Parque Estadual do Rio Doce – O que fazer e como chegar?

Acabei de voltar de uma das viagens mais diferentes que já fiz na vida. E por “diferente” digo incrível! Visitar o Parque Estadual do Rio Doce me deu uma visão completamente diferente de Minas Gerais da que eu tinha antes. Como moro em Campinas, interior de São Paulo, conheci bem o sul de Minas Gerais, mas nunca havia me aventurado por outras regiões do estado mineiro, além de sua capital.

Parque Estadual do Rio Doce - O que fazer e como chegar? 9

À convite do Estado de Minas Gerais, fui até lá me aventurar a conhecer mais desse estado que oferece MUITO mais que pão de queijo e doce de leite pros viajantes. Minha missão dessa vez era visitar o Parque Estadual do Rio Doce. Postei tudo em tempo real no SNAPCHAT: LucasEstevam1 e no INSTAGRAM: @EstevamPeloMundo.

Parque Estadual do Rio Doce - O que fazer e como chegar?

O que tem pra fazer no Parque Estadual do Rio Doce?

O Parque é a maior área contínua de Mata Atlântica do estado de Minas Gerais e oferece uma biodiversidade sem igual. Ele fica na região do Vale do Aço, entra as cidade de Timóteo, Marliéria e Dionísio. Aqui está um dos maiores sistemas de lagos do Brasil! Fica atrás apenas do Amazonas e Pantanal (pois é! Eu também não sabia disso!).

Parque Estadual do Rio Doce - O que fazer e como chegar? 10

Dentro do parque, várias atividade são oferecidas: desde trilhas simples, pesca, até – o meu favorito – safari noturno!

Parque Estadual do Rio Doce - O que fazer e como chegar? 15

Existem várias trilhas por lá e confesso que a primeira que fiz não gostei muito, pois andava-se MUITO e ao final não havia um visual tão legal devido a seca da região. Mas as atividades que mais gostei de fazer foram:

  • Observar pássaros
  • Safari noturno
  • Nadar no lago
  • Fotografar a natureza
  • Observar a fauna
  • Caçar jacarés
  • Andar de barco
  • Ver um pôr do sol SEM IGUAL!
  • Aprender MUITO sobre animais e a importância de certas espécies (aquele tipo de coisa que vou levar pra SEMPRE comigo)
  • Tentar abraçar macaquinhos que fugiam loucamente de mim (ok, isso não faz parte das atividades do parque, confesso).

Quanto custa visitar o Parque Estadual do Rio Doce?

Administrado pelo IEF (Instituto Estadual de Florestas) de Minas Gerais, a entrada no Parque Estadual do Rio Doce é cobrada de duas formas: você pode apenas passar o dia ou então dormir por lá. O Camping conta com uma área para 500 pessoas (de excelente infraestrutura). Os valores para passar o dia são de R$ 10,00 e a para dormir mais R$ 15,00.

Processed with VSCO with c1 preset

Como chegar no Parque Estadual do Rio Doce?

O acesso ao Parque Estadual do Rio Doce pode ser feito até mesmo de helicóptero! (Porém, como ainda não comprei meu helicóptero, conto aqui como fiz).  Chegando em Belo Horizonte, você pode alugar um carro ou até mesmo uma van e cair na BR-381 ou a BR-262. São 247 km de Belo Horizonte, porém, como a estrada não é duplicada, vale reservar umas 4 horas para a viagem. Durante o percurso existem vários restaurantes mineiros que valem sua visita.

Parque Estadual do Rio Doce - O que fazer e como chegar? 5

Onde ficar no Parque Estadual do Rio Doce?

Como acabei de falar logo ali em cima, o parque oferece uma área de camping para até 500 pessoas, então, se vc vier com até 499 amigos, vocês podem ficar por lá mesmo e se divertir de montão envoltos por muita natureza! Ok, ok! Como sei que você não tem 499 amigos para levar pro parque na vida real (talvez no facebook tenha), vamos voltar ao assunto que é a acomodação no parque!

Parque Estadual do Rio Doce - O que fazer e como chegar? 11

Aqui tem restaurante, vestiário, anfiteatro, centro de informações, posto da Polícia de Meio Ambiente e estacionamento. E caso não queira acampar, existe um alojamento, onde você pode trazer sua própria comida e viver um pouco mais confortável que um camping.

Como eu estava lá num esquema todo “pimpão” passei minha última noite na casa do governador. Sim, como o nome já diz, o governador ficou por lá (e eu também, né) mas isso foi apenas uma noite, pois nas 3 primeiras noites fiquei na cidade de Marliéria (juro que demorei a semana pra falar certo o nome dessa cidade). A pousada que nos acolheu chamava-se “Pousada Gentil” e como o nome já diz (risos risos e mais risos) foram todos muito gentis com a gente. Vou escrever ainda um post sobre isso!

Existem também os alojamentos dentro do próprio parque,  com os seguintes valores:

Alojamento com uma cama de casal: R$50,00;
Alojamento com uma casal e uma de solteiro: R$70,00;
Alojamento com quatro camas de solteiro: R$100,00;
Alojamento com cinco camas de solteiro: R$120,00.

O pagamento é realizado na portaria, em dinheiro, quando você chega. Não há taxa para estacionamento.

Parque Estadual do Rio Doce - O que fazer e como chegar? 16

Se quiser saber mais sobre Minas ou o MUNDO, me siga no Instagram: @EstevamPeloMundo, me adicione no Snapchat: LucasEstevam1 e bora assistir meus vídeos lá no Youtube (como esse que está bem aqui embaixo) e NÃO deixe de deixar seu comentário aqui! Pode ser uma dica, um beijo ou simplesmente um “oi”, pois ando meio carente.

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celular, alugar um carro, garante os tickets para passeios e compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará me ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo  gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveita e se inscreve no meu canal do Youtube e no meu Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas.

Deixe o seu comentário

Posts Relacionados