Wanderlust: que coisa é essa?

No meu último mês na Austrália fiquei pensando que eu deveria fazer algo que pudesse me lembrar para sempre daquele 1 ano que havia se passado. Decidi que faria por lá, então, a minha primeira tatuagem! Eu já vinha pensando há muito tempo sobre fazer uma tatuagem e, de repente, a ficha caiu que ali seria a oportunidade perfeita! Comecei a pensar no desenho e sabia que teria que ser algo relacionado à Austrália ou algo que me definisse enquanto viajante e apaixonado pelo turismo e pela aviação (não, eu não poderia deixar o avião de fora dessa!). Foi assim que cheguei à palavra Wanderlust. Pois bem, procurei um tatuador local conhecido de amigos e fiquei muito feliz com o resultado! O problema é que sempre que alguém pede para ver a minha tatuagem a pergunta é inevitável: mas o que significa Wanderlust? É isso que resolvi explicar nesse post!

Tattoo
And the traveller goes on…

É claro que eu não tatuei essa palavra sem antes pesquisar muito! Vamos lá: Wanderlust é uma expressão de origem alemã – “wandern” que pode significar caminhada e “lust” seria um desejo. Quando as duas palavras se juntam a expressão geralmente indica um forte desejo de viajar ou de explorar o mundo. No alemão moderno o uso da palavra Wanderlust como sinônimo de “desejo de viajar” é menos comum, tendo sido substituída por “Fernweh”. Esse desejo de viajar chega a tomar todo o nosso corpo e mente, chegando a dar até uma sensação de desconforto nas pernas, uma vontade muito grande de ir explorar o mundo, de encontrar algo novo.

A sociologia explica que, do ponto de vista do turismo, é preciso diferenciarmos duas expressões: sunlust e wanderlust – a primeira está relacionada à busca pelo relaxamento e a segunda pelo envolvimento e compromisso com diferentes experiências culturais. Quem leu meu primeiro post aqui no Estevam Pelo Mundo vai lembrar que eu disse que as nossas experiências de viagens são fundamentais para a criação de uma teia de memórias que nos forma enquanto indivíduos únicos (quem não leu clica aqui). Está aí, então, a importância de ser um Wanderluster!

Em minhas pesquisas acabei encontrando um teste legal no Blog World of Wanderlust para que você possa identificar se você é um Wanderluster ou não! Os 10 principais sinais são os seguintes:

  1. Você valoriza as experiências, não as coisas materiais.
  2. Sua primeira pergunta é “de onde você é?” e não “como você está?”
  3. Você domina a arte de driblar o jetlag.
  4. Você converte moedas sem precisar pesquisar as taxas.
  5. Você pode dizer “olá” e “obrigado” em vários idiomas.
  6. Você responde à pergunta “onde você conseguiu isso?” com um país ao invés de uma marca.
  7. Você planeja as suas viagens com meses de antecedência e pesquisa 1738183719 coisas no Google.
  8. Você tem um calendário de contagem regressiva até a sua próxima aventura.
  9. Você começa a ter alucinações e passa a enxergar mapas na sua comida!
  10. Você começa a maioria das suas histórias com “Quando eu estava em…”.

Se você concordou com 6 ou mais das afirmações anteriores, as chances de você ser um Wanderluster é muito grande! Seja bem-vindx ao Clube! Vem pro mundo você também, viajante!!! 😀

Wanderlust

Deixe o seu comentário

Posts Relacionados