Conheça (e se apaixone por) Amsterdã

Amsterda-photo3463-5

Fala, galera!

Todo mundo me dizia que pelo menos uma vez na vida você TEM QUE visitar Amsterdã! E não é pra menos, né? A cidade tem um índice de desenvolvimento bastante alto, e uma infraestrutura que é tida como exemplo por muitos países. E também foi cenário de novelas da Globo! hahahha.

Amsterdã também é uma cidade muito cultural,  conhecida por seu sistema educacional potente (até por isso muitos brasileiros vão pra lá pra estudar), portos históricos, pela forma como valoriza a arte, e pelos museus de fama internacional, que são um dos destinos mais procurados pelos turistas! Normalmente é bastante movimentada (a night lotada em todos os bares, casas de shows, baladas), mas não decepciona quem curte tranquilidade. É bem comum (tipo, muito mesmo) passear de barco e bicicleta pela cidade – fitness!

Vem pro rolezinho!

  • A Casa de Anne Frank é um destino turístico muito popular, e ficou ainda mais famoso depois que foi citado no livro e no filme A culpa é das estrelas, do John Green.
  • Outro local que também vale a visita é  o Hortus Botanicus Amsterdam, um dos jardins botânicos mais antigos e bonitos do mundo (foi fundado no começo da década de 1960 –  vintage/chique).
  • A galera dos bons drink vai pirar agora: Amsterdã é sede da famosa fábrica de cerveja Heineken, que também tem um museu chamado Heineken Experience.
  • O clube desportivo AFC Ajax também tem como sede o estádio na cidade, que se chama Amsterdam ArenA, e é onde a galera vai nos fins de semana, pra torcer loucamente ou pra fazer programas mais família
  • Pros mais cults, vale a dica: a sala de concertos Concertgebouw é o local de shows famosa orquestra sinfônica da cidade, a Orquesta Real de Concertgebouw
  • Uma data bem interessante para visitar a cidade é o Dia da Rainha (ou Koninginnedag), que é comemorado no dia 30 de abril. Nesse dia, todos os habitantes da cidade vendem todo tipo de coisa nas ruas, principalmente objetos de casa. A cidade fica tipo um mercadão, ou um brechó a céu-aberto, e as ruas ficam lotadas de gente fazendo festa e vestindo laranja (a cor da casa real)
  • Outro rolê comum, mas bem mais pesado, não os Coffeeshops na Red Light District, que, fazendo uma analogia brasileira que defina bem, são tipo umas cafeterias na Rua Augusta, em São Paulo. Na Red a night é pesada, e o consumo de drogas é parcialmente liberado
  • Últimas dicas de rolê: Albert Cuyp Market (uma feira), Cervejaria Brouwerij ’t IJ (que oferece a tradicional cerveja holandesa servida em um dos moinhos de Amsterdã), Praça Leidse (tem bares, restaurantes, lojas, baladas), Vondelpark (o maior parque de Amsterdã, e o mais bombado também!).

E aí, galera? Curtiram as dicas? Qual o próximo lugar que gostariam de ver por aqui? Contem nos comentários!

 

Imagem: Reprodução.

 

 

Posts Relacionados