadão do mundo) faltando pouco menos de uma hora para o horário do voo. Como estava tão somente com bagagem de mão optei pelo check-in online. Observei, mesmo que de longe, que as filas dos guichês de check-in estavam já bem vazias, entretanto com orientação de distanciamento entre passageiros. Não reparei se há barreiras de acrílico nos balcões. Falha minha…

Já na entrada do aeroporto há placas junto as portas automáticas indicando a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção.

Saguão do Aeroporto Internacional de Maceió

Bem, prossegui para o embarque e na fila do raio-x novamente éramos orientados a manter distanciamento de um metro entre um passageiro e outro.

Passado o raio-x notei que as lojas e quiosques (por força de decreto estadual) estavam todos fechados. Igualmente, parte das cadeiras de espera da área de embarque estava isolada.

Aérea de embarque
EMBARQUE

Indicadores no piso do aeroporto sinalizavam o distanciamento de um metro entre os passageiros. O embarque foi feito, inicialmente, respeitando as prioridades por lei e de forma reversa, onde começaram a embarcar primeiro os passageiros das últimas fileiras para as primeiras. Quando cheguei, o embarque já havia praticamente terminado. Me dirigi a fila das prioridades (sou cliente diamante na Gol) e tive meu cartão de embarque scaneado. No finger, igualmente havia marcações no piso indicando o distanciamento correto entre os passageiros

Sinalização no piso indicando o distanciamento correto entre passageiros
DADOS DO VOO

Gol 1709
Maceió (MCZ) – São Paulo – Guarulhos (GRU)
Data: 19/07/2020
Horário de Partida: 12:35h
Horário de Chegada: 15:15h 
Duração: 2:40h
Aeronave: Boeing 737-800
Assento: 1C

SERVIÇO DE BORDO

Devido a pandemia o serviço de bordo está completamente suspenso. É servido apenas água mineral em copinhos lacrados. O snack cortesia é oferecido no desembarque.

DEMAIS MUDANÇAS NOS VOOS

Conforme pontuado acima, o serviço de bordo, ao menos com a Gol, resumiu-se a apenas água mineral. Igualmente, todo o material escrito (como revistas de bordo, por exemplo) foi retirado, permanecendo apenas o folheto de instruções de segurança.

Igualmente, a tripulação usa durante todo o voo luvas e mascaras de proteção. Face Shields não estão sendo usados, pelo menos ainda…

Os toiletes permanecem exatamente iguais.

Dispensers de álcool em gel foram colocados nas galleys

Apesar da alta segurança sanitária quanto ao ar circulante nas aeronaves, e isto vamos abordar logo abaixo, o uso de máscaras de proteção é obrigatório durante todo o voo.

FILTOS HEPA

Esta é sem sombra de dúvidas a parte mais importante da nossa conversa. Então, vamos la: as aeronaves são equipadas com filtros de ar particulado de alta eficácia, chamados filtros HEPA, que quer dizer, em inglês, High Efficiency Particulate Arrestance. Tais filtros são idênticos aos que são utilizados nos ambientes monitorados de hospitais, como centros cirúrgicos e unidades de terapia intensiva e, por sua vez, eliminam 99,99% de vírus, bactérias, fungos, ácaros, umidade e qualquer outro tipo de contaminação que possa, potencialmente, vir a afetar passageiros e/ou tripulantes.

O ar circulante nos aviões é coletado fora da aeronave e renovado a cada 2 ou 3 minutos. Uma parcela de 30% a 50% é reciclada no intuito de manter a temperatura e a umidade nos níveis corretos. Vale destacar que todo este ar é filtrado pelos ditos filtros HEPA antes de ser liberado na cabine.

Além de tudo, quando capturados pelos filtros HEPA, bactérias e vírus enfrentam uma umidade relativa do ar bastante baixa, na casa dos 10%, o que impede, portanto, a sua sobrevivência.

Igualmente, o sistema de ventilação das aeronaves é disposto de uma maneira em que o ar circulante evite passar na altura média da cabine, onde estão as cabeças dos passageiros.

Confira na imagem abaixo, retirada do site da IATA, o esquema de ventilação dentro de um avião, com a direção do ar:

Em resumo: o ar circulante dentro de uma aeronave oferece uma atmosfera muito mais segura e limpa virtualmente do que a de qualquer outro lugar. Sanitariamente falando, sob a ótica da qualidade do ar, você está mais seguro em qualquer voo, seja ele curto ou de longo curso do que em ambientes como supermercados, shoppings centers, meios públicos de transporte e etc. Em síntese: você voa dentro de um centro cirúrgico...

