Por que você NÃO deve viajar sozinho

Foto: Drew Myers/Corbis
Foto: Drew Myers/Corbis

São frequentes os conselhos para que viajantes embarquem sozinhos nas aventuras da vida. Quantas vezes você já leu textos que indicavam os motivos e, mais do que isso, as vantagens de viajar sozinho? Aqui mesmo, no blog, já demos dicas deste tipo, no post “Por que você deve viajar sozinho”.

Mas a verdade é que também há muitas vantagens em viajar acompanhado.

Pode ser com um amigo, uma amiga, namorado, namorada, ou mesmo algum parente. Quando você viaja acompanhado, todos os perrengues serão enfrentados juntos, ou seja, os problemas serão divididos. Duas cabeças pensando é sempre melhor do que uma, certo?

Você com certeza passará por situações complicadas em sua viagem, como acontece sempre que você sai da zona de conforto – sua casa, seu sofá. Mas, quando você tem companhia, estas situações podem ser facilmente ultrapassadas, já que, pensando juntos, a solução chega mais rápido.

Além disso, depois de ultrapassada qualquer barreira, você vai ter com quem dividir as lembranças (e isso é o mais legal de tudo!!). Você vai ter com quem rir do que aconteceu. Não vai passar por aqueles momentos constrangedores em que conta uma história e ri ao mesmo tempo – de tão engraçada que é a história, não consegue esperar até o final, ri antes do ápice e, às vezes, o ataque de riso é tanto que você sequer consegue mesmo chegar ao final -, mas ri sozinho, ninguém entende o motivo da piada nem consegue imaginar a situação – que você jura que era muito engraçada e, quando termina, ainda solta um tímido “na hora foi engraçado”.

Viajando acompanhado, você vai ter alguém para não te deixar esquecer de cada detalhe de todos os momentos pelos quais vocês passaram. Convenhamos que sempre tem alguma coisinha que você esquece, afinal, são tantas coisas boas vividas naquele lugar diferente, tantas coisas estranhas, inéditas. Mas, quando você viaja com alguém, essa segunda cabeça pensante pode lembrar daquilo que você esquece – e a recíproca também é verdadeira, já que você pode lembrar de coisas que seu parceiro de viagem não consegue lembrar.

A comunicação também pode ficar muito mais fácil quando você tem um companheiro, principalmente em países cujo idioma falado não é sua língua materna – você pode até saber inventar falar o idioma, mas, ainda assim, só a prática leva à perfeição. Nestes casos, vocês podem se complementar quando forem falar com um nativo, ou mesmo se corrigir, aperfeiçoar a pronúncia um do outro.

E como esquecer das fotos?? Viajando acompanhado, você terá sempre alguém para tirar fotos suas em frente àquele monumento famoso ou a uma casa tão linda que você garante que voltará para morar ali. Você vai ter sempre alguém com quem sair nas fotos, não vai precisar inventar um sorriso nem ficar meia hora posicionando a câmera e, no final, ainda tremer e ter que tirar outra.

As contas também poderão ser divididas, desde hospedagem, alimentação, até transporte e souvenirs. E, por fim, um pode cuidar do outro – sendo mais de duas pessoas, todos podem cuidar de todos – e se ajudar, já que vocês estão juntos, longe da zona de conforto.

Viajar acompanhado tem muitas vantagens.

Assim como viajar sozinho.

A conclusão disso tudo? Viajar é a vantagem. Seja como for.

Posts Relacionados