Acomodação gratuita e barata pelo mundo!

Onde-ficar-em-Joao-Pessoa-Hospedagem-Barata-1

Por isso que eu sempre falo: viajar nunca é problema tão grande, uma coisa tão cara e nem tão impossível quanto parece. O negócio é se planejar! – até hospedagem de graça dá pra conseguir.

Não acredita? Olha só:

1- CouchSurfing

Pra surfar no sofá de alguém, ou melhor, dormir nele, é só acessar o site e criar um perfil informando se está disposto a dormir em um sofá ou deixar que durmam no seu. O alojamento não é obrigatório, portanto, você pode ser um viajante mas não ser um anfitrião – mas essa é uma ótima maneira de fazer novas amizades. Depois disso, é só fazer um acordo com o dono do sofá pra agendar quanto tempo você vai ficar e etc. Tem gente que não cobra pelo CouchSurfing, e tem gente que cobra pouco! É normalmente uma boa opção (nesse texto, o Bruno conta como foi pra ee passar por essa experiência!).

2- Trabalhar

Você pode se oferecer para trabalhar em um hostel/hotel como recepcionista, bartender, auxiliar de limpeza…as opções são infinitas! E normalmente há muitas oportunidades – compensa muito pro hostel hospedar em troca de mão de obra (sai mais barato pra eles, pra você e os hóspedes ainda são recebidos por funcionários mais simpáticos, internacionalizados e etc. Hostels adoram isso!).

3- Wwoof

Assim como no hostel, se você gostar de aventuras diferentes ou não se importar de se entregar a um trabalho, pode se inscrever para trabalhar numa fazenda! Isso mesmo, tem até uma ONG pra isso. É preciso pagar uma taxa, que custa em média 20 euros, para se cadastrar no Wooff do país escolhido. Os agricultores/anfitriões costumam responder aos e-mails bem rápido. Mas em alguns países é preciso tomar alguns cuidados com a imigração, para não correr o risco de seu trabalho não ser validado e ser considerado ilegal. É bom se informar bem antes!

4- Voluntário

Dar aulas de português ou inglês em vários países, ajudar a construir casas populares ou executar qualquer outro tipo de trabalho voluntário. Além de ajudar outras pessoas, você pode se hospedar gratuitamente no próprio local de trabalho voluntario, ou na casa de alguém da ONG – o pessoal costuma ser bem tranquilo em relação à isso!

5- Au Pair

Como já contamos aqui, o Au Pair funciona assim: você vai para o país estrangeiro e se hospeda como uma ajudante da casa, mas como se fosse parte da família; mais especificamente como babá. Você cuida da casa, das crianças, vira parte da família e, em troca, recebe moradia, comida e uma bolsa de estudos – geralmente, do idioma local. É muito mais comum nos Estados Unidos, mas se você der uma boa pesquisada, vai ver que outros países também oferecem essa oportunidade.

 

E aí, galera? Quem já tentou se hospedar em alguma dessas formas?

Mas, aqui você também pode agendar seu hotel por um preço mais em conta!

 

Imagem: Reprodução.