ONDE FICAR EM AMSTERDAM? HOSTEL OU HOTEL?

E ai viajante! Depois que você descobriu o que fazer em Amsterdam neste post aqui, vamos falar sobre onde ficar em Amsterdam! Não apenas as melhores regiões, como também bairros, hotéis e hostels da cidade pra você se hospedar?

Por certo, Amsterdam é uma cidade super segura e fácil de se locomover. Por isso, escolher onde ficar é uma tarefa fácil, mas vou te dar algumas dicas pra você não ter dúvidas.

VIAJE TRANQUILO! CONTRATE SEU SEGURO VIAGEM AQUI!

 

REGIÕES PARA SE HOSPEDAR EM AMSTERDAM:

Eu já fiquei em 3 lugares diferentes:

  • Aeroporto
  • Centro
  • Zona Oeste

 

AEROPORTO:

Me hospedei no Steigenberger Airport Hotel, que fica coladinho ao aeroporto Schipol de Amsterdam. A saber, o hotel é uma famosa rede hoteleira alemã que gosto muito. Já pude ficar em outros hotéis deles, como o Jazz Hotel Stuttgart. O Steigenberger Airport Hotel Amsterdam é 5 estrelas e tem um quarto bem moderno com um espaço ótimo, dessa maneira, acomoda duas pessoas tranquilamente. E tem ainda um banheiro bem equipado.

Fiquei apenas uma noite lá, mas super recomendo para quem tiver um voo no dia seguinte ou tem uma longa conexão em Amsterdam. Em contrapartida, o único ponto ruim do hotel é ele não ser próximo ao centro da Amsterdam. Afinal, o que mais amo na Holanda é poder passear pelas cidades a pé, ou no máximo, andar algumas estações de metro até o centro. No caso do Steigenberger, a proposta é estar próximo ao Schipol Airport – e não ao Heineken Experience ou Coffee Shops locais.

CENTRO OESTE DE AMSTERDAM:

O Generator Hostel Amsterdam foi minha segunda escolha na capital holandesa.

O hostel é SUPER bonito, descolado, todo reformado em um estilo vintage modernizado e com bastante espaço comum. Mas, como nem tudo é perfeito, eu acredito que não volte a me hospedar lá tão cedo por dois fatores:

1.Distante do centro de Amsterdam: Como todos meus compromissos, passeios, encontros e interesses eram na zona central de Amsterdam, confesso ter me incomodado muito com a localização do Generator Hostel. Eu levava todos os dias quase meia hora para chegar ao centro caminhando, coisa que me incomodava, principalmente por ter pego dias frios e de chuva.

2.Atendimento e Staff confusa e pouco educada: Após um check-in super demorado e enrolado, consegui entrar em meu quarto. A primeira noite foi “ok”, apesar de muito barulho no quarto ao lado. Porém, na segunda noite, acordei com um membro da staff ás 3 da manhã apontando uma lanterna para minha cara enquanto falava para eu sair da cama pois haviam vendido para outra pessoa o quarto e eu teria que sair de lá naquele minuto. Sim, eu estava de cueca samba canção, dormindo e tive – PASME – que refazer minha mala toda, me vestir, ir até a recepção, provar que havia pago por aquele quarto e tentar ter minha paz.

Mesmo provando que eu já havia pago e recebendo os pedidos de desculpas da staff, já havia se passado uma hora (era 4 da manhã) quando ganhei uma nova chave para um novo quarto e um “vale desconto” para uma futura visita. Palhaçada, né?

CLINKNOORD AMSTERDAM HOSTEL:

Meu favorito hostel favorito, sem dúvidas! Olha, depois daquela noite no Generator Hostel, decidi sair de lá para outro lugar e, graças a Deus, fiz a melhor escolha!

Um grande amigo meu, o Diego do Na Placa Blog, havia comentado de hostel chamado CLINKNOORD que ficava pertinho da estação central de Amsterdam, muito bem localizado, estruturado e com uma staff excelente.

Resolvi conhecer o hostel e reservei um quarto privado para mim. Fiquei surpreso com o prédio que parece um college americano ou uma clássica universidade britânica. Entrando no quarto, gostei muito de ver os amenities no banheiro (shampoo e sabonete), toalhas e roupa de cama novinhos.

O que mais me chamou a atenção, foi que diferentemente do outro hostel, aqui as pessoas foram muito atenciosas, organizadas e zero confusas! Ainda me deram um drink grátis no bar! heheheh

Conheci alguns gringos, almocei em um restaurante que tem em frente ao hostel e fui para várias cervejarias a noite caminhando. Ir e voltar caminhando pra mim é algo que não tem preço. O hostel fica do outro lado do rio, mas tem uma balsa que sai a cada 5 minutos para o outro lado e é gratuita, e tão é muito fácil chegar.

Quando eu voltar para Amsterdam, vou buscar um lugar central como CLINKNOORD para me hospedar.

COMPRE AQUI SEU CHIP COM 4G NO MUNDO TODO COM 10% DE DESCONTO

Espero que este post te ajude a decidir onde ficar em Amsterdam. Se precisar de mais dicas, vou deixar abaixo um video com meu roteiro na Holanda.

 

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celular, aluga um carro, garante os tickets para passeios e compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará me ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo  gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveita e se inscreve no meu canal do Youtube e no meu Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas.

    Faça aqui a cotação com a Rota Amsterdam e garanta nosso desconto especial!

    Número de pessoas:

    Data: