Minha quase “decepção” com o Uber no Brasil

“Para que usar Uber se existe transporte público?” Foi o que provavelmente perguntei quando ouvi falar desse mais novo “app” alguns anos atrás.

Quando eu estou viajando (quando não estou?) tento dar sempre preferência ao transporte público. Apesar de nem sempre ser mais eficiente, de dentro de um ônibus e/ou metrô acabo me inteirando da vida e dos costumes locais, que eu não teria acesso se estivesse dentro de um táxi, ou mesmo um Uber.

Algumas vezes porém, não resisti à conveniência do Uber, ainda mais quando estava acompanhado e o Uber conseguia ser mais barato que os tickets de metrô.

Por exemplo, não esqueço a cara de surpresa dos meus pais quando um cara qualquer num carro de luxo preto chegou 1 minuto depois de eu ter cutucado a tela do meu celular, para nos levar para nosso airbnb em Paris. (Mais sobre essa viagem com meus pais aqui, onde conto de onde vem o suporte para eu viver viajando).

“Sim pai e mãe, essa “tecnologia” existe até no Brasil.

Mas será que lá funcionaria da mesma forma?

Eu tive uma experiência potencialmente frustada com o Uber quando estive recentemente em São Paulo.

Era sábado, não havia muito trânsito, a cordialidade do motorista era padrão Uber, oferecendo água, balas, trocar estação de rádio. Mas eu percebi que ele estava dando algumas voltas e seguindo na direção contrária ao meu destino algumas vezes.

Trajeto Uber São Paulo

Trajeto curioso do meu Uber em São Paulo

O valor final acabou sendo o dobro do que o previsto. Acabei dando uma revisão de 4 estrelas (em vez de 5) para o motorista, sem saber se a volta foi necessária, mas nem cheguei a reclamar.

Logo em seguida recebo um e-mail da Uber:

“Ajustamos o valor da viagem e sentimos muito pelo ocorrido. A diferença foi estornada e estará disponível em sua conta bancária em até 5 dias úteis.”

cordialidade Uber

Cordialidade e atenção do Uber me oferecendo um estorno sem nem mesmo ter pedido.

Me devolveram R$17,45 sem nem mesmo eu ter cobrado!

Nunca fui usuário de táxi, mas sei bem que isso dificilmente aconteceria se eu reclamasse com um taxista.

O Uber, assim como airbnb, o couchsurfing, o trustedhousesitters, o blablacar são as melhores notícias dos tempos digitais, valorizam a interação humana, trazem acesso à oportunidades para quem antes não tinha, diversificam a economia, e mais do que isso nos da a esperança de viver em um mundo mais justo e mais igualitário, onde compartilhar faz mais sentido do que competir.

ps. Se você quiser ganhar U$15 (+-R$60) para usar no Uber use meu código quando se inscrever: ubervagamundagem ou clique nesse link para se inscrever!