Depressão pós-intercâmbio

ajuda

Foto: Reprodução 

 

Viajar é sempre muito bom, te traz novas amizades, experiências, visões de mundo, e claro, muito conhecimento (tanto pessoal quanto profissional). Mas e a volta para casa?

Muita gente se sente deslocado, por diversas questões. O fuso horário muda e você se sente mais cansado, as pessoas são outras, as atividades cotidianas voltam ao normal, e você sente o choque cultural novamente. Acontece independente de quanto tempo você fica fora, mas quanto mais tempo, pior é. Isso tudo é super normal (e inevitável!), mas nem por isso deixa de ser coisa séria: depressão pós-intercâmbio realmente existe, e é até objeto de estudos.

Chamado pelos especialistas como “Síndrome do regresso”, o termo foi criado pelo neuropsiquiatra Décio Nakagawa. Enquanto na ida para o intercâmbio ficamos por muitas vezes homesick (com saudades de casa) e levamos cerca de 6 meses para nos adaptar, na volta a readaptação pode levar até 2 anos!

Mas, como eu disse, isso é normal. Porque a verdade é que é mais fácil pra gente se adaptar à novos – e lindos –  lugares, à conhecer pessoas novas, fazer e aprender coisas novas, do que continuar na rotina de sempre. E é por isso que você pode acabar se sentindo um pouco depressivo ao voltar, e pode ser também que ninguém te entenda. Seus pais, seu (sua) namorado (a) e seus amigos vão estar tão felizes com a sua volta que não vão compreender o que está acontecendo. Mas não é “frescura”, e tanto você quanto eles vão precisar de paciência, e principalmente de tempo (você para se readaptar, e eles para ouvir você falando sobre a experiência, contando mil histórias e expressando sua saudade do lugar).

E, como quase tudo na vida, isso é administrável, e trata-se de uma fase. Sim, uma fase – até os especialistas afirmam. E fases sempre passam.  A solução para essa questão é se ocupar por aqui para voltar à sua rotina e se adaptar na sua realidade de mundo. Aproveite seus conhecimentos novos para lançar novos projetos por aqui, ou fazer novos cursos. Faça um blog para contar as suas experiências – escrever é uma forma de expressão muito forte e sempre ajuda (além disso, compartilhando informações você ainda pode ajudar outras pessoas em situação semelhante). Aproveite a sua maior aptidão em outro idioma para dar aulas ou arrumar um emprego novo, por exemplo. Pegue todas as suas experiências e transforme-as em algo bom para ser aplicado aqui no Brasil. Além disso, amigos e família são fundamentais nessas horas – valorize-os, converse com eles, saia com seus amigos. Depois disso, você vai ver como as coisas vão voltar ao normal. Afinal, não há lugar melhor que a nossa casa!

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celular, alugar um carro, garante os tickets para passeios e compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará me ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo  gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveita e se inscreve no meu canal do Youtube e no meu Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas.

Deixe o seu comentário

Posts Relacionados