5 países que vendem a cidadania!

É, galera! Estranharam quando leram o título né?

Mas é isso mesmo! O mercado de vendas de cidadania está aumentando, e tem trazido cada vez mais adeptos e dinheiro pros impostos dos países! (Só no ano passado, esse mercado movimentou R$ 4,5 bilhões vendendo passaporte a preços que variam entre R$ 328 mil até R$ 5,2 milhões). E traz vários benefícios, como entrar em alguns países sem visto, poder transferir dinheiro pra países com imposto mais baixo, etc.

Mas será que compensa? Vem ver:

caribe

Caribe

Exige que você visite o país cinco dias durante cinco anos e te libera pra visitar 122 países sem visto!

Bulgária

Não exige que você visite o país e te permite entrar sem visto em 130 países, mas em compensação, os imóveis por lá são mais caros.

Comores (África)

Também não exige que você visite, e te deixa entrar em 47 países. Além disso, o custo com imóveis por lá costumas ser menor.

Chipre (União Européia)

Caríssimo em questão de imóveis (tipo, se prepara para desembolsar uns US$2,5 milhões!), mas também não exige presença, e te deixa entrar em 147 países.

Malta (União Européia)

Pra ter cidadania em Malta, você vai ter que cumprir muitas exigências! Primeiro, tem que fazer um investimento de € 350 mil em imóveis e € 150 mil em investimentos financeiros, porque, se você quiser mesmo a cidadania, a lei diz que “candidatos devem estabelecer residência efetiva (parâmetros obscuros) nos 12 meses antes da concessão da residência”. Se mesmo assim você achar que vale a pena, vai poder entrar sem visto em 166 países haha.

E aí, o que acharam?

 

Imagens: Reprodução.

Posts Relacionados