O que fazer em Madri e Barcelona em poucos dias

Se você tem pouco tempo, mas quer conhecer tudo que Madri e Barcelona tem a oferecer… Segura essas dicas do que fazer em poucos dias nesses dois destinos incríveis.

A capital espanhola é cheia de vida e de cultura. Barcelona é um encanto, que vai deixar qualquer turista apaixonado. É tanta coisa para fazer que fica difícil escolher. Mas não é impossível.

É claro que quanto mais tempo, mais podemos conhecer e aproveitar. Mas se o tempo é curto, vamos focar nas principais atrações e assim poder curtir o que há de mais legal em cada cidade.

Lembrando que a distância entre Madri e Barcelona é longa (621km) e a melhor maneira de fazer o trajeto é de trem-bala, que leva menos de 3 horas e custa a partir de € 32,30 para um bilhete da classe standard.

Planejamento é a palavra chave neste roteiro de mais ou menos uma semana. Portanto, compre as passagens com antecedência e faça a reserva do hotel também. Sabia que a Espanha exige seguro viagem? Pois é, não se esqueça desse item.

Outra dica importante é comprar os tickets e ingressos dos passeios e atrações com antecedência. Além de facilitar, você com certeza vai economizar para comprar um souvenir nos destinos.

MADRI

Puerta del Sol

Porta do Sol

É um dos locais mais famosos de Madri, onde fica o marco zero da cidade. A praça em formato semicircular converge de várias ruas famosas e históricas. No local fica o símbolo de Madri, a estátua do urso de bronze chamada “El Oso y El Madroño” (O Urso e O Medronheiro), que reúne elementos do escudo da cidade.

Sem dúvida, essa praça é uma boa pedida para começar os passeios pela capital espanhola. Por lá, há uma diversidade de edifícios e monumentos, como o famoso relógio da Casa dos Correios, sede da Comunidade de Madri, e em frente fica a placa do marco zero. Além disso, há ainda a estátua equestre de Carlos III, rei que no século XVIII implementou uma série de melhorias nas infraestruturas de Madri.

De fato, a Puerta del Sol é uma localização privilegiada em Madri. Vale a pena se hospedar por lá, não apenas por ter uma variedade de bares, cafés e restaurantes, como também lojas e redes de departamento.

Gran Vía

Saindo do marco zero da cidade pela Rua Alcalá seguimos para a Gran Vía, principal avenida de Madri e referência da noite madrilenha. Sua construção impulsionou a modernização da cidade e foi onde construíram os primeiros arranha-céus do país.

Neste magnífico conjunto de edifícios estão alguns dos mais emblemáticos como o Metrópolis, o edifício da Telefónica, o Casino Militar, o Edifício Capitol e o cinema Callao.

A avenida é bastante movimentada, de dia e de noite. Quer seja pela importância da via para os carros, quer seja pelos seus bares, restaurantes e lojas. Cinemas, teatros e bancos também se espalham pela região, fazendo da área uma das mais importantes de Madri.

A Gran Vía começa na Plaza de Alcalá e termina na Plaza de España, outros dois pontos turísticos que valem uma visita.

Puerta del Alcalá

Inaugurada em 1778 e situada no centro da Plaza de la Independencia, a Porta de Alcalá já foi uma das cinco portas de entrada de Madri. O arco de granito de estilo neoclássico foi o primeiro construído na Europa, pelo arquiteto Francesco Sabatini, depois da queda do Império Romano.

Este arco ainda foi precursor de outros arcos famosos, como o Arco do Triunfo de Paris, e o Portão de Brandemburgo, de Berlim.
Pertinho da Porta de Alcalá fica o Parque El Retiro, que também vale uma visita.

Estádio Santiago Barnabéu

Estádio Santiago Barnabéu

Para os amantes de futebol, e também para quem não curte muito, a dica é visitar o Estádio Santiago Barnabéu. O estádio é a casa do Real Madrid, um dos times de futebol mais famosos da Espanha e de toda a Europa. O estádio foi inaugurado em 1947 e tem capacidade para mais de 81 mil espectadores, além de possuir 245 palcos VIPs e 4 restaurantes.

Quem quiser ainda pode pagar pelo Tour Bernabéu, que leva os visitantes pelos lugares mais emblemáticos do clube e permite ver a tribuna presidencial, o campo e o vestiário dos jogadores.

O Tour Bernabéu leva os visitantes a conhecerem a história do Real Madrid pela Exposição de Troféus e os milhares de objetos de seu patrimônio. Telas interativas deixam o passeio ainda mais atrativo com conteúdos audiovisuais, como os das salas “Melhor Clube da História” e “Sensaciones Real Madrid”, que revivem com muita emoção a história da equipe.

Museo del Prado

O Museu Nacional do Prado lidera os atrativos turísticos mais visitados da capital espanhola. O Prado conta com uma valiosa coleção de mais de 8600 quadros e 700 esculturas. Entre eles estão ‘As Meninas’ de Velázquez e ‘Os Fuzilamentos de 3 de Maio’ de Goya.

O museu está em um lugar privilegiado e rodeado de árvores e monumentos. Em suas salas estão expostas obras primas das escolas espanhola, italiana e flamenca, além de peças de artistas do gabarito de El Bosco, Ticiano, El Greco, Murillo, Rubens, Goya. Bem como importantes artes decorativas, desenhos e gravações, menos conhecidos, mas de grande valor.

Além do Prado, Madri tem diversos outros museus, dois deles de grande importância o Museo Reina Sofia, com sua coleção de arte contemporânea; e o Museu Thyssen-Bornemisza, que apresenta a arte espanhola do século 20.

