Conheça 5 dos mais belos castelos do sul de Portugal

Castelo de Beja

Você sabia que Portugal é um dos países da Europa que tem mais castelos? São quase cinco centenas de castelos em todo o território português. E vale lembrar que o país é bastante pequeno em termos territoriais.

Alguns castelos estão em bom estado de conservação, outros nem tanto e infelizmente alguns estão mesmo em ruínas. Se você é daqueles que quando visita um país gosta de conhecer a sua história e o seu passado, uma boa pedida é visitar também o interior e revisitar tempos distantes através da arquitetura (e seus belos castelos, por exemplo).

Tais edificações desempenharam um papel crucial na história portuguesa e serviram como defesa contra os ataques dos mouros e dos vizinhos espanhóis. Mas se nem mesmo quem mora em Portugal consegue conhecer todos estes belos castelos, imagina então para quem vem visitar o país.

Por isso, para facilitar a sua escolha quando visitar Portugal, a gente vai indicar alguns castelos localizados na bela zona do Alentejo, no sul do país. Nenhum deles cumpre a sua função inicial de defesa do território, mas servem, sobretudo, como atrações turísticas.

Alguns estão em avançado estado de degradação enquanto outros continuam imponentes e bem cuidados. Mas o tempo é implacável e mostra sempre a sua ação. Com os castelos do Alentejo não foi diferente. Eles são atualmente apenas vestígios do que foram no passado e da importância que tiveram para Portugal.

Saiba um pouco mais sobre cinco dos belos castelos alentejanos abaixo, que não estão listados por ordem de preferência:

1. Castelo de Beja

Castelo de Beja

Vamos começar por aquele que está em ótimo estado de conservação e fica na capital do distrito, o Castelo de Beja, erguido de forma imponente no centro da cidade de mesmo nome. A imponente edificação é bastante antiga, suas muralhas remontam do Séc II a.C. Imagina só! Contudo o restante do castelo foi construído em finais do século XIII sobre as antigas fundações romanas, por ordens do rei D. Dinis.

Encontramos no Castelo de Beja vários estilos arquitetônicos, com referências ao romântico, gótico, manuelino, medieval, bem como maneirista. Tudo isso para dar a forma ao edifício erguido em formato pentagonal, flanqueado por seis torres. Entre elas a torre de menagem, considerada uma das torres de menagem mais belas de todo país.

Distante 177 km de Lisboa, a maior parte do caminho que nos leva até Beja é de pura beleza, parece cenário de filme, pois a região do Alentejo é rica em enormes planícies repletas de oliveiras (verdes metade do ano e douradas na outra metade) e sobreiros (árvore que nos fornece a cortiça através da sua casca).

2. Castelo de Mértola

Castelo de Mértola

Da lista dos cinco castelo do Alentejo, o Castelo de Mértola é o mais afastado porque fica a 240 km da capital, junto da fronteira com a Espanha. Informações sobre a sua reedificação datam do período do reinado de D. Dinis (1279-1325), quando tiveram início as obras de reconstrução da muralha da vila, que foram concluídas pelos seus sucessores.

O castelo, bastante antigo, foi erguido no ano de 440 d.C. em um lugar bastante estratégico, junto ao rio Guadiana, que faz fronteira com a Espanha, com a finalidade de proteção. Inicialmente e por vários séculos o castelo foi utilizado para defesa das fronteiras com a Espanha e as primeiras referências atestam a existência de uma fortificação neste local.

Repleto de diferentes estilos arquitetônicos, com influências romanas, visóticas e muçulmanas, Mértola é considerada uma vila museu a céu aberto e detém uma das maiores coleções de arquitetura, arte, esculturas e azulejos islâmicos de Portugal. No começo do século XX a vila de Mértola e seu castelo foram considerados monumento nacional e uma grande obra de restauro foi realizada.

3. Castelo de Elvas

Castelo de Elvas

Castelo de Elvas faz parte do conjunto “Cidade-Quartel Fronteiriça de Elvas e as suas Fortificações” — classificado como Patrimônio Mundial da UNESCO. Certamente é um dos melhores exemplares da arquitetura militar em Portugal. A cidade fronteiriça foi uma das primeiras linhas de defesa nacionais desde a Idade Média até ao séc. XVIII, em especial durante a Guerra da Restauração.

Trata-se de uma construção grande e imponente: são 22 torres, 11 portas e barbacã e muralhas triplas. Por causa desta composição de muralhas, os governantes portugueses determinaram a sua importância na defesa da fronteira com a Espanha. Apesar de suas muralhas datarem do ano de 714, o castelo começou a ser construído somente no ano de 1229 sobre ruínas romanas datadas do Séc. II a.C.

Mesmo não podendo se hospedar no castelo vale muito a pena conhecer a maior fortificação militar portuguesa, por causa de seu bom estado de conservação. Além do castelo, em Elvas você vai encontrar um dos maiores aquedutos de Portugal: o Aqueduto das Amoreiras.

4. Castelo de Monsaraz

Castelo de Monsaraz

Depois de 187 km de uma estrada com cenários pitorescos e vastas planícies douradas, chegamos à aldeia mais conhecida do Alentejo. Monsaraz tem um castelo erguido no topo de uma colina que foi construído no séc. XIV por ordem de D. Dinis e é tal sua importância que foi classificado como monumento nacional.

Do topo das muralhas conseguimos avistar ao longe a pequena cidade de Reguengos de Monsaraz, bem como as vastas planícies e a Barragem do Alqueva, o maior lago artificial da Europa construído nos anos 1980 para amenizar o problema de secas na região.

Vale a pena apreciar essa vista, pernoitar em um dos centenários alojamentos dentro da cidade e tomar seu café da manhã apreciando as belezas alentejanas! Foi um dos finalistas das Sete Maravilhas de Portugal.

5. Castelo de Marvão

Castelo de Marvão

Um dos mais distantes de Lisboa, o belo Castelo de Marvão está a 233 km da capital e dentro das muralhas moram menos de 500 pessoas.  Localizado em um parque natural, o Castelo de Marvão surge no ponto mais alto da Serra de São Mamede, mostrando as suas muralhas e deixando antever algumas das construções que encarcera dentro delas.

Andar pelas ruelas de Marvão, apreciar seus belos jardins e avistar as belas paisagens ao longe valem para ver o tempo passar mais devagar. Uma vez que está envolto por montanhas escarpadas, o Castelo de Marvão oferece vistas únicas do território. Em estilo gótico, o castelo foi conquistado dos mouros por D. Dinis no séc. XIII, o mesmo período da sua edificação.

O Castelo de Marvão foi bastante importante nos conflitos entre os portugueses e os espanhóis e está muito bem preservado. Dele avistamos a Espanha, já que está apenas 4 km de distância.

Já que está por aqui, aproveite para visitar as ruínas de Ammaia (a pouco mais de 7 km de Marvão). Inegavelmente um dos mais importantes vestígios da época romana em terras alentejanas.

 

Faça aqui a cotação com a Portugal Afora e garanta nosso desconto especial!

Número de pessoas:

Data:

 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularalugar um carro, garante os tickets para passeios e compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo  gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveite e se inscreva em nosso canal do Youtube e no Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas.

Posts Relacionados