Conheça Brighton, na Inglaterra

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Fala, galera!

A dica de hoje é uma cidadezinha do litoral inglês mais sosegada (e menos conhecida, como tenho apresentado váarios lugares pra vocês!).

Brighton fica exatamente no mar que divide a Inglaterra e a França, e é considerada “a escapada perfeita numa viagem à Londres”. Título interessante, né? haha. A galera que já é da Inglaterra costuma ir pra lá curtir uma praia, principalmente no verão. Já os turistas, vão lá pra uma day-trip mesmo, pra dar uma relaxada e curtir a vista.

A avenida beira-mar é a primeira parada turística, pra ver o por-do-sol. Mesmo com friozinho, caminhar pelo calçadão ao por-do-sol é de lei, e todo mundo faz isso: bikers, skaters, pessoas namorando, crianças brincando, amigos bebendo, solo travelers lendo e fotografando, idosos, a cidade inteira! haha.

Mas claro que os turistas não vão pra lá só pra curtir mar e por-do-sol. A cidade – apesar de pequena – é bem independente, e vai muuuito além disso. Pra você ter uma ideia, Brighton se tornou a cidade mais movimentada (culturalmente falando) do país! Isso além de ser polo universitário e, por isso, atrair milhares de turistas estudantes também (a maioria jovens). E o que isso quer dizer???? 5 segundos pra você adivinhar. Isso mesmo! haha, justamente por ser uma cidade universitária (e como toda que se preze, por favor!), a night bomba e oferece rolês de váarias opções (barzinho, balada, festas universitárias open-bar, party bus, festas de república, etc). Mas isso também quer dizer que tem várias atividades culturais gratuitas, sempre pensando nos universitários (que sempre estão falidos haha) e nos turistas que ralam e saem contando moedinha roubada da igreja.

Broghton é super arborizada, moderna, colorida e cool, e fica a menos de uma hora de trem, saindo do centro de Londres! Se tiver tempo, dá pra visitar de boa. E aí por lá você pode curtir outros rolês recomendados, como o museu Royal Pavillion – um edificio de arquitetura controversa, meio Taj Mahal do lado de fora e meio chinês do lado de dentro;  o Aquário municipal e, com mais tempo sobrando, o parque do Brighton Píer e a Brighton Wheel, que tem uma vista sucesso da cidade toda!

Brighton é também um paraíso para os coffee lovers, e pra quem curte cervejas artesanais (dizem que a venda dessas cervejas recuperou vários pubs que estavam a ponto de fechar!). Então, é bem normal curtir uma tarde com a família ou os amigos no The Lanes e North Laine, os dois bairros mais hipster e descolados de Brighton, curtindo uma vibe meio “eu e a galera na Starbucks roubando wi-fi” haha. E nesses mesmos bairros, você pode aproveitar e fazer umas comprinhas (dizem que lá dá pra encontrar de livros raros a armas, roupas vintage, artesanatos descolados e incomuns, móveis do começo do século passado, e coisas desse tipo!), ou sair pra comer em pubs e lanchonetes descoladas. A galera da net indicou o Grow 40 (e me contaram boatos de que é bem descolado, mas disputadíssimo durante o dia, e vazio e mais barato à noite) e o The Salt Room, que fica na avenida da praia, e próximo à maioria dos hotéis (nesse, elogiaram a comida, ambiente, playlist e os drinks). Pra completar a lista de sugestões da galera da net, uma dica de hotel:  Pelirocco, que é super rock’n’roll na veia, tem decoração rock’n’roll, atendentes hipsters-alternativos, festas toda noite e decoração de quarto temática (confesso que fiquei com vontade de me hospedar por lá! hahaha).

Outras sugestões de rolê, tio Estevam?

Siim! Here we go:

  • St Bartholomew, uma catedral gigante que foi construída seguindo as dimensões da Arca de Noé descritas na Bíblia
  • Duke of York´s Picture House, o cinema mais antigo da Inglaterra ainda em funcionamento
  • Brighton Dome, uma casa de shows badaladinha que antigamente era um estábulo
  • O maior festival de multi-artes da Inglaterra (Brighton Festival), o Foodies Festival (também a maior celebração de comida e bebida do Reino Unido),  o premiado Artists Open Houses (maior evento gratuito de artes do Reino Unido, com mais de mil artistas exibindo suas obras em mais de 200 casas e estúdios espalhados pela cidade) e o festival literário Charleston.

E aí, galera? Já visitaram alguma dessas atrações em Brighton? (:

 

Imagem: Reprodução.

Posts Relacionados