MELHOR TANGO EM BUENOS AIRES – E O PIOR DE TODOS

Eaí seus viajantes! Prontos pra descobrir o melhor e pior tango em Buenos Aires? Então vem com o Estevinho aqui que decidiu assistir à três shows de tango em Buenos Aires pra fazer um comparativo de qual seria a melhor opção.
Visitei o Tango Porteño, Esquina Carlos Gardel e o Señor Tango. Vou falar dos valores, serviços de transfer e qualidade do jantar e dos shows. Preste atenção até o final do post, pois um destes 3 tangos é uma verdadeira FURADA e me sinto na missão de falar em detalhes porque você não deve visitá-lo e porque os outros dois eu gostei.

Aproveito pra deixar claro que nosso foco no blog não é difamar, ofender ou falar mal de qualquer empresa ou serviço (na verdade, esta é a primeira vez neste blog que escrevo algo tão negativo sobre um passeio). Porém, é minha missão como blogueiro de viagens alertar você sobre as furadas que existem no mercado.

VAI PRA ARGENTINA? RESERVE SEU HOTEL EM BUENOS AIRES PELO BLOG:
Você pode fazer a reserva pelo Booking.com ou diretamente neste link AQUI. Caso você use este link, me ajuda a continuar escrevendo o blog  e seguir ajudando pessoas a viajar o mundo com uma pequena comissão. Ah! E você não pagará nada a mais por isso. 🙂

MELHOR TANGO CUSTO BENEFÍCIO – Tango Porteño:
Meu primeiro tango foi o Tango Porteño. Ele não é muito caro, e a opção sem jantar é realmente bem acessível. Porém, como a “tradição” de um show de tango em Buenos Aires inclui um jantar com bom vinho, recomendo pegar, sim, o jantar se for assistir à um show de tango em Buenos Aires.

Aliás, o tango em Buenos Aires, na maioria das vezes, é vendido como um pacote que inclui o transfer, jantar e o show.
O transfer nos buscou às 20:00 horas em nosso hotel e fomos dentro de uma van bem confortável até a av. Cerrito – quase que avenida 9 de Julho – onde fica localizado o Tango Porteño.
O JANTAR:
Por volta das 21:00 horas, já estávamos jantando. Foram servidas empanadas de entrada, uma carne argentina como prato principal e pedi uma degustação de doces argentinos (que foi o mais gostoso!).
Assim que retiraram a sobremesa, os garçons SUMIRAM! Fiquei espantado, pois queria mais água e mais vinho e durante todo o show ninguém me ajudou e nenhum garçon atendia as mesas. Uma pena.

O SHOW DE TANGO:
Como ficamos na platéia (lugar mais barato), pensei que eu não iria conseguir ver bem o show, mas me enganei!
Nossa mesa estava em uma boa posição e o show foi bem bonito. Bem produzido e os dançarinos mostram saber o que estão fazendo. Gostei!



A casa também é muito bonita, pois é um teatro super amplo e bem conservado, no estilo década de 20.
Acredito que vale, sim, a visita.

PREÇOS:
São três opções de valor, e, claro, 3 opções de serviço, jantar, atendimento e posicionamento da mesa perante o palco.
Platéia: $120 dólares
Executivo: $140 dólares
Vip: $250 dólares

Nota: 3,9 de 5,0
Tango Porteño
Av. Cerrito, 570
Email: [email protected]
Duração do show: 1h e 15 minutos
Shows todos dos dias!
Vejam mais detalhes em português e façam reservas no site oficial
Compre com desconto da agência Aguiar

O PIOR SHOW DE TANGO EM BUENOS AIRES – Señor Tango:
Peço que preste MUITA atenção neste post. Eu passei ANOS escutando muito sobre a casa de tango “Señor Tango”. Sempre achei que seria um super espetáculo, um excelente jantar e que iria recomendar a casa de olhos fechados para meus leitores viajantes.
 Porém, para a minha surpresa, foi a pior experiência que já tive em um jantar ou show. Foi realmente abominável e, antes de falar sobre a minha casa de tango favorita em Buenos Aires, vou falar todos os motivos pelos quais não gostei dessa casa de tango em Buenos Aires e PORQUE você NÃO deve ir ao Señor Tango:

  1. Mal localizado:
    O Señor Tango fica no bairro de Barracas. Ele é longe do centro e considerado um bairro perigoso até pelos argentinos.
  2. Maltratam animais:
    Assim que o show começa, dois cavalos sobem no palco e passam quase que encostando no público. Não pense que não gosto de cavalo. Adoro eles! E, por isso mesmo, acho um absurdo! Era um palco pequeno e qualquer um podia ver o sofrimento estampado na cara do cavalo. Fiquei ainda imaginando onde eles devem guardar os cavalos, já que os espetáculos são quase que diários durante todo o ano;
  3. Coloca em risco a vida dos presentes:
    Ainda sobre o uso de cavalos em um ambiente tão pequeno e tumultuado. Imagina se um desses cavalos se revolta e pula do palco? Ou mesmo se, ao entrar e sair do palco, um deles dá um coice? Pode atingir o público, visto que é tudo MUITO colado na plateia;
  4. Te tratam como um número:
    Você entra em bando ao sair da van ou do ônibus e tem que fazer um check-in sem poder perguntar nada, apenas obedecer;
  5. Parece um circo:
    Pense em um picadeiro com muitas luzes e fumaça. O Señor Tango oferece uma experiência que se distancia MUITO de um real tango em Buenos Aires. A preocupação é impressionar o turista com muita fumaça e pouco tango;
  6. Muito caro:
    Os valores são de 120 dólares para o setor executivo e 215 dólares para o VIP. Por favor, gaste este dinheiro com alfajores e seja mais feliz!
  7. Não te deixam ir e vir;
    Ao entrar no Señor Tango, quis tirar um foto da fachada da casa (entenda que todos estes lugares eu visito à trabalho, e fotografar e filmar faz parte dele). Fui proibido de maneira grossa de fazer a foto. Me levaram até meu lugar e, quando perguntei sobre onde era o banheiro, falaram par eu “Perguntar para alguém na entrada”. Achei um absurdo. Lembrando que em todas as casas de tango fomos convidados, e mesmo explicando isso, ainda assim nos trataram mal. Imagine então o público pagante?
  8. Você senta com desconhecidos:
    Olha, eu adoro socializar! Se você assiste meus videos no Youtube, com certeza sabe disso. Mas, neste caso, ninguém avisou nada.
  9. Qualidade ruim das mesas e cadeiras;
    Quem me acompanha desde o começo do blog (2011), sabe que já assisti muito show em pé, dormi em iglu e até barraca. Agora, ficar uma hora e meia desconfortável em uma cadeira, não é pra mim.
  10. Talheres sujos e copos imundos:
    Pedimos para trocar os copos, mas o garçon disse firmemente que não seria possível;
  11. Não existe cardápio para escolher o jantar:
    Assim que sentamos, o garçon pergunta: “carne ou frango” e vinho “branco ou tinto”.  Me senti na classe econômica de um avião! rsrs. Pronto. Agora ele levará um pedaço de carne com arroz e purê bem gelado e também um pouco do vinho escolhido. Logo depois, ele vem te cobrar uma gorjeta de maneira bem direta. Sim, ele vem com uma pilha de reais e dólares e diz: “pelo menos 20 reais de gorjeta, senhor”. Você – sem escolha – é forçado  pagar sem nem poder pensar sobre o assunto.
  12. Não te servem nem um copo d´água a mais:
    Eu não esperava passar por isso em um show de tango em Buenos Aires. Assim que pagamos a gorjeta, o garçon DE-SA-PA-RE-CEU. Eu queria mais água e vinho, e ninguém me atendia.
  13. Te ofendem caso você tire o celular do bolso durante o show;
    Agora vou falar do que, pra mim, foi a gota d´água.
    Ao tirar meu celular para filmar e fazer uma foto – entenda que eu estava trabalhando – um segurança veio correndo e bateu – REPITO – bateu em meu braço berrando para eu não filmar e me deu as costas.
    Fiquei indignado, e, logo depois, quando tentei falar que estava fazendo um review da casa, ele começou a me ameaçar com sinais até o minuto em que me chamou pra “resolver o assunto lá fora”. Parece brinks, né? Mas é verdade!
  14. O dono da casa faz o que quer, como quer e quando quer;
    Após tudo isso, parecia que não poderia ficar pior, correto? Errado! Eu estava anotando meus pontos de vista sobre aquela noite no bloco de notas de meu celular, quando fui interrompido. O cantor parou o show para perguntar se meu celular estava mais interessante que o show dele e nos convidou a nos retirar.
    Viajantes, isso parece piada né? Até achei que era brinks REAL! De verdade não estava querendo acreditar. Mas era verdade! Isso realmente aconteceu comigo! Ainda colocaram um canhão de luz na minha cara e todos me olhavam. Foi bem humilhante, mas fiz questão de ficar até o final pra ver até onde iriam (e também porque eu estava virado de medo dos seguranças me pegarem na saída caso eu saísse sozinho antes do final do show).
    Então, logo depois, descubro que quem nos humilhou era o DONO da casa. Sim, o próprietário do Señor Tango parece realmente não ligar para seus clientes, apenas para seu estrelato no palco. Uma pena.
  15. Motoristas super grossos no transfer de e para o hotel:
    Tivemos muito medo de voltar no transfer para nosso hotel Park Hyatt na Recoleta. Principalmente após sermos ameaçados, apenas entramos na van pois haviam outras pessoas dentro dela. O motorista só faltou berrar para um casal sair no primeiro hotel.