POR QUE A OBRIGATORIEDADE ENTÃO DO USO DAS MÁSCARAS?

Este quesito é um pouco polêmico. Eu, opinião estritamente minha, vejo como completamente desnecessária esta medida. Entretanto, para garantir mais conforto psicológico e sensação de segurança aos passageiros as companhias aéreas têm adotado esta política.

“Bico de papagaio” de uso obrigatório a bordo

Lembre-se: grande parte dos passageiros são naturalmente leigos neste quesito, o que faz o mais absoluto sentido visto que estamos tratando de um tema bastante específico. Vários executivos de empresas aéreas por exemplo, até muito pouco tempo, desconheciam o passo a passo em detalhes do funcionamento dos filtros HEPA.

DESEMBARQUE

Assim que a aeronave toca o solo, a tripulação acresce a informação de que por novas normas da ANVISA o desembarque será feito fileira por fileira para evitar aglomeração e solicita que todos os passageiros permaneçam sentados até a sua vez.

O famoso pula pirata (alô Papo de Aeroporto), quando todos levantam-se de uma só vez quando os avisos de atar os cintos são apagados, incrivelmente não está acontecendo. Neste quesito, portanto, os passageiro têm sido bem obedientes.

Aeronave estacionada em solo com passageiros SENTADOS e desembarque feito fileira por fileira
AEROPORTO DE GUARULHOS

No aeroporto de Guarulhos tudo permanece já dentro do novo normal. Passageiros usando máscaras, cadeiras de espera bloqueadas entre uma e outra e sinalizações de distanciamento entre os passageiros. O Dufry já está aberto e há álcool em gel por todos os lados.

Os restaurantes e cafés já estão igualmente abertos e com serviço de mesa, seguindo todos os protocolos do decreto do Governo do Estado de São Paulo.

Salas Vips

As Salas Vips permanecem ainda fechadas. A do Bradesco está em obras (as demais Brasil afora já estão abertas como você pode conferir neste post) e a da Gol está fechada mesmo antes da pandemia começar, uma vez que foi atingida pelas chuvas que ocorreram em São Paulo ainda no mês de fevereiro…

Curiosamente, depois da esteira de bagagens e logo antes da saída para o saguão havia, até a última vez que passei por lá, em abril, uma checagem de temperatura. Desta vez, o espaço para isso continua lá, porém, sem funcionários, de modo que os passageiros seguem direto para o saguão ser ter suas temperaturas aferidas.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Bom, até que passe toda esta fase este novo normal prevalecerá. Fico feliz em ver as companhias aéreas se adaptando tão rapidamente aos novos protocolos de segurança.

Igualmente, fico mais feliz ainda em ver os passageiro não somente respeitando as novas regras sanitárias, bem como vê-los voando novamente. Os aeroportos estão com relativo movimento e os voos com ocupação, ao meu ver, bastante satisfatória. O meu voo de volta, também operado por um 787-800, tinha capacidade para 188 passageiros e estavam a bordo 164, representando assim uma ocupação de 88%, algo, ao meu ver, um tanto quanto surpreendente para a fase em que estamos passando.

Quanto a segurança em voar na pandemia creio ter sido bem claro. É sim estritamente seguro, como vocês puderam ver acima nossa explicação sobre os filtros HEPA. Então pessoal, nada de sair por aí dizendo que é perigoso andar de avião já que há uma grande aglomeração de pessoas respirando  o mesmo ar o tempo todo, ok? Você está mais seguro em um voo de 15 horas do que numa rápida viagem de alguns segundos no elevador do seu prédio. Ficou claro?

Saguão do T2 do Aeroporto de Guarulhos

Enfim, e vocês? Já tiveram a oportunidade de voar durante esta pandemia do novo Corona vírus? Têm viagem marcada? Se sim conta pra gente lá na caixinha de comentários no final do post!

QUEM SOU EU?

Ah! Como vocês devem ter notado sou novo na área. Se quer me conhecer melhor, saber quem eu sou e saber como eu vim parar aqui? Dá uma sacada no meu primeiro post, quando fui oficialmente lançado aqui no Estevam Pelo Mundo. Para isso basta clicar aqui. Igualmente, se gostou de mim ou se já quer ir conferindo algumas das minhas fotos de viagem e de algumas exaltações proporcionadas por milhas e pontos basta dar um follow lá no Instagram. Meu nome na rede é @lucasmcv 😉

Um grande abraço e até o próximo post!

 

Lucas Cabral

 

 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularalugar um carro, garante os tickets para passeios e compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo  gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Posts Relacionados