Palácio Real

A antiga fortaleza foi transformada em residência real desde Carlos III até ao reinado de Alfonso XIII. Hoje, o Rei Juan Carlos não mora no palácio, mas ele ainda é uma das residências reais e é usado como palco de eventos e celebrações oficiais.

O palácio foi inspirado nos desenhos de Bernini para a construção do Palácio do Louvre de Paris e parte dele fica aberto ao público. Entre as mais de 3 mil divisões do Palácio Real de Madrid destacam-se a Real Armería, considerada uma das coleções mais importantes do seu género; e a La Real Cocina, uma das mais bem conservadas cozinhas históricas das residências reais europeias.

BARCELONA

Park Guell

Park Guell

O Park Guell é o mais famoso parque de Barcelona e foi todo construído pelo artista Antonio Gaudí. A ideia era que o local fosse um conjunto habitacional de luxo, mas a ideia não deu certo.
Ainda bem, porque o parque é hoje uma das principais atrações de Barcelona e em 1984 foi declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

O parque é todo coberto por obras sinuosas e onduladas que acompanham a forma da natureza. Além de figuras de animais e formas geométricas feitas de pequenos e coloridos pedaços de cerâmica.

Na entrada do parque ficam duas casas junto ao portão: a primeira funciona como loja, enquanto a segunda, a Casa do Guarda, abriga exposições audiovisuais sobre o passado do parque.

Para visitar tudo é preciso muito tempo, porque o parque é grande, mas para quem quer curtir só o Gaudí uns 30 minutos bastam. Suas obras estão todas em um único local chamado Zona Monumental.

A dica é chegar bem cedo no parque, logo que abrir, porque esta é uma das atrações que mais visitadas em Barcelona e está sempre muito cheia.

La Pedrera e Casa Batlló

Casa Batlló

Na Passeig Gràcia, uma longa avenida que reúne lojas de grife e luxuosos hotéis, ficam ainda casas de famosos arquitetos. Duas delas se destacam e são grandes atrações da cidade: La Pedrera e Casa Batlló.

A La Pedrara, também conhecida como Casa Milá, foi construída por Gaudí entre os anos de 1906 e 1912. A casa foi residência da família Milá e hoje abriga um grande espaço de exposições, com maquetes, mapas e fotografias.

O rooftop da Casa Milá é o ponto de destaque da casa, onde estão as chaminés em formato de guerreiros de pedra. A vista de cima da cidade também é ótima. Essa casa é muito rápida de se visitar, meia hora e você já viu tudo.

A Casa Batlló também construída por Gaudí entre os anos de 1904 e 1906 a pedido da família de mesmo nome. De arquitetura modernista, a casa é considerada uma de suas obras primas e por meio de áudio guia é possível desvendar um pouco do universo fantástico de Gaudí.

Seu interior é muito interessante e diferente, já que o artista usou técnicas de arquitetura que até então nunca tinham sido se quer pensadas. Vale reservar um tempo para esta visita, porque tem muita coisa para ver e se surpreender.

Desde 2005 o prédio é considerado Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO.

Sagrada Familia

Sagrada Familia

Está é sem dúvida a maior obra e a mais importante do currículo de Gaudí. A Sagrada Familia começou a ser construída em 1882 e ainda não está pronta.
Gaudí morreu em 1926, mas deixou todo seu projeto pronto e que está sendo tocado por outros artistas. A previsão é que ela fique completa apenas em 2030.

De estilo neogótico, a catedral é a atração turística mais visitada de Barcelona. É até difícil dizer quais os pontos mais destacados da obra, mas podemos citar com certeza as torres. Até o momento foram construídas apenas 8 das 18 torres. E elas são exuberantes.

No interior, Gaudí se inspirou mais uma vez na natureza. As colunas lembram árvores que transformam a catedral em um verdadeiro bosque. No exterior, três fachadas finalizarão o projeto.

A Fachada do Nascimento é dedicada ao nascimento de Cristo; a Fachada da Paixão, que reflete o sofrimento de Jesus durante a Crucificação; e a Fachada da Glória, a principal que representará a morte, o Juízo Final, a Glória e o inferno.

Com intuito de contar toda a história da catedral, é possível fazer uma visita guiada pelo local. Você também pode reservar a visita com direito a subida nas torres.

Barceloneta

É uma praia bastante conhecida em Barcelona. O local é ideal para um passeio no final da tarde, sentar em um barzinho e curtir a vista e o clima.

A praia não é muito grande, mas possui equipamentos esportivos e de lazer. Tem ainda quadra de vôlei e área para os mais jovens. Dá pra alugar cadeiras de praia, guarda-sol e até bicicletas.

A saber, tem até duchas e banheiros públicos.

Las Ramblas

Essas ruas são definitivamente o coração de Barcelona. São as principais vias e um dos lugares mais conhecidos da cidade. Em 1,3 km encontramos bares, restaurantes, lojas e muito mais. Além de muitos turistas e artistas de rua.

Nesta rua fica o famoso mercado municipal La Boquería, que oferece uma variedade de alimentos frescos e comida típica da região.

Camp Nou

Camp Nou

Para finalizar não poderíamos deixar de falar da casa do clube de futebol Barcelona. O Camp Nou foi inaugurado em 1957 e é o de maior capacidade da Europa. Sua fama é internacional e é possível fazer um tour que passa pelos vestiários, pelo gramado, sala de imprensa, e o Museu do F.C. Barcelona para conhecer a trajetória do time ao longo de mais de 100 anos.

 

No entanto, estas dicas são apenas uma pequena parte de tudo que é possível ver e conhecer em Madri e Barcelona.

 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celular, aluga um carro, garante os tickets para passeios ou compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveita e se inscreve no meu canal do Youtube e no meu Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas!

Posts Relacionados