4 passeios totalmente fora do comum

Ver a Torre Eiffel em Paris, andar de gôndola na Itália ou saltar de paraquedas na Nova Zelândia. Tudo isso parece bem legal, né? E clichê. Queira ou não, a maioria das pessoas fazem isso! (não que não seja legal, mas é bom variar de vez em quando). E, por isso, eu resolvi reunir pra vocês – mais rebeldes haha – passeios NADA tradicionais ao redor do mundo:

Se desapegar em Hiddensee Island, Alemanha

Uma ilha no Báltico que é um tanto diferente. Não existem carros (sim, você leu certo!), apenas cavalos, charretes  e bicicletas. E  ainda é possível caminhar pelas dunas de areia ou relaxar numa Strandkorb – uma cadeira de praia coberta e acolchoada para duas pessoas – para ver o mar.

Visitar um templo no Japão

O Japão tem cerca de 3 mil templos, que no país, são muito respeitados e expressam o budismo e o xintoísmo – as duas religiões mais tradicionais. Além disso, os templos são tão bonitos que acabam sendo verdadeiras referências da arte e da arquitetura japonesa. Uma das maiores manifestações populares do país é o hatsumode, a primeira visita do ano a um templo budista ou xintoísta, que acontece no Oshogatsu, o Ano-Novo japonês. Na primeira semana de janeiro, os templos ficam lotados de pessoas que fazem ora­ções para garantir saúde e sorte para o ano todo.

Andar de trenó no Alasca

Sim, é possível! Muitas empresas oferecem o serviço no local, e levam turistas para dar passeios incríveis em trenós puxados por huskys – assim como nos filmes e seriados. Isso te dá a chance de fazer algo totalmente novo, além de conhecer mais sobre o Iditarod (uma competição de trenós).

Conhecer um parque temático inusitado

O Jeju Loveland foi criado em 2004 pra dar um toque de ousadia na Coréia do Sul.  Considerado um lugar para se distrair, rir e falar besteira, é um lugar repleto de esculturas – estáticas e interativas – de posições e artigos sexuais. Ao todo, são 140 obras que se somam a filmes educativos sobre o assunto, mostras interativas e exposições periódicas de artistas coreanos. Mas, claro, só maiores de 18 anos podem visitar o parque.

 

 

 

 

Deixe o seu comentário

Posts Relacionados