Como não ficar doente em viagem?

Ficar doente é normal, não é viajante? Todo mundo já passou por isso na vida. Porém, ficar doente em viagem não é nada legal! Mas isso pode acontecer. Aliás, é muito comum acontecer e os motivos podem ser muitos.

Neste post vou tentar te ajudar a evitar algumas situações que podem fazer com que nossa saúde fique debilitada durante as viagens.

Mas lembrem-se, não sou médico. Estas são apenas dicas de cuidados que devemos ter sempre, viajando ou não. Mas que em viagens se tornam ainda mais importantes.

Em tempos de coronavírus então, alguns cuidados passaram a ser indispensáveis, como lavar as mãos.

O que eu passei doente em viagem

Primeiro vou contar para vocês um perrengue que eu passei em uma viagem para a Suécia. Chegando no destino eu peguei uma pneumonia, muita tosse e até fiquei com falta de ar. Não conseguia sair da cama, com muito calafrio e febre de 40 graus.

Precisei chamar o médico e a minha sorte é que eu sempre viajo com seguro viagem. O médico foi me atendeu no hotel onde eu estava hospedado e me medicou. Vale dizer que todos os medicamentos que eu tive que usar, depois eu pude pedir reembolso do valor que gastei.

Depois da Suécia fui direto para Noruega, ainda doente, mas não precisei de uma nova consulta. Mas quando cheguei em Portugal, fui parar no hospital para fazer um exame de raio x no pulmão. E só para dar entrada no hospital eu tive que gastar R$ 500 e mais R$90 de consulta. E graças ao seguro fui restituído de todos os valores.

Reembolso

Mas para isso, é importante guardar todas as notas fiscais, a receita médica, o registro da visita do médico, e tudo quanto é tipo de comprovante que tiver. Porque o seguro voagem pede tudo isso para poder reembolsar.

Em alguns planos esse reembolso pode ser feito diretamente no app, que facilita muito. Eu sempre uso a Real Seguro e sempre escolho um plano que atenda minhas necessidades de viagem para que nada de errado.

Agora, vamos as 5 dicas para não ficar doente em viagem:

1 – Manter a saúde em dia

Consultar o médico com regularidade é essencial para manter a saúde em dia. Algumas especialidades são básicos e devem ser consultadas pelo menos uma vez por ano. Isso vale também para o dentista. Afinal, ninguém quer uma bela dor de dente durante a viagem, não é mesmo?

Portanto, se você não tem muito costume de visitar seu médico, é hora de mudar esse hábito. E sempre que for viajar, é bom estar com as consultas em dia. Assim como as vacinas. Lembrando que em alguns destinos é obrigatório se vacinar com antecedência. Já fizemos um post sobre vacinação AQUI.

2 – Cuidados básicos e diários

Como eu disse logo no começo deste post, em tempos de pandemia de coronavírus é importante estar atento a higiene. Em primeiro lugar, lavar ao mãos com muita frequência. Sempre, sempre. Assim como beber água. É muito importante durante as viagens nos mantermos hidratados, ainda mais se o destino for muito quente ou muito seco.

Uma desidratação pode causar muito desconforto e até te levar ao hospital. Se proteger do sol também é de igual importância. O sol pode causar insolação e queimaduras. Portanto, o ideal é sempre usar protetor solar – que previne até o câncer – além de usar bonés, chapéus e outros acessórios que ajudam na proteção.

3 – Cuidado com a comida

Uma das coisas que mais gosto quando viajo é comer comidinhas típicas do destino. Porém, é bom ficar atento! Às vezes, condimentos, ingredientes e até mesmo comida estragada podem acabar com o seu dia. Intoxicação alimentar é grave e pode te levar ao hospital e acabar com o seu passeio e até com sua viagem.

Quem tem estômago mais sensível, por exemplo, é preciso redobrar a atenção. O mesmo vale para quem tem alergia a certos tipos de ingredientes. Mas que isso não impeça ninguém de desfrutar as oportunidades de experimentar coisas novas e deliciosas.

4 – Kit de primeiros socorros

Eu não sou uma pessoa hipocondríaca, mas diversas vezes fui viajar e acabei precisando da ajuda de outras pessoas para um remédio de dor de cabeça. O ideal é mantermos sempre um kit com itens de primeiros socorros. Pode ser coisa simples, com band-aid, um remédio para dor de cabeça, um antiácido, remédios de uso contínuo, etc. Eu não saio de casa sem meus remédios de alergia e um para desentupir o nariz.

Outra dica importante, viaje sempre com um seguro viagem. É sério. Ficar doente no exterior, por exemplo, pode custar uma fortuna. Além disso, os seguros comprados no Brasil têm central de atendimento em português, que ajuda muito na hora do perrengue.

5 – Condicionamento físico

Esse tópico é polêmico, inclusive para mim. Eu não sou uma pessoa de fazer exercícios e sinto bastante isso quando estou viajando. Sempre volta das viagens de férias mais cansada do que antes. Isso porque quando estamos em um destino novo queremos ver tudo e por isso, andamos muito. Muito mesmo! A dica é estar sempre em movimento no dia a dia. Assim, quando for viajar estará preparado para as maratonas de passeios e atrações turísticas. Fora que se exercitar faz bem para o corpo e para a alma.

Mas para quem é mais sedentário, como eu, tenho uma dica: relaxante muscular. Dorflex, sabe! Ou qualquer um desses que preferir. Tenha sempre uma cartela com você nas viagens e tome antes de dormir depois daquele dia inteiro batendo perna. Resolve, viu!

 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularalugar um carro, garante os tickets para passeios e compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo  gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveite e se inscreva em nosso canal do Youtube e no Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas.

Posts Relacionados