O que fazer em Londres? Veja guia completo da cidade

Londres é uma das minhas cidades favoritas no mundo. Mas para quem não conhece, quais as dicas do que fazer em Londres? Fiquem tranquilos porque o que não falta é coisa para ver e conhecer em Londres.

Palácio de Buckingham – foto Lisia Minelli

A cidade oferece uma infinidade de atrações, que mistura o antigo e o novo, de museus, parques e castelos a agitação noturna e muitos pubs. E uma coisa bem legal de Londres é que dá pra fazer tudo a pé e andando de transporte público.

Veja mais matérias sobre Londres AQUI

Antes de mais nada, anota aí a primeira dica: comprar um Oyster Card. Ele é tipo um bilhete único que vai facilitar muito a locomoção. Além disso, dá pra economizar uma grana usando esse cartão.

O metrô de Londres é muito bom e abrange toda a cidade, até o aeroporto. Além disso, com o Oyster é possível usar todo tipo de transporte público, inclusive os ônibus vermelhos de dois andares.
Agora sim. Vamos as dicas de passeios em Londres. Primeiro vamos começar com os passeios mais tradicionais, daqueles que quem visita Londres não pode deixar de conferir.

Realeza Britânica

Se esta for sua primeira vez em Londres tenho certeza que o Palácio de Buckingham será o número um da lista de prioridades. Digo isso porque foi a primeira coisa que fiz quando estive por lá na minha primeira vez.

O Palácio de Buckingham é a residência oficial da rainha, mas é provável que você não tenha a sorte de vê-la por aí. Mas uma coisa que dá sim pra ver é a troca da guarda que acontece bem em frente ao palácio.

Uma dica importante é chegar cedo, porque o local fica lotado de turistas. Seja como for, não arrede o pé e tenha muita paciência. A troca de guarda acontece todos os dias entre maio e julho e a cada dois dias no resto do ano, sempre as 11h30.

Para chegar no Palácio de Buckingham o metrô mais próximo é o Green Park.

ENCONTRE AS PASSAGENS COM O MELHOR PREÇO AQUI!

Aproveitando o dia, ali pertinho ficam dois parques: o Green Park e o Hyde Park, o maior parque do centro de Londres. Sem dúvida o mais legal é poder relaxar nesses parques, mas também dá pra fazer atividades e andar de bike, por exemplo.

Ainda perto do Palácio de Buckingham fica a Trafalgar Square, uma praça bem bonita e movimentada onde a principal atração é uma estátua do Almirante Nelson – que derrotou Napoleão – e o Museu National Gallery.

Torre de Londres – foto Lisia Minelli

As Joias da Coroa

Ainda falando em realeza, não podemos deixar de conferir as joias da coroa britânica. Elas estão expostas na Torre de Londres, localizada nas margens do Rio Tâmisa. A construção é de 1080 e o local já foi fortaleza, prisão e agora abriga a coleção de joias da rainha.

Além de ver as joias, dá pra fazer um tour completo pelo complexo que tem ainda uma coleção de armaduras, o portão dos traidores, a torre sangrenta e a torre branca. O legal é fazer esse tour com os Beefeaters, que são os guardiões da Torre de Londres.

Esse passeio guiado é pago e eles oferecem aparelhos de áudios para tradução e que ainda contam mais do lugar. No entanto, quem não quiser pagar pelo programa basta seguir o grupo e ouvir as histórias que os Beefeaters contam.

Lendas

A Torre de Londres é cercada de histórias de terror e de lendas. Uma delas diz respeito aos corvos que vivem por lá. Dizem que é preciso sempre ter corvos na torre porque o dia que eles desaparecerem, a torre cairia assim como o reino.

Por isso, a rainha tem um mestre dos corvos que cuida muito bem desses bichinhos, deixando-os felizes e o reino a salvo.

Do lado da Torre de Londres fica a Tower Bridge, um dos cartões postais da cidade. Construída em estilo vitoriano em 1894. A propósito, não confunda a Tower Bridge com a London Bridge, que foi a primeira ponte a ser construída em Londres para unir as duas margens do Tâmisa.

Lembrando que é preciso comprar ingresso para entrar na Torre de Londres e para chegar, o metrô mais próximo é o Tower Hill.
London Eye – foto Lisia Minelli

A beira do Tâmisa

Andando pelas margens do Tâmisa encontramos diversos atrativos, como Westminster, London Eye, Parlamento + Big Ben. Todos esses atrativos estão localizados na área central da cidade e é um dos locais mais fotografados de Londres.

A London Eye já foi a roda gigante mais alta do mundo até 2006, e ela oferece de cima dos seus 135 metros de altura uma vista da cidade que alcança 40 km de distância. Do lado da London Eye fica o Sea, maior aquário da Inglaterra. Ambos atrativos são pagos.

O Palácio de Westminster, também conhecido como Casas do Parlamento, é um prédio de 1512 que já foi residência real e hoje abriga o parlamento inglês. Junto ao Parlamento fica a torre do Big Ben.

VEJA AS MELHORES OFERTAS DE HOSPEDAGEM EM LONDRES AQUI – AJUDE O BLOG A SEGUIR EXISTINDO!

Vale lembrar que quando falamos do Big Ben, nos referimos a Torre do Relógio, já que o Big Ben é um enorme sino que fica no interior dessa torre.

Do lado do Parlamento fica a Abadia de Westminster, construída no ano de 1065, e escolhida para ser a sede das coroações reais. Além disso, a abadia também abriga as tumbas dos monarcas e figuras históricas britânicas dos últimos mil anos.

