Vale a pena comprar no Paraguai?

paraguai

Eaí, kiridos? haha. Tudo certo? (:

Hoje vou contar uma experiência pra vocês, que certamente vocês ainda podem viver nessa vida: como sobreviver à compras no Paraguai!
O Paraguai é barato? Compensa? Sim, gente, realmente compensa! Mas é bom ter certos cuidados…
Vamos começar do começo! haha :
Fui por Foz do Iguaçu. O ônibus me pegou no hotel às 8h (em ponto, galera! Aproveito pra dar a dica: não se atrase, ou você vai ficar pra trás! As coisas em Foz – pelo menos em relação à excursões – parecem ser bem pontuais!). Só aí depois segui rumo à Ciudad del Este (que é perto – aliás, tudo é perto em Foz do Iguaçu! haha) pra começar o tour. Fiquei no Paraguai lá das 8h a 12h, e eu particularmente achei que é suficiente pra dar um rolê geral sim (até porque, o limite de gasto é de 300 dólares, e a Receita Federal fiscaliza em peso e revista todo mundo no ônibus!). Se você passar mais tempo, vai querer consumir mais e mais! hahaha.
Se você for pro Paraguai meio sem rumo, sem lenço e sem documento, pode ter problemas ou ficar perdido. Uma dica é conversar com alguém que já foi pra se orientar (ou ler esse post  haha), porque dependendo do que você pretende comprar, tem lojas específicas que REALMENTE valem a pena- falo isso pra você não cair numa roubada! Vi gente pelas ruas de lá indo comprar um cartão de memória pra câmera e depois descobrir que  na verdade ele não tinha 8gb – tinha um adesivo por cima do cartão tampando a memória dele (que na real devia ser baixíssima!). As pessoas podem te enganar e você tem que tomar bastante cuidado!
Chegando lá, explore o shopping, que é bem legal, mas saiba que esses lugares não são os mais baratos. Quando for pras ruas, cuidado com os vendedores de meia! Lembra dos carinhas do “pírce, tatuagem”ou do “8 pilha por um real” aqui do centro de Campinas? Pois é, os paraguaios fazem cospobre deles, só que com meias! Sério, é i-dên-ti-co! E vai virando uma competição: eles (sim, você vai ser abordado várias vezes!) vão te oferecer um par de meia por R$10, e vai subindo – dois, três, quatro – até que chegaram a me oferecer 12 PARES DE MEIA DE UMA VEZ por 10 reais! (conheci gente que chegou a 15 ou 20 pares haha). E não, galera…não vale a pena! Peguei nas meias e elas tem um material super ruim, que pode te afetar de três maneiras diferentes: ou apertam o seu pé, ou rasgam fácil, ou deixam seu pé suado. Éca! hahaha.

Além disso, tem muuuuitas barraquinhas das mais variadas coisas (um cara até me ofereceu um aparelinho que dá choque pra usar “no namorado agressivo” hahahaha), e a área de compras é totalmente tumultuada/caótica/desorganizada, no estilo da 25 de Março aqui em Sampa, ou do Terminal Central aqui em Campinas (ou uma mistura dos dois! o.o). Também não me pareceu um lugar muito seguro, onde você pode caminhar livremente, andar com bolsa, celular e etc. Eu queria ver uma câmera nova, e um amigo me indicou a loja Mega, de eletrônicos. Ok, fomos pra lá (estava com mais 3 meninas), seguindo as instruções do guia: sempre reto, que a loja estaria a 3 quarteirões. Aí, no meio do caminho, um vendedor distribuiu folhetinhos dessa loja, e uma das meninas que estava comigo falou: “Não é nessa loja que estamos indo?”, e o cara disse que ia levar a gente lá.  A gente foi indo, foi subindo, e ele ia virando numa curva numa ruazinha bem estranha, aí resolvemos parar, agradecer e continuar reto (e ele não gostou nada, fez uma cara bem estranha). E adivinha? A loja era indo reto mesmo! Ou seja, o cara estava nos levando pra God knows where!

No fim das contas, achei algumas lojas bem legais – como a Monalisa e a própria Mega de produtos eletrônicos, por exemplo. Andando nas ruas tem bastante coisa, mas percebi que a maioria não valia a pena, ou era descartável. Ah, e percebi também que é melhor você tirar a sua pulseirinha de identificação do passeio turístico, pra não parecer vulnerável, e claro, pechinchar até o último instante. Então, minha última dica: abuse da velha e boa barganha que sua avó fazia na feira quando você era criança e, claro (PELOAMORDOSANTOCRISTO) não compre 453653 pares de meias! haha.

 

E aí, galera, o que acharam? Alguém aí já visitou o Paraguai? Quais as dicas pra próxima vez?