MILHAS E PONTOS: O QUE SÃO E COMO UTILIZÁ-LOS?

Fala queridos viajantes e milheiros, Tudo bem? Hoje bateremos um papo sobre o eixo central da minha função aqui no Estevam Pelo Mundo: Milhas e Pontos. Então senta aí que lá vem bastante coisa, tudo bem detalhado, tim-tim por tim-tim!

É bastante provável que você já tenha ouvido falar incontáveis vezes sobre milhas aéreas, programas de fidelidade, cartões de crédito que dão pontos e, igualmente, deva conhecer muita gente que sai por aí cantarolando que viaja de graça graças e tais coisas.

Bastante possível, também, que até mesmo você já tenha usado as tais milhas para riscar o imenso céu do Brasil ou ter atravessado países e continentes com um bilhete de milhas.

O QUE SÃO, ENTÃO, MILHAS E PONTOS, E PROGRAMAS DE FIDELIDADE?

Primeiramente, falando de maneira bem objetiva, milhas e/ou pontos são uma espécie de moeda. O conceito foi criado e desenvolvido ao longo dos anos por bancos, companhias aéreas e hotéis, e oferecidas a seus clientes através dos seus programas de fidelidade, no intuito de, como o próprio nome diz: fidelizá-los.

Assim, um cliente fiel acumula essa espécie de moeda que pode ser trocada por prêmios oferecidos pela empresa detentora. Geralmente esses prêmios são: passagens, upgrades de cabine, diárias de hotéis, aluguel de veículos e etc.

Programas de Fidelidade

A história de como tudo começou é controversa: uns afirmam que o primeiro programa de fidelidade foi criado pela hoje já extinta Pan Am, nos moldes em que a cada três viagens o passageiro ganhava a quarta de graça. Aqui do Brasil, tivemos algo similar: a também já extinta VASP, tinha o programa Na VASP você é dez, onde a cada dez trechos o passageiro ganhava um, bastando dirigir-se à uma loja da companhia munido dos dez cartões de embarque para a emissão do bilhete.

Por outro lado, outros afirmam que foi a American quem de fato introduziu o conceito de programa de fidelidade nos moldes parecidos em que vemos nos dias atuais, em 1981. Vale lembrar que o programa da American segue vivo até hoje: chama-se AAdvantage e é considerado um dos melhores do mercado (mais além teremos um post somente sobre ele).

O fato é que hoje, 40 ou 50 anos depois dos seus surgimentos, os programas seguem mais vibrantes e diversificados do que nunca. Bilhões de milhas/pontos são gerados e utilizados a cada ano por milhões de usuários. Seja para um simples voo de curta duração em cabine econômica, seja para um bilhete em primeira classe num voo intercontinental de até 15 horas de duração, ou mesmo para diárias de hotéis ou aluguel de veículos.

A terminologia milha é originária diretamente da medida de distância com o mesmo nome, usada para medição de rotas aeronáuticas como as do exemplo acima

Pontos e milhas são a mesma coisa?

Para deixar claro: milhas e pontos são a mesma coisa, mudando apenas a terminologia de programa para programa. Geralmente, o termo milhas é usado nos programas de companhias aéreas, enquanto o termo pontos para os programas de fidelidade de bancos e cartões de crédito, bem como de hotéis e locadoras de veículos.

Hoje, em muitos casos, o calculo de milhas/pontos é feito de acordo com o valor pago pelo serviço, não necessariamente na distância de trecho voado ou número de diárias. Por exemplo: João e Paulo estão viajando no mesmo voo entre Brasília e São Paulo. João comprou a passagem com antecedência e numa tarifa mais barata que a de Paulo, assim, João, que pagou menos, tende a acumular menos milhas que Paulo que, por sua vez, comprou a passagem numa tarifa mais cara para voar na mesma companhia aérea, rota e voo que João.

Nestes casos, a tarifa da passagem ou diária é quem dita o acúmulo de milhas ou pontos que o passageiro/usuário vai juntar. Quem paga menos, junta menos; por sua vez, quem paga mais junta mais. Ficou claro? Se não, joga sua pergunta lá embaixo na seção de comentários que respondo o mais rápido possível. Prometo!

COMO ACUMULAR MILHAS E PONTOS?

Há, basicamente, algumas maneiras bem diretas de acúmulo de milhas e pontos, sendo as principais:

  • Utilizando determinado serviço:

    Forma mais objetiva de todas, seja voando numa companhia aérea, alugando um veículo ou se hospedando em um hotel. Assim, você credita pontos na sua respectiva conta de determinado programa de fidelidade ligado ao serviço que você está usufruindo. Por exemplo: se você voa com a Gol, acumulará milhas no programa Smiles ou qualquer outro parceiro da companhia. Mas detalharemos isto mais a fundo em posts seguintes.

  • Utilizando o seu cartão de crédito:

    Ao fazer compras utilizando o seu plástico acumula-se automaticamente pontos nos programas de fidelidade dos bancos emissores do cartão. Esses pontos podem ser transferidos para outros programas parceiros, geralmente de companhias aéreas, mas podendo ser também de hotéis ou locadoras de veículos.

  • Ao fazer uma compra em determinada loja ou fornecedor de serviços:

    Nesses casos você pode acumular pontos duplamente se utilizar seu cartão de crédito. Exemplo: faz-se uma compra no supermercado Extra utilizando seu cartão de crédito emitido pelo Banco do Brasil. Pontos serão acumulados no programa Clube Extra, bem como no programa Livelo, ligado aos cartões do Banco do Brasil.

