Viagem de fim de semana – A vila de Paranapiacaba

Hoje é dia de dar dicas sobre viagem para se fazer no fim de semana. Nada mais justo do que indicar o distrito de Paranapiacaba, no município de Santo André, em São Paulo. O nome faz referência à palavra na língua tupi, que significa “lugar de onde se vê o mar”.

Paranapiacaba surgiu de forma a abrigar os trabalhadores e ser centro de controle operacional da antiga companhia inglesa de trens, São Paulo Railway, que fazia o transporte de cargas e pessoas do interior paulista até o porto de Santos e vice-versa.

Foto: Hiroki Matsubara/Flickr
Foto: Hiroki Matsubara/Flickr

Toda a estrutura arquitetônica da vila ferroviária é mantida, já que foi tombada por órgãos estaduais e nacionais de preservação do patrimônio histórico e artístico. Além disso, o distrito fica localizado no alto da Serra do Mar, o que proporciona uma vista belíssima de parte da Mata Atlântica e um clima de frequente neblina.

Foto: Roberto Borella/Flickr
Foto: Roberto Borella/Flickr

Entre as opções de atividades, há o passeio de maria-fumaça, coordenado pela Associação Brasileira de Preservação Ferroviária, que funciona nos finais de semana e feriados e percorre aproximadamente um quilômetro. O custo do passeio é de R$ 5,00.

Há também o Expresso Turístico, organizado pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), cujas viagens acontecem sempre aos domingos (exceto no segundo domingo do mês), saindo da Estação da Luz, em São Paulo, por volta das 8h30 ou da Estação Celso Daniel, em Santo André, às 9h. A chegada na vila de Paranapiacaba ocorre às 10h e o retorno, às 16h30. A passagem custa R$ 30,00 para quem sai de São Paulo, mas é preciso agendar com antecedência. Durante a viagem, monitores contam um pouco da história local.

Foto: Alexsander Loula/Flickr
Foto: Alexsander Loula/Flickr

No que diz respeito aos museus, há o chamado Castelinho, construído no alto de uma colina para ser a residência do engenheiro-chefe; simbolizava a liderança e a hierarquia e, por isso, pode ser visto de qualquer ponto da vila. O Museu Funicular preserva máquinas antigas, além de fotos, objetos e fichas de funcionários.

Também vale a visita no Clube União Lira Serrano, principal centro de eventos e atividades culturais, na Igreja de Paranapiacaba (ou Capela do Alto da Serra), nas casas dos antigos funcionários que, preservadas até hoje, fazem distinção entre casas de famílias, casas de solteiros e casas de engenheiros, e na réplica do Big Ben, construída pelos britânicos.

Foto: Rubens Chiri/Flickr
Foto: Rubens Chiri/Flickr

Para quem gosta de natureza e aventura, há a opção de passeio no Parque Municipal Nascentes de Paranapiacaba, onde os turistas podem desfrutar da beleza das trilhas, cercadas por bromélias e orquídeas, além de aves e animais silvestres e um circuito completo de arvorismo.

O mês mais movimentado na vila é julho, por conta da realização do Festival de Inverno, que reúne estrelas da música brasileira e estrangeira, embaladas pelo frio da serra e pelas comidas típicas da estação. Mas Paranapiacaba vale a pena ser conhecida em qualquer época do ano.

Foto: william miranda andrade/Flickr
Foto: william miranda andrade/Flickr
Deixe o seu comentário

Posts Relacionados