Como era viajar de avião na década de 60?

02-r8Sr796

Porquê justamente a década de 60? Porque era conhecida como “a Era de ouro” para a aviação brasileira.

Bom, obviamente, viajar de avião era mais complicado nessa época. Começando pelas condições, que eram mais precárias porque o processo todo ainda estava “iniciando”. E assim, claro, as passagens eram mais caras (tá que atualmente não tá tão barato assim, mas na época era coisa de tipo, 5 vezes mais!), e o conforto…bem, não tinha conforto. As classes salas vips ainda estavam nos planos!

Mas voltando ao conforto, deixa eu explicar melhor porque ele não existia: na década de 60, o grande problema era a falta de tecnologia. Sem tanto desenvolvimento, ficava complicado controlar voos com neblinas, colisões, turbulências (os cintos também não eram tão adequados) e principalmente acidentes (que aconteciam com frequência). Apesar de pagar caro, nada era seguro, e você corria riscos até naquela parada básica pra ir ao banheiro!

Agora, uma curiosidade da década de 60: as pessoas ganhavam cartões postais no embarque. Isso mesmo! Hoje em dia a gente se perde com tantas opções de filmes e seriados pra ver, músicas pra ouvir e tals, e naquela época o tédio era tanto que o hobby era escrever cartões postais pra contar sobre a viagem e o voo. Mas em compensação também, era permitido  beber e fumar dentro do avião! Lembra daquele seu tio que dá vexame no ano novo? Provavelmente tinham muitos desses na década de 60! E tinha mais: o serviço de bordo era maior, o espaço entre as poltronas também, e cabia menos gente dentro do avião – pontos positivos. Na época também tinha uma preocupação enorme com padrões de roupa das aeromoças, de brindes à bordo, de decoração etc.

Claro que isso tudo é curioso, mas não podemos esquecer o quanto foi bom que as coisas avançaram. A década de 60 não era tão “de ouro” assim. Ou melhor, era, mas para os ricos e brancos. Negros não tinham muito espaço: ganhavam menos e não tinham condições de viajar de avião – e há boatos de que algumas companhias aéreas treinavam as aeromoças pra reconhecerem voz de negros, para que pudessem colocá-los em voos separados! Sim, a desigualdade social é um fenômeno antigo, e incrivelmente chegava a esse nível! #tenso.

Mas enfim, podemos comemorar, né galera? Apesar de muitas companhias aéreas ainda terem muito o que aprender, seguimos num avanço constante! E o que me deixa mais feliz em viajar, é o que mais temos hoje: diferentes tipos de pessoas. Todo mundo que eu conheci em todas as viagens, de todas as raças, classes sociais, nacionalidades.

 

Imagem: Reprodução – Site QGA.

 

 

 

Posts Relacionados