Au pair – Dicas e curiosidades sobre o programa

Foto: Oliver Rossi/Corbis
Foto: Oliver Rossi/Corbis

Você quer passar um tempo morando em outro país mas não tem dinheiro suficiente para isso? Você adora crianças? Então é com você mesmo que eu to falando.

Na semana passada, fizemos um post introduzindo programas de au pair, que você pode ver aqui. Para você que gostou da ideia, selecionamos algumas dicas (as principais) que vão te fazer ir atrás dessa oportunidade sem pestanejar.

1. Decida se você vai por meio de uma agência de viagens ou de um site de au pair. Seja qual for sua decisão, fique atento para não cair em roubada, verifique se o site é seguro ou se a agência é confiável – se pode te orientar durante todo o processo e não vai te deixar na mão.

2. Pense para que país gostaria de ir e fique por dentro de como são os programas de au pair no seu destino. Em alguns países, como nos Estados Unidos, por exemplo, só são aceitos programas de au pair mediados por uma agência – se você não tiver vínculo com uma agência, estará ilegal no país.

3. O contato com as famílias antes da escolha é um dos momentos mais importantes. Faça questão de estabelecer esta relação, não importa por qual meio – pode ser por skype, telefone, e-mail…

4. Não fique com vergonha de fazer perguntas. Conhecer os hábitos da família que te receberá pode ser mais importante do que você pensa, já que há muitas diferenças culturais e vocês conviverão até cansarem – e depois que cansarem continuarão convivendo. Pergunte sobre horários, hábitos alimentares, atividades, religião, o lugar onde vivem, o que gostam e o que não gostam de fazer e, claro, sobre a expectativa deles em relação a você.

5. Há diversas regras estabelecidas pelas famílias, que podem variar. Por isso, é importante perceber se o que eles dizem corresponde ao que você espera e se você se identifica com os hábitos relatados por eles.

6. Peça o contato da au pair antiga ou da atual para saber sobre a experiência dela. De quebra, você consegue algumas dicas extras com uma fonte neutra – já que ela não é exatamente da família e pode ser sincera de verdade.

7. Se você quiser, pode fazer alguma atividade aqui no Brasil, antes da viagem, que envolva relacionamento com crianças, como trabalho em ONG’s, creches, cursos de cuidados com crianças, etc.

8. Para se dar bem como au pair é preciso ser flexível, aberto a novas experiências, oportunidades e principalmente desafios, ter paciência e gostar de crianças (!!!).

9. É claro que você não precisa ter nível avançado no idioma do país de destino, mas é super importante que saiba muito bem entender e ser entendido. Considerando que você cuidará de crianças, você ficará encarregado de remédios e detalhes como alergias, alimentos, o que pode e o que não pode. É bom que você entenda cada palavra do que os pais disserem e seja responsável, ok?

10. A dica máxima é: aproveite como nunca aproveitou nada na vida! Faça seu trabalho, mas não deixe de aprender o idioma, conhecer novos lugares, fazer novos amigos e ser feliz. Viagem é viagem de qualquer jeito, seja como intercambista, mochileiro ou como au pair.

Deixe o seu comentário

Posts Relacionados