  • Ao assinar um clube de determinado programa de fidelidade:

    Funciona como uma espécie de poupança. O cliente paga uma mensalidade e em troca recebe uma quantidade especifica de milhas ou pontos na sua conta. Exemplo: o programa Smiles dispõe de vários clubes que variam o acúmulo mensal de milhas de 1.000 a 20.000 e, cujos valores, podem variar de R$39,90/mês a R$778/mês. Outros programas, como Livelo, LatamPass e TAP Miles & GO oferecem clubes similares. Não se preocupem que vou mostrar aqui, mais além, todas as principais opções de clube de fidelidades no Brasil e no Exterior que podemos ter acesso.

  • Através de pagamento de boletos via aplicativos:

    A maneira que exige mais atenção. Paga-se boletos (água, luz, internet e TV por assinatura, planos de saúde, etc.) através de aplicativos como Mercado Pago, PicPay, Recarga Pay ou Ame Digital (esses são os principais) utilizando o seu cartão de crédito. Neste quesito é importante ficar atento a taxas cobradas pelos apps sobre o valor do pagamento. Mais para frente, igualmente, teremos um post exclusivo somente sobre essa forma de acúmulo de pontos.

 

Variações do clube Smiles

COMO UTILIZAR MILHAS E PONTOS?

Esta é, de longe, a minha parte favorita. Uma vez com saldo acumulado em nossos respectivos programas de fidelidade é chegado o momento de resgatar os prêmios. Diferente do que acontecia antigamente, quando os programas eram mais restritos e as opções de resgate bem mais limitadas, hoje em dia há uma vasta gama de oportunidades. Incluindo passagens prêmios em diversas companhias aéreas do mundo todo. E o mais legal de tudo: elas podem ser emitidas através de programas de fidelidade brasileiros, em cabine econômica ou nas cabines de luxo (executiva e primeira classe – onde foco meus resgates pessoais), hotéis para todos os bolsos e etc. A princípio tudo pode parecer um pouco confuso, mas, vamos ponto a ponto e pouco a pouco, colocando os pingos nos is.

Embora possa-se emitir um bilhete ou uma diária de hotel diretamente no programa de fidelidade do seu banco, não recomendo: o deságio é muito grande, na maioria dos casos. Em outras palavras, gasta-se pontos demais para prêmio de menos. Então regra número 1: nada de trocar nossos preciosos pontos por liquidificador ou batedeira, ok? (sim, isto é possível, mas nem de longe vale a pena).

Transferência

Seguindo: o primeiro passo é transferir do programa do banco para o programa da rede hoteleira ou de uma companhia aérea parceira. Exemplo: Pontos Livelo para Smiles, LatamPass, TAP Miles & GO e etc. Sempre deixe para transferir durante a vigência de promoções bonificadas. E fique atento ao prazo de expiração das milhas bônus, que normalmente têm um prazo de validade menor. Dessa forma, parar, fazer simulações e cálculos é essencial (isso faremos sistematicamente e com bastante regularidade aqui neste espaço).

Promoções bonificadas são recorrentes. Eles funcionam basicamente assim: transferimos tantos pontos do programa do nosso banco/cartão de crédito para o programa de uma companhia (exemplo: Livelo para o Smiles) e ganhamos até tantos por cento de bônus sobre o valor transferido. Ah! E olha que bacana: há promoções que chegam a bonificar até 120%. É demais não, é?

Adiante: com as milhas ou pontos já creditados no programa parceiro fazemos a emissão do prêmio, costumeiramente pela internet, sendo, em alguns poucos casos necessários fazê-lo por telefone. Bilhete ou diária na mão, agora é só alegria e esperar a data da viagem!

Podemos usar milhas por exemplo para uma viagem em classe executiva, como na foto do assento acima da nova classe executiva da TAP nas aeronaves A330-900 Neo

 

Bem como podemos usar milhas nossas milhas pra voos em classe econômica como na foto acima da Air Canada

ANTES DE ME DESPEDIR…

Por hoje vou deixar uma tarefinha de casa. Pensem: o que vocês querem/pretendem fazer com as milhas/pontos de vocês? Em outras palavras: Qual o seu objetivo? Viajar a negócios ou de férias com a família? Para onde você quer ir? Faz questão de viajar em cabine Premium e gastar um pouco – ou muitas vezes muito – mais, ou vai tranquilo em classe econômica gastando menos pontos?

Tudo isso é uma equação pessoal, e cada elemento deve ser levado em conta. Vou repetir: qual o seu objetivo? Esse é meu mantra e vocês o escutarão sempre que necessário uma tomada de decisão a respeito das nossas preciosas milhas e dos nossos preciosos pontos. Belezinha?

Por hoje é isso, amigos viajantes e milheiros!

Ah! Quer me conhecer melhor, saber quem eu sou e saber como eu vim parar aqui, dá uma sacada no meu primeiro post, de sábado passado, quando fui oficialmente lançado aqui no Estevam Pelo Mundo. Basta clicar aqui. Se gostou de mim ou se já quer ir conferindo algumas das minhas fotos de viagem e de algumas exaltações proporcionadas por milhas e pontos basta dar um follow lá no Instagram. Meu nome na rede é @lucasmcv 😉

Um grande abraço e até o próximo post!

 

Lucas Cabral

 

 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celularalugar um carro, garante os tickets para passeios e compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo  gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveite e se inscreva em nosso canal do Youtube e no Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas.

 

Deixe o seu comentário

Posts Relacionados