LATAM PASS: ÚLTIMO DIA PARA EMISSÃO DE BILHETES LATAM SEM TAXA DE RESGATE

Fala, viajantes! A notícia desta vez, como vocês podem acompanhar pelo título do post não é lá das melhores, não é? Hoje, 30/06/2020 é o último dia para resgatar passagens no programa LATAM Pass sem a cobrança da nova taxa de resgate. A partir de amanhã, dia 01/07/2020 o programa começa a cobrança da taxa de emissão nas reservas de voos nacionais com menos de 90 dias ou internacionais com menos de 120 dias.

DE QUANTO SERÁ A TAXA?
  • R$17,00 por trecho para voos nacionais;
  • U$9,00 por trecho para voos internacionais dentro da América do Sul e de/para países do Caribe;
  • U$21,00 por trecho para demais destinos internacionais.

Confira a tabela abaixo:

Latam Pass
*Note que os valores foram calculados de acordo com o câmbio do dia da publicação no site da empresa
INFORMAÇÕES

A taxa não será reembolsada caso o passageiro solicite o cancelamento da reserva, sendo a única exceção para casos em que o voo tenha sido alterado ou cancelado pela companhia.

A cobrança da taxa se dará por trecho e por passageiro.

A taxa será cobrada em bilhetes 100% resgatados com pontos e aplicada em todos os canais que realizam resgate de pontos LATAM Pass (latampass.com, latam.com, call center e lojas LATAM Travel) e o pagamento se dará no momento do resgate.

Os pontos não poderão ser utilizados para pagamento desta cobrança.

A partir de amanhã, dia 01/07/2020 o programa começa a cobrança da nova taxa de emissão nas reservas de voos nacionais com menos de 90 dias ou internacionais com menos de 120 dias.

A cobrança da taxa não será incidida sobre bilhetes emitidos com pontos LATAM Pass para voos em cias. aéreas parceiras, o que é uma ótima notícia dentro desta mudança. Vale lembrar que embora já tenha despedido-se da Oneworld, a LATAM permanece com uma vasta gama de acordos com as companhias do grupo, tais quais Ibéria, British Airways, Finnair e outros (inclusive a minha querida Lufthansa, que integra a Star Alliance). Igualmente, nestes resgates a tabela é fixa, ao contrário dos voos da própria companhia onde o valor dos resgates é dinâmico. Se você tem planos de resgate em mente mas ainda está em dúvida de como efetuar os desgastes nas companhias parceiras basta deixar sua dúvida na caixinha de comentários abaixo do post. Iremos te ajudar!

LATAM PASS NÃO É O PRIMEIRO…

É importante frisar que o LATAM Pass não é o primeiro programa a pôr em prática esta novidade. Outros programas como o Tudo Azul, TAP Miles&GO, LifeMiles da Avianca Internacional e o MileagePlus, da United Airlines, são adeptos a esta cobrança. Infelizmente esta é uma maneira encontrada pelos programas de fidelidade para gerar caixa.

Até o momento, o Smiles não demonstrou intenção em seguir o mesmo caminho e, particularmente, espero que assim continue. Igualmente, vale ressaltar que, no passado o programa AAdvantage, da American Airlines, já cobrou esta taxa e a descontinuou, na contramão do que faz hoje parte dos programas de fidelidade.

Acredito, opinião minha, que nos casos de implementação da dita cuja taxa os programas de fidelidade deveria, como política de resgate, isentar a cobrança de clientes que usem canais digitais para a emissão de bilhetes, bem como estender esta isenção aos clientes elite independente do canal onde seja feita a compra.

CONSIDERAÇÕES

Bem, o mercado é dinâmico e cíclico. As companhias e seus programas de fidelidade estão dentro dos seus direitos em optar pela cobrança de taxa de emissão de seus passageiros e, cabe a nós, dançar conforme a música mesmo que o ritmo muitas vezes não nos agrade. Seguirei usando o LATAM Pass, uma vez que a LATAM, conforme mencionado acima que embora já tenha despedido-se da Oneworld, a LATAM permanece com uma vasta gama de acordos com as companhias do grupo, tais quais Ibéria, British Airways, Finnair e outros (inclusive a minha querida Lufthansa, que integra a Star Alliance) e que, igualmente, nestes resgates a tabela é fixa e não há cobrança de taxa de resgate.

No que tange resgates na própria companhia devemos sempre analisar custo-beneficio. Dou alguns exemplos abaixo.

  • Voando em ponte-aérea de São Paulo para o Rio de janeiro por 3.000 pontos Latam Pass + taxas pode ser mais caro que 4.000 milhas da concorrente Smiles, que não cobra a taxa.

Em compensação…

  • Miami por 35.000 pontos Latam Pass + taxas pode ser, indiretamente, mais barato e que 43.000 milhas da concorrente Smiles sem taxa.

Em suma, tudo depende da análise de custo-beneficio.

Acredito que esta cobrança não irá impactar grande parte dos leitores, sobretudo os de renda mais alta, mas cada um conhece sua realidade.

E aí, algum leitor será impactado pela nova medida? Se sim, ou mesmo se não, deixa seu comentário na caixinha embaixo do post! Ah, e se tem alguma emissão em mente e está seguro que irá fazê-la corre e faz isto logo hoje.

RECUPERAÇÃO JUDICIAL DA EMPRESA

Embora a empresa esteja atravessando um processo de recuperação judicial nos EUA, em opinião estritamente minha, acredito sim na recuperação judicial da empresa. O grupo LATAM, além de maior transportador aéreo da América Latina, é bastante sólido financeiramente. A companhia tem dinheiro em caixa e receberá injeções de capital de investidores. O grupo é liderado, não obstante, por uma equipe de governança de excelência. Ganha o grupo LATAM, a partir de agora, fôlego para operar mais tranquilamente nos próximos meses, preservando rotas e empregos, bem como com mais flexibilidade administrativa.

Para saber mais sobre esse assunto basta dar uma checada no nosso post sobre o assunto, escrito por mim em 02/06. Lá você encontrará informações bem detalhes a respeito do processo de recuperação judicial da empresa. Para isso, basta dar um clique aqui.

Aeronave Boeing 787-800 da Latam
QUEM SOU EU?

Ah! Como vocês devem ter notado sou novo na área. Se quer me conhecer melhor, saber quem eu sou e saber como eu vim parar aqui? Dá uma sacada no meu primeiro post, quando fui oficialmente lançado aqui no Estevam Pelo Mundo. Para isso basta clicar aqui. Igualmente, se gostou de mim ou se já quer ir conferindo algumas das minhas fotos de viagem e de algumas exaltações proporcionadas por milhas e pontos basta dar um follow lá no Instagram. Meu nome na rede é @lucasmcv 😉

Um grande abraço e até o próximo post!

 

Lucas Cabral

 

 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularalugar um carro, garante os tickets para passeios e compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo  gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Posts Relacionados