Quero pedir desculpas, mais uma vez, se algum viajante não gostou de ler este post. Eu sempre busco ser positivo e olhar o copo meio cheio. Mas já fui cinco vezes à Buenos Aires e NUNCA – repito – NUNCA havia passado por nada parecido. Sempre tive excelentes momentos na cidade. Lembre-se também que essa foi a MINHA opinião e da Thais que também é blogueira (você pode ler AQUI o relato da Thaís sobre o Señor Tango).
Agora, CHEGA de mimimi e vamos falar do MELHOR tango que visitei na viagem? Então VAMOS! 🙂

NOTA: 1,0 de 5,0. (A razão de não ser zero é que alguns dançarinos tinham talento, mas era tanta luz piscando e fumaça no rosto que não entendiamos nada).

A MELHOR CASA (que visitei) DE TANGO EM BUENOS AIRES – Esquina Carlos Gardel:
Apesar da minha horrível experiência na casa de tango argentino Señor Tango, descobri – no dia seguinte – o que era um tango de verdade, ao visitar a Esquina Carlos Gardel. Gostei muito, muito mesmo e vou contar como foi minha visita.
Começo contando que o motorista que nos buscou, chegou em um carro de luxo sedan preto e era extremamente simpático. Nos deixou na porta da casa de tango e ainda contou um pouco sobre quem foi Carlos Gardel (um ícone do tango argentino).
Ao chegar lá, fomos recebidos e acompanhados até nosso lugar. Descobrimos que nosso assento era na ala VIP – o que acho que ajudou também a termos uma experiência tão incrível em um tango em Buenos Aires.
O lugar é bem mais intimista que o Tango Porteño ou o Señor tango. Eu gostei muito disso, e foi a primeira coisa que observei ao entrar.
Subimos até nossa mesa e, chegando lá, haviam dois garçons sorrindo oferecendo um pouco de água e champagne,  assim que sentamos. Aceitamos – afinal não somos obrigado a nada nessa vida né. rsrs.

A comida e o vinho estavam uma delicia! Experimentei o vinho Rutini, famoso por ser um dos melhores vinhos de Mendoza consumidos em Buenos Aires. Ah! E o serviço era tão bom, que nem precisávamos pedir mais um pouco de vinho ou água, eles estavam sempre atentos e você podia curtir o show sem se preocupar.

VAI PRA ARGENTINA? RESERVE SEU HOTEL EM BUENOS AIRES PELO BLOG:
Você pode fazer a reserva pelo Booking.com ou diretamente neste link AQUI. Caso você use este link, me ajuda a continuar escrevendo o blog  e seguir ajudando pessoas a viajar o mundo com uma pequena comissão. Ah! E você não pagará nada a mais por isso. 🙂

O JANTAR:
Foi realmente uma delícia o nosso jantar na Esquina Carlos Gardel! Eu escolhi começar com camarões com tartar e depois comi um lomo com batatas folheadas que estava maravilhoso!

A sobremesa estava também uma delicia. Decidi finalizar com um mousse de chocolate e um vinho branco. Dá água na boca só de lembrar daquela noite.
O SHOW DE TANGO:

Percebi o quão lindo é o tango nesta mesma noite. Sabe quando você não consegue tirar os olhos do show? Pois é! Eu não conseguia parar de olhar e aplaudir. Movimentos perfeitos, figurino impecável e ainda contavam uma espécie de “historinha” durante todo o show.
Adorei e realmente não consegui achar nenhum defeito (até fui no banheiro ver se tinha papel pra secar a mão e sabonete, pois estava tudo MUITO bom pra ser verdade! rsrs). Perfeito!

PREÇOS:
O lugar VIP pode chegar à 280 dólares, mas vale cada centavo!
Nota: 5,0 de 5,0

Esquina Carlos Gardel
Rua Carlos Gardel, 3200
Email: [email protected]
Duração do show: 1h e 15 minutos
Shows todos dos dias!
Vejam mais detalhes em português e façam reservas no site oficial
Compre com desconto com agência Aguiar

  • Hallyson Cordeiro Júnior

    Me lembro de você falar da experiência ruim no Señor Tango no Snap, mas realmente passaram de todos os limites possíveis, sem palavras! Ainda bem que a Esquina Carlos Gardel e o Tango Porteño salvaram o passeio.

    • Lucas Estevam Ferreira

      Pois é Hallyson! Nada fácil, cara! Mas confesso que agora tenho a experiência pra alertar os viajantes 🙂 abração viajante!

  • Vinícius Baccarelli

    Fico pensando em quem só tem tempo, ou mesmo dinheiro, pra escolher apenas uma casa de tango pra conhecer, o que deve ser o mais comum, e tem uma experiência dessas, sem direito à Esquina Carlos Gardel pra esquecer o pesadelo. Essas dicas no seu blog são de extrema importância pros viajantes. Podem fazer toda a diferença numa viagem. Abraço.

    • Lucas Estevam Ferreira

      Poisss é Vini! (Imagina que quem vai uma única vez e à um único tango?) abraçaõoo

  • Pingback: Roteiro Buenos Aires - O que você precisa fazer na Argentina - Estevam Pelo Mundo()

  • Pingback: MELHORES RESTAURANTES DE CARNE ARGENTINA EM BUENOS AIRES - Quanto custa? - Estevam Pelo Mundo()