Fora de época – Vinho quente e quentão

Foto: Henrique Alex/Flickr
Foto: Henrique Alex/Flickr

Eu sei que a época de festa junina já passou (e faz tempo… Ô ano que passou rápido!), mas resolvi falar sobre duas bebidas que todo mundo adora, mas poucos sabem fazer e ainda menos pessoas sabem a diferença entre elas: vinho quente e quentão.

Em junho (e até meados de julho), a impressão que dá é que o ar das cidades tem o aroma dessas bebidas. Onde quer que vá, você encontra essas opções e, de repente, assim que acaba a festança, elas somem e você não encontra mais de jeito nenhum. A não ser que você mesmo faça.

A fundamental diferença entre as duas bebidas é que o quentão é feito com cachaça e o vinho quente, como pressuposto, com vinho.

As receitas de quentão são diversas, mas todas respeitam a combinação básica entre cachaça, açúcar, limão e gengibre. Repetindo: gengibre. Esse é o elemento que dá o toque final (e especial) ao quentão. As variações aceitam também doses autorais de canela, cravo, laranja, mel e, inclusive, vinho branco (o chamado “quentão de vinho”).

Foto: julianatoledodefaria.com.br/Divulgação
Foto: julianatoledodefaria.com.br/Divulgação

O vinho quente é um pouquinho mais incrementado, já que, dizem, é uma espécie de sangria aquecida e à qual são adicionadas especiarias. Basicamente, a bebida é feita de vinho tinto, frutas, açúcar, cravo e canela. No Brasil, antes da popularização dos vinhos finos, eram usados os vinhos de garrafão para produção do vinho quente, portanto, é uma opção para quem pretende gastar menos.

Sobre as frutas, não há uma que seja obrigatória no vinho quente, mas é preciso que haja alguma – pode ser a que você mais gosta. As mais comumente utilizadas são maçã, abacaxi, laranja e uva, entre outras.

Foto: Hugh Kimura/Flickr
Foto: Hugh Kimura/Flickr

A verdade é que não precisa ser época de festa junina para ter a possibilidade de apreciar essas duas bebidas. Conhecidos os elementos-base, há diversas receitas espalhadas por aí, basta encontrar uma que te apeteça e mãos à obra!

Ah! No Uva Bar, há quase infinitas opções de vinhos. Vale a pena ir lá conferir, antes de começar a preparar sua receita.

Lembrando que toda vez que você reserva seu hotel, contrata o seguro viagem, compra um chip de celular, alugar um carro, garante os tickets para passeios e compra suas passagens aéreas pelos links aqui do blog, você estará me ajudando que todo conteúdo desse blog continue sendo  gratuito e que eu possa continuar levando esse projeto a todos os viajantes!

Aproveita e se inscreve no meu canal do Youtube e no meu Instagram para ficar sabendo de mais dicas e novidades sobre viagens além de reviews de companhias aéreas.

Posts Relacionados