Para entrar na Abadia é preciso de ingresso, ou assistir a missa. E para chegar o metrô mais próximo é o Westminster.
Big Ben – foto Lisia Minelli

Shakespeare

Outro atrativo às margens do Tâmisa é o Shakespeare’s Globe Theatre, uma fiel reprodução do teatro construído em 1599 onde Shakespeare interpretou suas obras mais famosas. No Globe de hoje é possível ver espetáculos entre os meses de maio e outubro e ainda fazer uma visita guiada pelo espaço.

Os metrôs mais próximos são Mansion House, London Bridge e St Paul´s.

Alí pertinho do teatro tem ainda a Millenium Bridge, uma ponte suspensa construída em aço e inaugurada em 2000; e a St Paul’s Cathedral, a segunda maior catedral do mundo.

Piratas do Caribe?

Uma coisa que eu fiz quando estive em Londres foi pegar um barco e passear pelo Rio Tâmisa até o Observatório Real onde fica o Meridiano de Greenwich. Sem dúvida foi uma das melhores coisas que fiz porque consegui ver muita coisa. Nas margens do Tâmisa ficam diversas atrações da cidade, como a London Eye, o Parlamento, O Big Ben, a Torre de Londres e tantas outras coisas.

O Meridiano de Greenwich divide o globo em ocidente e oriente e lá no Observatório dá pra colocar um pé em cada meridiano e fazer uma foto bem legal.  Além disso, do morro dos jardins do Greenwich Park se tem uma vista panorâmica do local que inclui Museu Marítimo, Queen’s House e o Antigo Colégio Real.

Um dos filmes do Piratas do Caribe foi gravado nesta locação e o teto pintado do Colégio Real aparece nas filmagens.

Bom, eu fui de barco para este local, porque não tem metrô. Mas dá pra chegar de trem leve (DLR) descendo na estação Cutty Sark for Maritime Greenwich.

Picadelly Circus – foto Lisia Minelli

Entretenimento e lazer

Londres tem muitas praças, mas aqui vamos falar de uma que eu acredito ser a mais famosa de todas: Picadilly Circus.  Sua localização é privilegiada e é onde encontramos uma oferta enorme de lazer. São lojas, cinemas, teatros, restaurantes e pubs para todos os gostos. Com certeza é um dos lugares mais animados de Londres.

A Picadilly Circus é famosa por seus anúncios em neon, ao estilo Broadway, e fica bem no cruzamento com a Regent Street, famosa pelas lojas. Tem de todas as marcas.

E seguindo em frente na Picadilly chegamos a Leicester Square, que é o coração do bairro do entretenimento. Não deixe de entrar em um pub para tomar uma cerveja e comer “fish and chips”, tradicional prato inglês.

Compras

Antes que eu me esqueça, Londres é um excelente lugar para fazer compras. Mesmo com a libra nas alturas, os preços são bem interessantes. A minha rua preferida de compras em Londres é sem dúvida a Oxford Street. Por lá tem milhares de lojas de roupas, calçados, souvenires. Tem de tudo e mais um pouco.

Não apenas as ruas Regente e Oxford são boas para compras, como também os diversos mercados que Londres tem. Eu vou citar aqui três deles, que eu acho bastante interessantes: Borough Market, Portobello Road/Notting Hill e Camden Town.

Portobello Road e Notting Hill se conectam na mesma rua a uma distância de 3km, mais ou menos. Tanto eles quanto Camden Town são parecidos, pois oferecem feira ao ar livre, com barracas que vão de roupas a antiguidades, e todo tipo de bugiganga que você possa imaginar. O bônus de Camden Town é que você pode ir a pé até a casa onde morou a cantora Amy Winehouse.

Já o Borough Market é um mercado de alimentos que vende no atacado e varejo. Por lá a dica é ir para almoçar. As barracas oferecem uma série de opções de degustação e é provável que até comida brasileira você encontre por lá. Eu encontrei um brasileiro que tinha uma barraca de doces, que vendia brigadeiros.

Dá pra chegar de metrô em todos esses mercados.
Castelo de Windsor – foto Lisia Minelli

Fora de Londres

Se você for ficar bastante tempo em Londres, uma dica bacana é escolher uma cidade próxima para visitar. Nesse meio tempo você pode descobrir algo novo fora de Londres, como visitar Windsor, Stonehenge ou Liverpool, por exemplo.

Um dos mais passeios fora de Londres mais populares é ir a Windsor para conhecer o castelo que é uma residência de verão da rainha e foi onde se casaram Harry e Meghan. A cidade é adorável e merece uma visita. Stonehenge é outro passeio imperdível. O local é conhecido pela formação em círculo de pedras que podem chegar a 5 metros de altura e pesarem mais de 50 toneladas.

Essas duas primeiras opções ficam em média 1h30 de Londres e podem ser acessadas de trem e ônibus. Já Liverpool é mais longe, fica a 4h de trem. Mas para quem é fã de Beatles ou do time de futebol de Liverpool, é com certeza um passeio obrigatório.

Fã de Beatles

Ah, quem é fã de Beatles também não pode deixar de ir até Abbey Road e visitar o estúdio onde eles gravaram um de seus álbuns e que ficou famoso pela foto da capa, dos integrantes atravessando a rua. Dá pra fazer uma foto igualzinha. E os motoristas estão tão acostumados que até param e esperam os turistas fazerem a foto.

 

Vocês perceberam que eu não falei de nenhum museu de Londres? Só comentei sobre o National Gallery. Pois bem, Londres tem milhares de museus e minha ideia é fazer uma lista dos melhores. Fiquem atentos que em breve estará aqui no site essa lista, ok?

Antes de mais nada queria saber se as dicas foram legais? Vocês curtiram? Me conta tudo!!!!

 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celular, aluga um carro, garante os tickets para passeios ou compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveita e se inscreve no meu canal do Youtube e no meu Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas!

Posts Relacionados