Viajar, por quê?

Por Rafael Castro

 

Olá viajantes! Como este é o meu primeiro texto para o Estevam Pelo Mundo achei que seria prudente escrever algo onde eu pudesse não só me apresentar, mas também “colocar para fora” uma das minhas principais inquietações sobre as viagens.

Minha relação com as viagens tem início há quase 30 anos atrás. Eu vivia com meus avós maternos, minha tia e minha mãe na cidade de Juiz de Fora/MG quando tudo começou. Durante vários anos meus avós me levavam para passar as férias na casa de uma tia que morava em Florianópolis/SC. Não era uma viagem fácil: eram pelo menos 24 horas dentro de um ônibus da Viação Itapemirim que, nos anos 1980, não tinha nem 1/3 do conforto dos ônibus de hoje! Ar condicionado? Nem pense nisso! Ainda assim, mesmo com todo o “perrengue”, aquilo me fascinava! Nada me deixava mais contente do que saber que nas próximas férias eu passaria por tudo aquilo novamente. E não pensem que o meu interesse era só no destino onde eu encontraria meus primos e familiares, me divertiria. Eu gostava mesmo era do deslocamento até lá! E quando alguém me perguntava “o que você vai ser quando crescer?” adivinhem qual era a minha resposta: motorista de ônibus da Viação Itapemirim. Até uma miniatura do famoso Tribus (sensação nos anos 1980, os primeiros ônibus com três eixos no Brasil) eu cheguei a ganhar de presente. Eu não o tenho mais, mas era parecido com esse aí da foto!

bus

Depois disso, não parei mais! Sempre que eu tinha a oportunidade de viajar lá estava eu com as minhas malas arrumadas bem rapidinho! Nem pensava duas vezes! No final das contas, acabei deixando os ônibus um pouco de lado e me apaixonei mesmo foi pela aviação. Fiz inclusive o mestrado e estou terminando o doutorado nessa área.

Mas afinal, o que nos faz querer viajar? Essa foi uma das respostas que fui buscar ao cursar a Graduação em Turismo. Hoje, como professor do curso de Bacharelado em Turismo do CEFET/RJ e com muito mais conhecimento acerca do chamado “fenômeno turístico”, essa pergunta ainda é uma inquietação. Para início de conversa, nós seres humanos somos feitos de memórias e é justamente a história de cada um que constrói a nossa individualidade. Neste sentido, viajar colabora para a construção de um conjunto de memórias que faz parte de nós enquanto indivíduos únicos e distintos. Significa dizer, então, que as viagens são parte fundamental de quem somos e que nossas experiências turísticas podem dizer muito sobre nós. Não é genial isso?

Para mim, viajar significa liberdade! O filósofo Alain de Botton vai ao encontro disso em seu livro “A arte de viajar” quando diz que nossas vidas se transformam profundamente ao pousarmos em um local do qual, até então, não temos lembranças e onde ninguém sabe nosso nome. Mas viajar também significa conhecimento e autoconhecimento. Por isso digo que as viagens são capazes de transformar as pessoas e torná-las muito mais conscientes sobre si mesmas e sobre o mundo. Ninguém volta de uma viagem da mesma forma que saiu de casa: a gente sempre aprende algo sobre o mundo e sobre nós mesmos! Eu tive uma professora na graduação (Profa. Dra. Miriane Frossard) que uma vez me disse a seguinte frase: “Depois que você entrar no seu primeiro voo internacional, você nunca mais vai querer saber de outra coisa”. E ela estava totalmente certa! Descobrir que, de fato, existe um mundo “lá fora” e que a cada viagem é possível ser confrontado com realidades totalmente diferentes é fascinante!

Mas essa é só uma pincelada sobre um assunto inesgotável… E vocês? O que faz vocês saírem do conforto das suas casas, enfrentar um aeroporto, várias horas de voo e descobrir um novo lugar? O objetivo do texto é que possamos construir de forma colaborativa! Por isso, queridos leitores, fiquem a vontade para enviar seus comentários, perguntas e críticas!

Por fim, me sinto extremamente feliz e honrado em fazer parte da nova equipe de colunistas do Estevam Pelo Mundo! Que esse seja só o primeiro texto de muitos que virão por aí! Iremos conversar muito sobre turismo e aviação (minhas grandes paixões), mas também pretendo compartilhar minhas histórias e dicas de viagens com vocês viajantes. Agradeço de coração ao Lucas Estevam pela oportunidade e sejam todos muito bem-vindos!

 

Rafael Castro

www.facebook.com/turismobilidade

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celular, alugar um carro, garante os tickets para passeios e compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará me ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo  gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveita e se inscreve no meu canal do Youtube e no meu Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas.

Deixe o seu comentário

Posts Relacionados