HOSPEDAGEM GRÁTIS???

tumblr_l0fnvcfNWO1qz4cvn

Você já ouviu falar na palavra couchsurfing?Ao pé da letra siginifica “surfistas de sofá”. É uma rede mundial de hospedagem solidária, com mais de 10 milhões de usuários espalhados em mais de 240 países e é ideal para os aventureiros que querem economizar em suas viagens.

Se você ficou interessado em participar, basta acessar o site e criar um perfil informando se está disposto a viajar para o sofá de alguém ou deixar que durmam no seu. O alojamento não é obrigatório, portanto, você pode ser um viajante mas não ser um anfitrião, embora essa seja uma ótima maneira de fazer novas amizades. Dessa forma, a hospedagem é completamente consensual entre o convidado e o anfitrião, sendo que a duração, natureza e termos para estadia devem ser acordados por ambas as partes.

Para encontrar um couch basta colocar o nome da cidade que viajará e fazer a busca. É possível filtrar especificando a idade, sexo, idiomas que fala, se é membro verificado. Dependendo da cidade vai aparecer uma lista enorme de todos os membros. O interessante é buscar por pessoas com afinidades em comuns.

Há grupos de discussão, reuniões, encontros e salas de bate-papo disponíveis aos usuários para que eles aumentem a confiança entre si. Além disso, para aumentar a segurança dos membros, o CouchSurfing disponibiliza sistemas opcionais de verificação de identidade.

Minhas experiências:

A primeira vez que utilizei o couchsurfing foi na Islândia e não foi nada boa em relação a dormir, pois não tinha sequer um sofá, mas o dono da casa me ofereceu um mini colchão para dormir no chão, mas acabei fazendo amizade, não só com o anfitrião, como com outros 2 americanos que ali estavam hospedados.

Por outro lado, já fiquei em um super apartamento, com quarto e cama só pra mim, e não era cama de solteiro, era de casal, enormeeee. Sem contar que tinha banheira. Nunca fui tão bem recebido, muito melhor que qualquer albergue ou hotel. Abaixo citarei algumas dicas, mas adianto por aqui, faça sempre um agrado para a pessoa que te receber, isso é uma forma de agradecimento por uma pessoa que abriu as portas de sua casa para um desconhecido.

Também já fiquei em um apartamento com mais de 8 pessoas, todas espalhadas pelos corredores. Nesta situação, eu particularmente não gosto muito. Muita muvuca, cada hora é uma pessoa que toca a campainha durante a noite chegando das baladas.

Como vocês puderam perceber tem todo tipo de cenário, por isso recomendo bastante para ler todo o perfil da pessoa que for te receber.

Algumas dicas:

1 – Ao cadastrar no site, crie seu perfil completo, tente mostrar quem você é, do que você gosta, o que você faz. Com perfil completo fica mais fácil das pessoas te aceitarem como hóspedes.

2 – Como não são todas as pessoas que estão abertas a receber viajantes, é importante na hora de solicitar hospedagem ler o perfil todo da pessoa, inclusive daquelas pessoas com status “talvez possa hospedar”. Digo isso porque você pode acabar ficando na casa de uma pessoa que fuma muito tendo alergia disso. Ou então não gosta de animais e acaba ficando na casa de uma pessoa com cães e gatos.

3 – Outra ideia genial deste site é você poder entrar em grupos da cidade para aonde vai. Assim você pode marcar encontros com várias pessoas daquela região, recebendo dicas, como melhores restaurantes, pontos turísticos, e as vezes, se você não tiver conseguido se hospedar na casa de um membro do couchsurfing, nesses encontros alguém pode te oferecer um sofá, assim você evita mais uma diária em hotel. Outro aspecto interessante é que você pode arrumar companhia para os passeios.

4 – Pegue todas as informações necessárias do anfitrião, assim como você passe todos seus dados para ela, como telefone, email, endereço, mapas, pois imprevistos podem acontecer e fica difícil conversar apenas pelo couchsurfing.

5 – Tome cuidado com suas coisas. Não que o programa couchsurfing seja perigoso, mas às vezes, em uma mesma casa, pode estar recendo mais de um surfista, portanto, nunca é demais tomar cuidado. Um exemplo que passei foi em Lisboa, fiquei no apartamento do Luis com outras 8 pessoas espalhadas pelo corredor, cozinha, uma bagunça kkkk.

6 – Seja o hóspede que você gostaria de receber. Seja organizado, faça algum agrado ao anfitrião, como pagar um almoço, janta, ou até mesmo dar uma lembrancinha. Em Luxemburgo fiquei na casa de um casal super simpático e no último dia de minha hospedagem eu dei uma camisa oficial do Brasil para o Jorge. Assim você ajuda a incentivar que as pessoas continuem oferecendo um pedaço de sua casa.

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celular, alugar um carro, garante os tickets para passeios e compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará me ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo  gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveita e se inscreve no meu canal do Youtube e no meu Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas.

Deixe o seu comentário

Posts Relacionados